A maior rede de estudos do Brasil

De que forma a compreensão da origem e processo de formação dos solos associam-se as atividade de engenharia Civil?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para resolução da questão é importante o conhecimento sobre fundação.


O terreno faz parte integrante de qualquer construção, afinal é ele que dá sustentação ao peso e também determina características fundamentais do projeto em função de seu perfil e de características físicas como elevação, drenagem e localização. Em construções maiores é necessário realizar uma sondagem para ver em que nível do solo a camada é mais resistente em geral a melhor camada para as fundações é o leito rochoso ou acima dele, desde que permita a execução. Em fundações que não descarrega muita carga para o solo, não é obrigatório fazer a análise de solo. Embora seja uma vantagem saber o tipo de solo em que se pretende construir, evitando como por exemplo, acidentes como o ocorrido no morro do Bumba em que foram construídas casas em cima de um lixão desativado.  Alguns solos não oferecem uma rigidez para uma construção, e esta por sua vez não exige uma fundação profunda. O método que pode ser adotado é o radier em que as cargas são distribuídas por toda a estrutura. No que tange à mecânica dos solos, é importante conhecer os três tipos básicos de solos: arenoso, siltoso e argiloso.

 Para efeito prático de uma construção, é preciso conhecer o comportamento que se espera de um solo quando este receber os esforços.

A importância da compreensão da origem e processo de formação do solos está ligada a importância do mesmo durante a o desenvolvimento do projeto, solos mais resistentes podem gerar um projeto onde se tenha economia nos custo da fundação, solo que tenham problema de recalque ou baixa compactação que podem levar ao recalque devem ser remediados a fim de evitar problemas futuros para construção.

Fonte: http://editecminas.blogspot.com/2014/09/a-importancia-do-solo-na-construcao.html

Acesso em 01 set. 2018.

Para resolução da questão é importante o conhecimento sobre fundação.


O terreno faz parte integrante de qualquer construção, afinal é ele que dá sustentação ao peso e também determina características fundamentais do projeto em função de seu perfil e de características físicas como elevação, drenagem e localização. Em construções maiores é necessário realizar uma sondagem para ver em que nível do solo a camada é mais resistente em geral a melhor camada para as fundações é o leito rochoso ou acima dele, desde que permita a execução. Em fundações que não descarrega muita carga para o solo, não é obrigatório fazer a análise de solo. Embora seja uma vantagem saber o tipo de solo em que se pretende construir, evitando como por exemplo, acidentes como o ocorrido no morro do Bumba em que foram construídas casas em cima de um lixão desativado.  Alguns solos não oferecem uma rigidez para uma construção, e esta por sua vez não exige uma fundação profunda. O método que pode ser adotado é o radier em que as cargas são distribuídas por toda a estrutura. No que tange à mecânica dos solos, é importante conhecer os três tipos básicos de solos: arenoso, siltoso e argiloso.

 Para efeito prático de uma construção, é preciso conhecer o comportamento que se espera de um solo quando este receber os esforços.

A importância da compreensão da origem e processo de formação do solos está ligada a importância do mesmo durante a o desenvolvimento do projeto, solos mais resistentes podem gerar um projeto onde se tenha economia nos custo da fundação, solo que tenham problema de recalque ou baixa compactação que podem levar ao recalque devem ser remediados a fim de evitar problemas futuros para construção.

Fonte: http://editecminas.blogspot.com/2014/09/a-importancia-do-solo-na-construcao.html

Acesso em 01 set. 2018.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para resolução da questão é importante o conhecimento sobre fundação.


O terreno faz parte integrante de qualquer construção, afinal é ele que dá sustentação ao peso e também determina características fundamentais do projeto em função de seu perfil e de características físicas como elevação, drenagem e localização. Em construções maiores é necessário realizar uma sondagem para ver em que nível do solo a camada é mais resistente em geral a melhor camada para as fundações é o leito rochoso ou acima dele, desde que permita a execução. Em fundações que não descarrega muita carga para o solo, não é obrigatório fazer a análise de solo. Embora seja uma vantagem saber o tipo de solo em que se pretende construir, evitando como por exemplo, acidentes como o ocorrido no morro do Bumba em que foram construídas casas em cima de um lixão desativado.  Alguns solos não oferecem uma rigidez para uma construção, e esta por sua vez não exige uma fundação profunda. O método que pode ser adotado é o radier em que as cargas são distribuídas por toda a estrutura. No que tange à mecânica dos solos, é importante conhecer os três tipos básicos de solos: arenoso, siltoso e argiloso.

 Para efeito prático de uma construção, é preciso conhecer o comportamento que se espera de um solo quando este receber os esforços.

A importância da compreensão da origem e processo de formação do solos está ligada a importância do mesmo durante a o desenvolvimento do projeto, solos mais resistentes podem gerar um projeto onde se tenha economia nos custo da fundação, solo que tenham problema de recalque ou baixa compactação que podem levar ao recalque devem ser remediados a fim de evitar problemas futuros para construção.

Fonte: http://editecminas.blogspot.com/2014/09/a-importancia-do-solo-na-construcao.html

Acesso em 01 set. 2018.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para resolução da questão é importante o conhecimento sobre fundação.


O terreno faz parte integrante de qualquer construção, afinal é ele que dá sustentação ao peso e também determina características fundamentais do projeto em função de seu perfil e de características físicas como elevação, drenagem e localização. Em construções maiores é necessário realizar uma sondagem para ver em que nível do solo a camada é mais resistente em geral a melhor camada para as fundações é o leito rochoso ou acima dele, desde que permita a execução. Em fundações que não descarrega muita carga para o solo, não é obrigatório fazer a análise de solo. Embora seja uma vantagem saber o tipo de solo em que se pretende construir, evitando como por exemplo, acidentes como o ocorrido no morro do Bumba em que foram construídas casas em cima de um lixão desativado.  Alguns solos não oferecem uma rigidez para uma construção, e esta por sua vez não exige uma fundação profunda. O método que pode ser adotado é o radier em que as cargas são distribuídas por toda a estrutura. No que tange à mecânica dos solos, é importante conhecer os três tipos básicos de solos: arenoso, siltoso e argiloso.

 Para efeito prático de uma construção, é preciso conhecer o comportamento que se espera de um solo quando este receber os esforços.


A importância da compreensão da origem e processo de formação do solos está ligada a importância do mesmo durante a o desenvolvimento do projeto, solos mais resistentes podem gerar um projeto onde se tenha economia nos custo da fundação, solo que tenham problema de recalque ou baixa compactação que podem levar ao recalque devem ser remediados a fim de evitar problemas futuros para construção.Fonte: http://editecminas.blogspot.com/2014/09/a-importancia-do-solo-na-construcao.html

Acesso em 01 set. 2018.

User badge image

Fábio

Há mais de um mês

Compreender a origem e o processo de formação dos solos nos permitirá prever características relacionadas a resistência, trabalhabilidade e disponibilidade de determinado solo a ser utilizado nas atividadedes de Engenharia Civil, não só como suporte para fundações mas também como material de construção.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas