Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

o qual a relação entre revolução industrial e o surgimento da sociologia científica?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A revolução industrial teve imensos efeitos, criando uma quantidade sem precedentes de mudanças, além de ter grandes implicações na sociedade moderna. Onde a arte outrora meticulosa de fabricar bens e itens à mão era a norma, isso foi rapidamente substituído pela fabricação de motores, permitindo que os produtos fossem produzidos em grandes quantidades e promovendo o desenvolvimento da organização das fábricas.


O surgimento da família nuclear, assim como a diversificação da força de trabalho, são apenas algumas das implicações da revolução industrial. Pode-se dizer que a Revolução Industrial foi uma das razões pelas quais a Sociologia como disciplina emergiu. Auguste Comte (1798–1857), amplamente considerado o “pai da sociologia”, interessou-se em estudar a sociedade por causa das mudanças que ocorreram como resultado da Revolução Francesa e da Revolução Industrial.


As pessoas abandonaram uma vida de agricultura e mudaram-se para as cidades para encontrar empregos na fábrica durante a Revolução Industrial. Comte examinou as extensas mudanças trazidas pela Revolução Francesa e pela Revolução Industrial e tentou entendê-las. Ele sentia que as ciências sociais que existiam na época, incluindo a ciência política e a história, não podiam explicar adequadamente o caos e a agitação que ele via ao seu redor. Ele decidiu que uma ciência inteiramente nova era necessária.


Ele chamou essa nova sociologia da ciência, que vem da raiz da palavra socius, uma palavra latina que significa "companhia" ou "estar com os outros". Comte decidiu que, para entender a sociedade, era preciso seguir certos procedimentos, que agora conhecemos como método científico. O método científico é o uso de procedimentos sistemáticos e específicos para testar teorias em psicologia, ciências naturais e outros campos.

A revolução industrial teve imensos efeitos, criando uma quantidade sem precedentes de mudanças, além de ter grandes implicações na sociedade moderna. Onde a arte outrora meticulosa de fabricar bens e itens à mão era a norma, isso foi rapidamente substituído pela fabricação de motores, permitindo que os produtos fossem produzidos em grandes quantidades e promovendo o desenvolvimento da organização das fábricas.


O surgimento da família nuclear, assim como a diversificação da força de trabalho, são apenas algumas das implicações da revolução industrial. Pode-se dizer que a Revolução Industrial foi uma das razões pelas quais a Sociologia como disciplina emergiu. Auguste Comte (1798–1857), amplamente considerado o “pai da sociologia”, interessou-se em estudar a sociedade por causa das mudanças que ocorreram como resultado da Revolução Francesa e da Revolução Industrial.


As pessoas abandonaram uma vida de agricultura e mudaram-se para as cidades para encontrar empregos na fábrica durante a Revolução Industrial. Comte examinou as extensas mudanças trazidas pela Revolução Francesa e pela Revolução Industrial e tentou entendê-las. Ele sentia que as ciências sociais que existiam na época, incluindo a ciência política e a história, não podiam explicar adequadamente o caos e a agitação que ele via ao seu redor. Ele decidiu que uma ciência inteiramente nova era necessária.


Ele chamou essa nova sociologia da ciência, que vem da raiz da palavra socius, uma palavra latina que significa "companhia" ou "estar com os outros". Comte decidiu que, para entender a sociedade, era preciso seguir certos procedimentos, que agora conhecemos como método científico. O método científico é o uso de procedimentos sistemáticos e específicos para testar teorias em psicologia, ciências naturais e outros campos.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A revolução industrial teve imensos efeitos, criando uma quantidade sem precedentes de mudanças, além de ter grandes implicações na sociedade moderna. Onde a arte outrora meticulosa de fabricar bens e itens à mão era a norma, isso foi rapidamente substituído pela fabricação de motores, permitindo que os produtos fossem produzidos em grandes quantidades e promovendo o desenvolvimento da organização das fábricas.


O surgimento da família nuclear, assim como a diversificação da força de trabalho, são apenas algumas das implicações da revolução industrial. Pode-se dizer que a Revolução Industrial foi uma das razões pelas quais a Sociologia como disciplina emergiu. Auguste Comte (1798–1857), amplamente considerado o “pai da sociologia”, interessou-se em estudar a sociedade por causa das mudanças que ocorreram como resultado da Revolução Francesa e da Revolução Industrial.


As pessoas abandonaram uma vida de agricultura e mudaram-se para as cidades para encontrar empregos na fábrica durante a Revolução Industrial. Comte examinou as extensas mudanças trazidas pela Revolução Francesa e pela Revolução Industrial e tentou entendê-las. Ele sentia que as ciências sociais que existiam na época, incluindo a ciência política e a história, não podiam explicar adequadamente o caos e a agitação que ele via ao seu redor. Ele decidiu que uma ciência inteiramente nova era necessária.


Ele chamou essa nova sociologia da ciência, que vem da raiz da palavra socius, uma palavra latina que significa "companhia" ou "estar com os outros". Comte decidiu que, para entender a sociedade, era preciso seguir certos procedimentos, que agora conhecemos como método científico. O método científico é o uso de procedimentos sistemáticos e específicos para testar teorias em psicologia, ciências naturais e outros campos.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A revolução industrial teve imensos efeitos, criando uma quantidade sem precedentes de mudanças, além de ter grandes implicações na sociedade moderna. Onde a arte outrora meticulosa de fabricar bens e itens à mão era a norma, isso foi rapidamente substituído pela fabricação de motores, permitindo que os produtos fossem produzidos em grandes quantidades e promovendo o desenvolvimento da organização das fábricas.


O surgimento da família nuclear, assim como a diversificação da força de trabalho, são apenas algumas das implicações da revolução industrial. Pode-se dizer que a Revolução Industrial foi uma das razões pelas quais a Sociologia como disciplina emergiu. Auguste Comte (1798–1857), amplamente considerado o “pai da sociologia”, interessou-se em estudar a sociedade por causa das mudanças que ocorreram como resultado da Revolução Francesa e da Revolução Industrial.


As pessoas abandonaram uma vida de agricultura e mudaram-se para as cidades para encontrar empregos na fábrica durante a Revolução Industrial. Comte examinou as extensas mudanças trazidas pela Revolução Francesa e pela Revolução Industrial e tentou entendê-las. Ele sentia que as ciências sociais que existiam na época, incluindo a ciência política e a história, não podiam explicar adequadamente o caos e a agitação que ele via ao seu redor. Ele decidiu que uma ciência inteiramente nova era necessária.


Ele chamou essa nova sociologia da ciência, que vem da raiz da palavra socius, uma palavra latina que significa "companhia" ou "estar com os outros". Comte decidiu que, para entender a sociedade, era preciso seguir certos procedimentos, que agora conhecemos como método científico. O método científico é o uso de procedimentos sistemáticos e específicos para testar teorias em psicologia, ciências naturais e outros campos.

Essa pergunta já foi respondida!