A maior rede de estudos do Brasil

Fale sobre a Bíblia do ponto de vista jurídico


27 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Direito.

O Direito é um conjunto de normas de conduta social imposto coercitivamente pelo Estado para conferir segurança ao cidadão e às suas relações, assim como ao seu patrimônio, seguindo os critérios da justiça, da moral e da ética. Ou seja, trata-se de um instrumento que conserva e regula as estruturas sociais através de um ordenamento jurídico, de forma que, caso o indivíduo faça algo que vá contra o disposto em lei, este deverá responder ao Estado, único que detém o jus puniendi (direito de punir), e que poderá, compelir o agente a responder civil ou penalmente de acordo com o estipulado em lei, visando evitar conflitos e promover a justiça.

A Bíblia fundamenta o Direito Hebraico. Os principais exemplos são a Lei de Talião "olho por olho, dente por dente" e tais atos frisados em trechos como:

“Quem ferir mortalmente um homem será morto (...).E quando homens em briga ferirem uma mulher grávida, mas a criança nascer sem problema, será preciso pagar uma indenização, a ser imposta pelo marido da mulher e decidida por arbitragem. Mas se acontecer dano grave, pagarás por vida, olho por olho dente por dente, mão por mão, pé por pé, queimadura por queimadura, ferimento por ferimento, contusão por contusão” (Bíblia sagrada. A.T Êxodo 21,15;17)

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Direito.

O Direito é um conjunto de normas de conduta social imposto coercitivamente pelo Estado para conferir segurança ao cidadão e às suas relações, assim como ao seu patrimônio, seguindo os critérios da justiça, da moral e da ética. Ou seja, trata-se de um instrumento que conserva e regula as estruturas sociais através de um ordenamento jurídico, de forma que, caso o indivíduo faça algo que vá contra o disposto em lei, este deverá responder ao Estado, único que detém o jus puniendi (direito de punir), e que poderá, compelir o agente a responder civil ou penalmente de acordo com o estipulado em lei, visando evitar conflitos e promover a justiça.

A Bíblia fundamenta o Direito Hebraico. Os principais exemplos são a Lei de Talião "olho por olho, dente por dente" e tais atos frisados em trechos como:

“Quem ferir mortalmente um homem será morto (...).E quando homens em briga ferirem uma mulher grávida, mas a criança nascer sem problema, será preciso pagar uma indenização, a ser imposta pelo marido da mulher e decidida por arbitragem. Mas se acontecer dano grave, pagarás por vida, olho por olho dente por dente, mão por mão, pé por pé, queimadura por queimadura, ferimento por ferimento, contusão por contusão” (Bíblia sagrada. A.T Êxodo 21,15;17)

User badge image

Wesley

Há mais de um mês

demonstrar por meio da presente monografia, as características do Instituto da Arbitragem, como forma de demonstrar do que se trata tal Instituto, de onde ele surgiu, onde foi e é utilizado. Ainda demonstrar como tal instituo acabou por se inserir na legislação pátria, as etapas de seu desenvolvimento, os altos e baixos em sua utilização ao longo da história da nossa nação. Para finalmente marcar o ponto onde a Arbitragem se firmou como meio eficaz e eficiente de acesso à justiça, como forma de resolução de conflitos, alternativamente e complementarmente em relação a jurisdição estatal. Culminando nos mecanismos arbitrais que possibilitam a segurança jurídica e sua plena utilização. Mecanismos esses que sofreram recente atualização com a promulgação da Lei 13.105 e da Lei 13.129.

Acho que alguns formados ou formandos em direito não confia na Bíblia, mas que estudam algumas passagens na Bíblia que foram utilizadas para estabelecer certas leis ou pelo menos a base.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas