A maior rede de estudos do Brasil

cite os diferentes tipos de dentes dos animais domesticos explicando a diferença entre um dente branquiodente de um dente hipsodonte..


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Anatomia Veterinária I.
Gatos e cães possuem uma dentição difiodonte, pois apresentam duas dentições consecutivas, a permanente e a decídua; também são considerados heterodontes, pois possuem dentes de formas variadas, semelhantes quanto sua estrutura, mas variando de forma, tamanho e função; por causa da evolução da implantação dentária são considerados tecodontes, pois os dentes estão inseridos nos ossos; já devido ao crescimento após erupção são considerados braquiodontes, dentes curtos que tem seu crescimento cessado após erupção.

hipsodonte são dentes longos que tem seu crescimento contínuo ao longo da vida, se fazem presentes em equinos, ruminantes e suínos.

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Anatomia Veterinária I.
Gatos e cães possuem uma dentição difiodonte, pois apresentam duas dentições consecutivas, a permanente e a decídua; também são considerados heterodontes, pois possuem dentes de formas variadas, semelhantes quanto sua estrutura, mas variando de forma, tamanho e função; por causa da evolução da implantação dentária são considerados tecodontes, pois os dentes estão inseridos nos ossos; já devido ao crescimento após erupção são considerados braquiodontes, dentes curtos que tem seu crescimento cessado após erupção.

hipsodonte são dentes longos que tem seu crescimento contínuo ao longo da vida, se fazem presentes em equinos, ruminantes e suínos.

User badge image

Nanda

Há mais de um mês

  1. DENTES

 

1.1 Estruturageral:

 

    • Coroa:Dividida  em clínica  (porção  exposta\fora  do alvéolo ósseo) e   anatômica

(porçãorecobertaporesmalte);

    • Colo: Divisão entre a raiz e acoroa.

* Em algumas espécies, como a equina, essa divisão não é evidente.

** Nos carnívoros, recebe o nome de cíngulo;

    • Raiz: Porção encontrada no interiordos alvéolos ósseos, revestida por cemento;

    • Forame apical: Encontrado na base da raiz, dando origem à cavidade pulpar. É através dessa estrutura que há o acesso de nervos e irrigação sanguínea para os dentes;

* Conforme o animal avança em idade, o forame apical vai se fechando;

 

    1. Tecidos:
    • Esmalte: Camada mais externa que reveste a coroa dental, caracterizada por grande dureza, coloração branca e brilho. É acelular e por isso não é capaz de promover regeneração. O seu desgaste mais lento em relação à dentina, promove o surgimento de proeminências que se projetam da coroa dental (cúspides), que auxiliam namastigação;
    • Dentina: Produzidas por células chamadas odontoblastos, que se situam na periferia da cavidade dentária. Coloraçãomaisescura;
    • Cemento:    Possui     coloração    mais    amarelada     e    aspecto     mais     opaco, correspondendo à porção mais flexível dentre os 3tecidos;
    1. Superfícies/Faces:

 

    • Labial/vestibular: Região dos caninos e incisivos voltados aoslábios;
    • Bucal/vestibular: Região dos pré molares e molares voltados à porção bucal do vestíbulo daboca;
    • Oclusal: Região de contato entre os dentes correspondentes nas arcadas opostas (mandibular/maxilar);

 

  • Lingual: Superfície comum a todos os dentes, correspondendo à cavidade oral propriamentedita;
  • Superfície de contato mesial: Região lateral do dente mais próxima ao plano sagital mediano;
  • Superfície de contato distal: Região lateral do dente mais afastada do plano sagital mediano;
    1. Erupção dentária: Este processo geralmente parte da superfíciel labial. A coroa do dente permanente exerce uma pressão sobre a raiz do dente decíduo, provocando a erosão deste. Conforme vai ocorrendo o desgaste, a raiz vai sendo reabsorvidapelo “dente novo” e originando a raiz do mesmo. Por fim, a coroa do dente decíduo é eliminada e o dente permanente então passa a ocupar o espaço do alvéoloósseo.
  • Os primeiros dentes a eclodir são osI1/1

** Pinças, médios e cantos são terminologias para os dentes decíduos.

*** Os dentes permanentes são maiores que os decíduos.

**** A extinção dos pré-molares se dá rostro-caudalmente, ou seja, se dá pelo inicio (àP1, P2, P3, M1...).

***** A extinção dos molares se dá caudo-rostral, (...P4, M1, M2, M3 ß)

 

 

1.5       Equinos: 2(I3/3  C0-1/0-1  P3-4/3  M3/3) = 36 A 42 (macho com dente de lobo – P1)= 36a 42

*No caso das fêmeas, o canino geralmente não ocorre. Pode ocorrer em fêmeas anabolizadas;

** O P1 (mandibular) geralmente não ocorre. O maxilar, quando ocorre, corresponde ao dente de lobo

*** Diastema: espaço entre dentes de uma mesma arcada;

 

Incisivos: Os incisivos superiores são mais convexos e mais largos (mairoes). Apresentam em sua estrutura geral:

    • Infundíbulo: Depressão profunda presente na superfície oclusal, formada por cemento e margeada por esmalte (Posiçãolingual);
    • Estrela Dentária: Apresenta-se rostral ao infundíbulo, compondo uma camada de dentina secundária ao seu redor. (Posiçãolabial)

* O Processo de desaparecimento nos dentes incisivos se dá do primeiro para os últimos;

 

 

Caninos: Dentes menores, ligeiramente pontiagudos e que não apresentam infundíbulo;

 

 

 

Pré Molares e molares: (Também chamado de conjunto molar) Apresentamformas bastante similares e tamanhos bem próximos entre si. São utilizados de forma intensa para a mastigação e por isso sofrem grande desgaste do esmalte ao longo da vida, formando as linhas aparentes na superfícieoclusal.

* O processo de desaparecimentos nos dentes molares se dá do último para o primeiro;

1.6 Bovino: 2 (I0/3 C0/1 P3/3  M3/3) = 32

*Nos ruminantes o P1 é inexistente em ambas as arcadas.

*O C1 (presente apenas na mandíbula) é também considerado como I4.

Incisivos: Não presentes na arcada maxilar, possuindo em seu lugar uma estrutura membranosa chamada coxim dental ou pulvino. Na arcada mandibular, os incisivos apresentam formato de pá e possuem colo;

Caninos: Também ausentes na arcada maxilar. Na mandibular, migraram para a região dos incisivos, podendo ser denominados como I4 ou C1;

Pré molares e Molares: Não apresentam os primeiros pré molares na maxila. (contagem a partir de P2);

 

1.7 Suíno: 2 (I3/3 C1/1 P4/4  M3/3) = 44

*O P1/1é bem pequeno e sai próximo aos dentes caninos.

** Os caninos em suínos crescem por toda vida.

*** Apresentam todos os dentes (44);

 

**** Os silvestres possuem os caninos trifacetados devido ao desgaste entre os dentes, podendo invadir e modificar inclusive a estrutura óssea facial;

 

1.8 Gato: 2 (I3/3 C1/1 P3/2  M1/1) = 30

 

  • Classificados como secodontes: dentes que apresentam projeçõespontiagudas;

 

1.9 Cão: 2 (I3/3 C1/1 P4/4 M2/3) =42

 

  • Classificados como tubérculo setorial: dentes com projeções pontudas intercalados com dentes de projeçõesarredondadas;

** Os cães não apresentam o M3 na maxila, mas pode existir.

*** Os dentes M1 e P4 são sectórios.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas