A maior rede de estudos do Brasil

sobre o principio do duplo grau de jurisdição


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

É princípio que garante o direito de revisão / impugnação de decisões judiciais e administrativas que são proferidas no bojo do respectivo processo.

O princípio não aparece expresso na CRFB/88, sendo extraído das próprias normas de competência do Poder Judiciário, que trazem diversas possibilidades de revisão judicial e do art. 5º, LV, da CRFB, que determina que "aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes".

É princípio que garante o direito de revisão / impugnação de decisões judiciais e administrativas que são proferidas no bojo do respectivo processo.

O princípio não aparece expresso na CRFB/88, sendo extraído das próprias normas de competência do Poder Judiciário, que trazem diversas possibilidades de revisão judicial e do art. 5º, LV, da CRFB, que determina que "aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes".

User badge image

Desirée Portugal

Há mais de um mês

O princípio do duplo grau de jurisdição tem a finalidade de garantir a realização de um novo julgamento, por parte dos órgãos superiores, daquelas decisões proferidas em primeira instância

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas