A maior rede de estudos do Brasil

ajude

 

O modelo patrimonialista de gestão publica vigorou com domínio quase absoluto no Brasil até a chamada “revolução de trinta”. O Estado era administrado de forma autoritária, clientelista e verticalizada pelas elites agrário-exportadoras. O aparelho do Estado era objeto das disputas políticas entre as oligarquias regionais. A República Velha foi palco constante de escândalos e corrupção, as eleições inclusive não eram legitimadas por todas as elites. A administração pública refletia este contexto, não era profissionalizada, nem havia mecanismos de seleção pública, impessoal e transparente. Na Revolução de Trinta novas elites assumem o país. Quem eram estas elites e de onde veio a inspiração para este movimento modernizante?


2 resposta(s)

User badge image

Maria

Há mais de um mês

Na Revolução de 30 novas elites assumem o país. Mais ligadas aos setores médios urbanos e industriais, estas elites estabelecem, através do governo Vargas, um programa de reformas e modernização do Estado brasileiro. O modelo patrimonialista vigente não se ajustava mais aos interesses econômicos que demandavam investimentos públicos em infraestrutura, uma burocracia ágil para apoiar o setor privado, um ordenamento legal mais racionalizado e funcional. Nesta época foram criados os ministérios da Educação, Saúde Pública, Trabalho e Indústria e Comércio. A Constituição de 1934 foi a primeira a trazer um título específico sobre os funcionários públicos. O primeiro governo Vargas é considerado pioneiro na modernização da gestão pública brasileira. Este primeiro movimento modernizante foi inspirado nas ideias de dois fundadores da administração moderna como disciplina: Taylor e Fayol. Ambos desenvolveram esforços para racionalizar os processos de trabalho.

Na Revolução de 30 novas elites assumem o país. Mais ligadas aos setores médios urbanos e industriais, estas elites estabelecem, através do governo Vargas, um programa de reformas e modernização do Estado brasileiro. O modelo patrimonialista vigente não se ajustava mais aos interesses econômicos que demandavam investimentos públicos em infraestrutura, uma burocracia ágil para apoiar o setor privado, um ordenamento legal mais racionalizado e funcional. Nesta época foram criados os ministérios da Educação, Saúde Pública, Trabalho e Indústria e Comércio. A Constituição de 1934 foi a primeira a trazer um título específico sobre os funcionários públicos. O primeiro governo Vargas é considerado pioneiro na modernização da gestão pública brasileira. Este primeiro movimento modernizante foi inspirado nas ideias de dois fundadores da administração moderna como disciplina: Taylor e Fayol. Ambos desenvolveram esforços para racionalizar os processos de trabalho.

User badge image

Marcos

Há mais de um mês

Na Revolução de 30 novas elites assumem o país. Mais ligadas aos setores médios urbanos e industriais, estas elites estabelecem, através do governo Vargas, um programa de reformas e modernização do Estado brasileiro. O modelo patrimonialista vigente não se ajustava mais aos interesses econômicos que demandavam investimentos públicos em infraestrutura, uma burocracia ágil para apoiar o setor privado, um ordenamento legal mais racionalizado e funcional. Nesta época foram criados os ministérios da Educação, Saúde Pública, Trabalho e Indústria e Comércio. A Constituição de 1934 foi a primeira a trazer um título específico sobre os funcionários públicos. O primeiro governo Vargas é considerado pioneiro na modernização da gestão pública brasileira. Este primeiro movimento modernizante foi inspirado nas ideias de dois fundadores da administração moderna como disciplina: Taylor e Fayol. Ambos desenvolveram esforços para racionalizar os processos de trabalho.

Leia mais em Brainly.com.br - https://brainly.com.br/tarefa/6402205#readmore

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes