A maior rede de estudos do Brasil

resposta

A sua concepção antropológica afirma que o homem é naturalmente mal e egoísta, sendo que o Estado surge como forma de controlar os "instintos de lobo" que existem no ser humano e, assim, garantir a preservação da vida das pessoas. Estamos falando de:

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A pergunta se insere dentro dos estudos da disciplinas de Ciências Sociais, sendo objeto de estudo da Ciência Política. Durante os séculos XVI e XVII diversas correntes téoricas surgem refletindo o conceito de Estado e sua organização, a frase descrita no enunciado é do filósofo Thomas Hobbes.

A ideia de que o Estado tem que controlar um “instinto de lobo” foi desenvolvida na obra o “Leviatã” e analisa o estado de natureza, o contrato social firmado entre a sociedade e um governo soberano. Para o Thomas Hobbes os homens no estado de natureza são todos iguais, no entanto a vaidade humana (instinto de lobo) leva os homens e se enxergarem como superiores os demais resultando em conflito sociais.


Esta condição permanente de disputas entre os homens leva a necessidade de um pacto social, abrindo assim mão de suas liberdade e direitos que possuíam no estado de natureza. O pacto visa garantir a segurança de todos os indivíduos, o custo é a outorgar ao Estado todo o poder de organização social.

A pergunta se insere dentro dos estudos da disciplinas de Ciências Sociais, sendo objeto de estudo da Ciência Política. Durante os séculos XVI e XVII diversas correntes téoricas surgem refletindo o conceito de Estado e sua organização, a frase descrita no enunciado é do filósofo Thomas Hobbes.

A ideia de que o Estado tem que controlar um “instinto de lobo” foi desenvolvida na obra o “Leviatã” e analisa o estado de natureza, o contrato social firmado entre a sociedade e um governo soberano. Para o Thomas Hobbes os homens no estado de natureza são todos iguais, no entanto a vaidade humana (instinto de lobo) leva os homens e se enxergarem como superiores os demais resultando em conflito sociais.


Esta condição permanente de disputas entre os homens leva a necessidade de um pacto social, abrindo assim mão de suas liberdade e direitos que possuíam no estado de natureza. O pacto visa garantir a segurança de todos os indivíduos, o custo é a outorgar ao Estado todo o poder de organização social.

User badge image

Lorena

Há mais de um mês

hmmmmmmmmmmmmmmmmm. 

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A pergunta se insere dentro dos estudos da disciplinas de Ciências Sociais, sendo objeto de estudo da Ciência Política. Durante os séculos XVI e XVII diversas correntes téoricas surgem refletindo o conceito de Estado e sua organização, a frase descrita no enunciado é do filósofo Thomas Hobbes.

A ideia de que o Estado tem que controlar um “instinto de lobo” foi desenvolvida na obra o “Leviatã” e analisa o estado de natureza, o contrato social firmado entre a sociedade e um governo soberano. Para o Thomas Hobbes os homens no estado de natureza são todos iguais, no entanto a vaidade humana (instinto de lobo) leva os homens e se enxergarem como superiores os demais resultando em conflito sociais.


Esta condição permanente de disputas entre os homens leva a necessidade de um pacto social, abrindo assim mão de suas liberdade e direitos que possuíam no estado de natureza. O pacto visa garantir a segurança de todos os indivíduos, o custo é a outorgar ao Estado todo o poder de organização social.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A pergunta se insere dentro dos estudos da disciplinas de Ciências Sociais, sendo objeto de estudo da Ciência Política. Durante os séculos XVI e XVII diversas correntes téoricas surgem refletindo o conceito de Estado e sua organização, a frase descrita no enunciado é do filósofo Thomas Hobbes.

A ideia de que o Estado tem que controlar um “instinto de lobo” foi desenvolvida na obra o “Leviatã” e analisa o estado de natureza, o contrato social firmado entre a sociedade e um governo soberano. Para o Thomas Hobbes os homens no estado de natureza são todos iguais, no entanto a vaidade humana (instinto de lobo) leva os homens e se enxergarem como superiores os demais resultando em conflito sociais.


Esta condição permanente de disputas entre os homens leva a necessidade de um pacto social, abrindo assim mão de suas liberdade e direitos que possuíam no estado de natureza. O pacto visa garantir a segurança de todos os indivíduos, o custo é a outorgar ao Estado todo o poder de organização social.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas