A maior rede de estudos do Brasil

ENVIAR PLANO DE AULA ARTES VISUAIS EDUCA;'AO DE JOVENS E ADULTOS


1 resposta(s)

User badge image

Catia Maria

Há mais de um mês

“Toda fotografia é uma ficção que se apresenta como verdadeira. [...] A fotografia mente sempre, mente por instinto, mente porque sua natureza não lhe permite fazer outra coisa.” 

Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: FONTCUBERTA, Joan. O beijo de Judas: fotografia e verdade. Trad. de Maria Alzira Brum Lemos. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2010. p. 13. 

Joan Fontcuberta é um artista e pesquisador espanhol que procura pensar os efeitos de realidade produzidos pela fotografia. Considerando a citação e o livro-base Recursos audiovisuais nas aulas de história a respeito do problema da relação entre fotografia e verdade, importante também para a história, leia as afirmativas a seguir: 

I. Sendo um documento marcado pela neutralidade, pois produzido por uma máquina, a fotografia é uma fonte histórica comparativamente mais verdadeira do que uma pintura.
II. É devido ao caráter ficcional próprio da fotografia, como salientado por Joan Fontcuberta, que a fotografia tem sido abandonada como documento nos trabalhos históricos.
III. O suposto caráter de objetividade da fotografia deve ser criticado por historiadoras e historiadores, pois as fotografias não são um reflexo objetivo do mundo.
IV. Informações sobre o contexto de produção, objetivos do fotógrafo, detalhes do evento ou pessoas fotografados, são dados importantes para que uma fotografia seja utilizada como fonte primária.
V. Devem ser desconsideradas como fontes primárias, as fotografias que, por meio do trabalho crítico, sejam identificadas como falsas ou mentirosas, pois são inúteis ao trabalho histórico. 

Estão corretas apenas as afirmativas:

  A

I e IV

  B

I, II e IV

  C

II, III e V

  D

III e IV

  E

I e V

“Toda fotografia é uma ficção que se apresenta como verdadeira. [...] A fotografia mente sempre, mente por instinto, mente porque sua natureza não lhe permite fazer outra coisa.” 

Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: FONTCUBERTA, Joan. O beijo de Judas: fotografia e verdade. Trad. de Maria Alzira Brum Lemos. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2010. p. 13. 

Joan Fontcuberta é um artista e pesquisador espanhol que procura pensar os efeitos de realidade produzidos pela fotografia. Considerando a citação e o livro-base Recursos audiovisuais nas aulas de história a respeito do problema da relação entre fotografia e verdade, importante também para a história, leia as afirmativas a seguir: 

I. Sendo um documento marcado pela neutralidade, pois produzido por uma máquina, a fotografia é uma fonte histórica comparativamente mais verdadeira do que uma pintura.
II. É devido ao caráter ficcional próprio da fotografia, como salientado por Joan Fontcuberta, que a fotografia tem sido abandonada como documento nos trabalhos históricos.
III. O suposto caráter de objetividade da fotografia deve ser criticado por historiadoras e historiadores, pois as fotografias não são um reflexo objetivo do mundo.
IV. Informações sobre o contexto de produção, objetivos do fotógrafo, detalhes do evento ou pessoas fotografados, são dados importantes para que uma fotografia seja utilizada como fonte primária.
V. Devem ser desconsideradas como fontes primárias, as fotografias que, por meio do trabalho crítico, sejam identificadas como falsas ou mentirosas, pois são inúteis ao trabalho histórico. 

Estão corretas apenas as afirmativas:

  A

I e IV

  B

I, II e IV

  C

II, III e V

  D

III e IV

  E

I e V

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes