A maior rede de estudos do Brasil

explique o que ocorre na resistencia e permeabilidade dos solos residuais e transportados


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A resistência do solo consiste na resistência mecânica á penetração e a força de reação que o solo apresenta á pressão de penetração da água, por exemplo. A permeabilidade do solo é a capacidade com a qual um fluido pode escoar através dos poros de um sólido.


Os solos seriam divididos em quatro grupos: residuais, transportados, orgânicos e pedogênicos.

Solos Residuais são caracterizados por ser aqueles provenientes da decomposição(imtemperismo) e modificação das rochas pré-existentes. Sua composição depende do tipo e da composição mineralógica da rocha original que lhe deu origem, além de serem bastante comuns no Brasil, por conta do clima.

Solos transportados são solos sedimentados por um agente transportador. Formam geralmente depósitos mais inconsolidados e fofos que os solos residuais e tem profundidades variáveis. São menos homogêneos que os solos residuais.


A Resistencia em solos residuais se da pelo fato de existir ligações fortes entre os grãos, conferindo ao solo uma rigidez adicional contra deformações. Enquanto que a resistencia em solos transportados é considerávelmente baixa, constituindo problemas em fundações de obras de engenharia, por conta da baixa estabilidade.

A permeabilidade em solos residuais pode variar em solos residuais jovens, com pouca porcentagem de finos, favorecendo ofluxo na direção da foliação e das fissuras com paredes pouco intemperizadas. Há alta permeabilidade permeabilidade em solos transportados pelo fato de existe mais espaços vazios que os solos residuais.

Fonte: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/11888/11888_3.PDF

http://www.ufjf.br/nugeo/files/2009/11/Geologia-Cap10c.pdf Acesso em 01 set. 2018.

A resistência do solo consiste na resistência mecânica á penetração e a força de reação que o solo apresenta á pressão de penetração da água, por exemplo. A permeabilidade do solo é a capacidade com a qual um fluido pode escoar através dos poros de um sólido.


Os solos seriam divididos em quatro grupos: residuais, transportados, orgânicos e pedogênicos.

Solos Residuais são caracterizados por ser aqueles provenientes da decomposição(imtemperismo) e modificação das rochas pré-existentes. Sua composição depende do tipo e da composição mineralógica da rocha original que lhe deu origem, além de serem bastante comuns no Brasil, por conta do clima.

Solos transportados são solos sedimentados por um agente transportador. Formam geralmente depósitos mais inconsolidados e fofos que os solos residuais e tem profundidades variáveis. São menos homogêneos que os solos residuais.


A Resistencia em solos residuais se da pelo fato de existir ligações fortes entre os grãos, conferindo ao solo uma rigidez adicional contra deformações. Enquanto que a resistencia em solos transportados é considerávelmente baixa, constituindo problemas em fundações de obras de engenharia, por conta da baixa estabilidade.

A permeabilidade em solos residuais pode variar em solos residuais jovens, com pouca porcentagem de finos, favorecendo ofluxo na direção da foliação e das fissuras com paredes pouco intemperizadas. Há alta permeabilidade permeabilidade em solos transportados pelo fato de existe mais espaços vazios que os solos residuais.

Fonte: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/11888/11888_3.PDF

http://www.ufjf.br/nugeo/files/2009/11/Geologia-Cap10c.pdf Acesso em 01 set. 2018.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A resistência do solo consiste na resistência mecânica á penetração e a força de reação que o solo apresenta á pressão de penetração da água, por exemplo. A permeabilidade do solo é a capacidade com a qual um fluido pode escoar através dos poros de um sólido.


Os solos seriam divididos em quatro grupos: residuais, transportados, orgânicos e pedogênicos.

Solos Residuais são caracterizados por ser aqueles provenientes da decomposição(imtemperismo) e modificação das rochas pré-existentes. Sua composição depende do tipo e da composição mineralógica da rocha original que lhe deu origem, além de serem bastante comuns no Brasil, por conta do clima.

Solos transportados são solos sedimentados por um agente transportador. Formam geralmente depósitos mais inconsolidados e fofos que os solos residuais e tem profundidades variáveis. São menos homogêneos que os solos residuais.


A Resistencia em solos residuais se da pelo fato de existir ligações fortes entre os grãos, conferindo ao solo uma rigidez adicional contra deformações. Enquanto que a resistencia em solos transportados é considerávelmente baixa, constituindo problemas em fundações de obras de engenharia, por conta da baixa estabilidade.

A permeabilidade em solos residuais pode variar em solos residuais jovens, com pouca porcentagem de finos, favorecendo ofluxo na direção da foliação e das fissuras com paredes pouco intemperizadas. Há alta permeabilidade permeabilidade em solos transportados pelo fato de existe mais espaços vazios que os solos residuais.

 

Fonte: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/11888/11888_3.PDF

http://www.ufjf.br/nugeo/files/2009/11/Geologia-Cap10c.pdf  Acesso em 01 set. 2018.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A resistência do solo consiste na resistência mecânica á penetração e a força de reação que o solo apresenta á pressão de penetração da água, por exemplo. A permeabilidade do solo é a capacidade com a qual um fluido pode escoar através dos poros de um sólido.


Os solos seriam divididos em quatro grupos: residuais, transportados, orgânicos e pedogênicos.

Solos Residuais são caracterizados por ser aqueles provenientes da decomposição(imtemperismo) e modificação das rochas pré-existentes. Sua composição depende do tipo e da composição mineralógica da rocha original que lhe deu origem, além de serem bastante comuns no Brasil, por conta do clima.

Solos transportados são solos sedimentados por um agente transportador. Formam geralmente depósitos mais inconsolidados e fofos que os solos residuais e tem profundidades variáveis. São menos homogêneos que os solos residuais.


A Resistencia em solos residuais se da pelo fato de existir ligações fortes entre os grãos, conferindo ao solo uma rigidez adicional contra deformações. Enquanto que a resistencia em solos transportados é considerávelmente baixa, constituindo problemas em fundações de obras de engenharia, por conta da baixa estabilidade.

A permeabilidade em solos residuais pode variar em solos residuais jovens, com pouca porcentagem de finos, favorecendo ofluxo na direção da foliação e das fissuras com paredes pouco intemperizadas. Há alta permeabilidade permeabilidade em solos transportados pelo fato de existe mais espaços vazios que os solos residuais.

Fonte: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/11888/11888_3.PDF

http://www.ufjf.br/nugeo/files/2009/11/Geologia-Cap10c.pdf Acesso em 01 set. 2018.

User badge image

fabio

Há mais de um mês

- SOLOS RESIDUAIS · São originados do processo de intemperização (decomposição) de rochas pré-existentes, no qual ele se encontra sobre a rocha que lhe deu origem; · Para que eles ocorram é necessário que a veloc. de decomposição (temp, regime de chuvas e vegetação) da rocha seja maior do que a velocidade de remoção por agentes externos; · Regiões tropicais favorecem a degradação da rocha mais rápida, sendo comum a sua ocorrência no Brasil; · Composição depende do tipo e comp. mineralógica da rocha matriz; · Solo residual maduro – é mais homogêneo e não apresenta nenhuma relação com a rocha mãe; · Solo residual jovem – apresenta boa quantidade de material que pode ser classificado como pedregulho (# > 4,8 mm). São bastante irregulares qto à resistência, coloração, permeabilidade e compressibilidade (intensidade do processo de alteração não é igual em todos os pontos). · Solo saprolítico – guarda características da rocha sã e tem basicamente os mesmos minerais, porém sua resistência já se encontra bastante reduzida. Pode ser caracterizado como uma matriz de solo envolvendo grandes pedaços de rocha altamente alterada, apresenta pequena resistência ao manuseio; · Solo de alteração de rocha – preserva parte da estrutura e de seus minerais, porém com dureza inferior à da rocha matriz, em geral muito fraturada permitindo grande fluxo de água através das descontinuidades; · Rocha sã – ocorre em profundidade e mantém as características originais, ou seja, inalterada; · As espessuras das faixas são variáveis e dependem das condições climáticas e do tipo de rocha. 3.2- SOLOS TRANSPORTADOS OU SEDIMENTARES · Formam geralmente depósitos mais inconsolidados e fofos que os residuais, e com profundidade variável; · O solo residual é mais homogêneo do que o transportado no modo de ocorrer.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas