A maior rede de estudos do Brasil

O que é crescimento Ordenado e crescimento caótico? Existe alguma cidade brasileira, que tenha crescimento ordenado?


5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

CONTEXTUALIZAÇÃO

O processo de urbanização global se iniciou com o Capitalismo Comercial, no período de transição da Idade Média para a Idade Moderna. Esse processo não ocorreu de maneira equilibrada em todos os Reinos e Países do globo, entretanto, em todos os casos. E não ocorreu dentro desses Reinos de maneira homogênea em toda a extensão territorial destes, em todos os casos. O processo de urbanização, muitas vezes, foi específico em cada uma das regiões em que se foi presente.


RESOLUÇÃO

O processo de urbanização no Brasil ocorreu no século XX e causou a transformação de inúmeras paisagens e de inúmeros agrupamentos populacionais. Pouco a pouco as cidades foram crescendo, muitas vezes de forma ordenada (ao menos inicialmente), conforme o seu projeto inicial de desenvolvimento – como Brasília – ou de forma totalmente caótica – como a cidade do Rio de Janeiro, que se desenvolveu no século XX e viu aumentar, e muito o número de ocupações ilegais e das chamadas favelas, agrupamentos populacionais de baixa renda, com nenhuma regulamentação e em regiões de risco, como em encostas de morros.


CONCLUSÃO

O processo de urbanização envolve um número enorme de agentes econômicos. A população e o governo possuem, por vezes, interesses distintos, o que motiva a ocupação de regiões de risco ou de estabelecimentos abandonados por parte da população. Dessa forma, não existe um padrão, um manual para se desenvolver o lado urbano de uma cidade: havendo descompasso entre os interesses dos agentes, o crescimento descontrolado das cidades permanecerá como algo típico no Brasil e em grande parte dos países do mundo.


CONTEXTUALIZAÇÃO

O processo de urbanização global se iniciou com o Capitalismo Comercial, no período de transição da Idade Média para a Idade Moderna. Esse processo não ocorreu de maneira equilibrada em todos os Reinos e Países do globo, entretanto, em todos os casos. E não ocorreu dentro desses Reinos de maneira homogênea em toda a extensão territorial destes, em todos os casos. O processo de urbanização, muitas vezes, foi específico em cada uma das regiões em que se foi presente.


RESOLUÇÃO

O processo de urbanização no Brasil ocorreu no século XX e causou a transformação de inúmeras paisagens e de inúmeros agrupamentos populacionais. Pouco a pouco as cidades foram crescendo, muitas vezes de forma ordenada (ao menos inicialmente), conforme o seu projeto inicial de desenvolvimento – como Brasília – ou de forma totalmente caótica – como a cidade do Rio de Janeiro, que se desenvolveu no século XX e viu aumentar, e muito o número de ocupações ilegais e das chamadas favelas, agrupamentos populacionais de baixa renda, com nenhuma regulamentação e em regiões de risco, como em encostas de morros.


CONCLUSÃO

O processo de urbanização envolve um número enorme de agentes econômicos. A população e o governo possuem, por vezes, interesses distintos, o que motiva a ocupação de regiões de risco ou de estabelecimentos abandonados por parte da população. Dessa forma, não existe um padrão, um manual para se desenvolver o lado urbano de uma cidade: havendo descompasso entre os interesses dos agentes, o crescimento descontrolado das cidades permanecerá como algo típico no Brasil e em grande parte dos países do mundo.


User badge image

José

Há mais de um mês

Espero que ajude: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/2080299/mod_resource/content/1/Villa%C3%A7a%20planejamento%20urbano.pdf

User badge image

Andre

Há mais de um mês

CONTEXTUALIZAÇÃO

O processo de urbanização global se iniciou com o Capitalismo Comercial, no período de transição da Idade Média para a Idade Moderna. Esse processo não ocorreu de maneira equilibrada em todos os Reinos e Países do globo, entretanto, em todos os casos. E não ocorreu dentro desses Reinos de maneira homogênea em toda a extensão territorial destes, em todos os casos. O processo de urbanização, muitas vezes, foi específico em cada uma das regiões em que se foi presente.


RESOLUÇÃO

O processo de urbanização no Brasil ocorreu no século XX e causou a transformação de inúmeras paisagens e de inúmeros agrupamentos populacionais. Pouco a pouco as cidades foram crescendo, muitas vezes de forma ordenada (ao menos inicialmente), conforme o seu projeto inicial de desenvolvimento – como Brasília – ou de forma totalmente caótica – como a cidade do Rio de Janeiro, que se desenvolveu no século XX e viu aumentar, e muito o número de ocupações ilegais e das chamadas favelas, agrupamentos populacionais de baixa renda, com nenhuma regulamentação e em regiões de risco, como em encostas de morros.


CONCLUSÃO

O processo de urbanização envolve um número enorme de agentes econômicos. A população e o governo possuem, por vezes, interesses distintos, o que motiva a ocupação de regiões de risco ou de estabelecimentos abandonados por parte da população. Dessa forma, não existe um padrão, um manual para se desenvolver o lado urbano de uma cidade: havendo descompasso entre os interesses dos agentes, o crescimento descontrolado das cidades permanecerá como algo típico no Brasil e em grande parte dos países do mundo.


User badge image

Andre

Há mais de um mês

CONTEXTUALIZAÇÃO

O processo de urbanização global se iniciou com o Capitalismo Comercial, no período de transição da Idade Média para a Idade Moderna. Esse processo não ocorreu de maneira equilibrada em todos os Reinos e Países do globo, entretanto, em todos os casos. E não ocorreu dentro desses Reinos de maneira homogênea em toda a extensão territorial destes, em todos os casos. O processo de urbanização, muitas vezes, foi específico em cada uma das regiões em que se foi presente.


RESOLUÇÃO

O processo de urbanização no Brasil ocorreu no século XX e causou a transformação de inúmeras paisagens e de inúmeros agrupamentos populacionais. Pouco a pouco as cidades foram crescendo, muitas vezes de forma ordenada (ao menos inicialmente), conforme o seu projeto inicial de desenvolvimento – como Brasília – ou de forma totalmente caótica – como a cidade do Rio de Janeiro, que se desenvolveu no século XX e viu aumentar, e muito o número de ocupações ilegais e das chamadas favelas, agrupamentos populacionais de baixa renda, com nenhuma regulamentação e em regiões de risco, como em encostas de morros.


CONCLUSÃO

O processo de urbanização envolve um número enorme de agentes econômicos. A população e o governo possuem, por vezes, interesses distintos, o que motiva a ocupação de regiões de risco ou de estabelecimentos abandonados por parte da população. Dessa forma, não existe um padrão, um manual para se desenvolver o lado urbano de uma cidade: havendo descompasso entre os interesses dos agentes, o crescimento descontrolado das cidades permanecerá como algo típico no Brasil e em grande parte dos países do mundo.


Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas