A maior rede de estudos do Brasil

CASO CONCRETO 4 HISTORIA DO DIREITO

 

Caso Concreto 4

Sabe-se que a Constituição Imperial foi a única da história do Brasil que adotou a "divisão" do poder por quatro Poderes. Porém, em mensagem transmitida na abertura do ano judiciário de 2018, a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, afirmou que o Poder Judiciário precisa ser um poder suficientemente forte para enfrentar constantemente as pressões de toda ordem, além de poder fazer face a uma das suas principais características, que é a de um poder moderador? isto é, capaz de efetivar o seu controle externo sobre os atos dos demais poderes públicos, quando for necessário. Pergunta-se:

 

  1. a) O que caracterizou o chamado Poder Moderador no âmbito do Primeiro Império?

 

 

b) Relacione a fala da Ministra com a crítica de que a atuação do Poder Judiciário como um poder moderador acaba desaguando em uma judicialização da política.clarada


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder a esta pergunta é necessário colocar em prática nossos conhecimentos sobre História do Direito.
a) O Poder Moderador foi exercido pelos imperadores no Brasil com o objetivo de supervisionar a constituição e equilibrar os outros poderes, que era garantido pela constituição de 1824. O imperador podia nomear juízes, legisladores e ministros, mas sempre supervisionando-os.

b) Ao apontar os problemas do desempenho do judiciário no momento dos julgamentos de cunho político, acaba promovendo uma judicialização o que impede o exercício da democracia, limitada pelo Superior Tribunal Federal, a quem acaba atribuir decisões sobre as situações. O STF acaba superando suas obrigações com isso acaba trivializando a relação entre os três poderes.

Para responder a esta pergunta é necessário colocar em prática nossos conhecimentos sobre História do Direito.
a) O Poder Moderador foi exercido pelos imperadores no Brasil com o objetivo de supervisionar a constituição e equilibrar os outros poderes, que era garantido pela constituição de 1824. O imperador podia nomear juízes, legisladores e ministros, mas sempre supervisionando-os.

b) Ao apontar os problemas do desempenho do judiciário no momento dos julgamentos de cunho político, acaba promovendo uma judicialização o que impede o exercício da democracia, limitada pelo Superior Tribunal Federal, a quem acaba atribuir decisões sobre as situações. O STF acaba superando suas obrigações com isso acaba trivializando a relação entre os três poderes.

User badge image

Giulia

Há mais de um mês

a) a centralização do poder nas mãos de D. Pedro I

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas