A maior rede de estudos do Brasil

No Estatuto da Criança e do Adolescente, do direito a convivência familiar e comunitária, a família é considerada como?

Psicologia

ESTÁCIO


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A Lei do Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece que toda criança e adolescente tem direito de ser criado por sua família ou por família substituta. Isto tem serventia de garantir o acesso à saúde, alimentação, educação, lazer, cultura, etc, pois a lei entende a família como ase da sociedade.


Então, a Lei do direito a convivência familiar e comunitária considera a família como base da sociedade, competindo a ela e ao Estado, garantir os direitos fundamentais das crianças e adolescentes.

A Lei do Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece que toda criança e adolescente tem direito de ser criado por sua família ou por família substituta. Isto tem serventia de garantir o acesso à saúde, alimentação, educação, lazer, cultura, etc, pois a lei entende a família como ase da sociedade.


Então, a Lei do direito a convivência familiar e comunitária considera a família como base da sociedade, competindo a ela e ao Estado, garantir os direitos fundamentais das crianças e adolescentes.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Psicologia


A Lei do Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece que toda criança e adolescente tem direito de ser criado por sua família ou por família substituta. Isto tem serventia de garantir o acesso à saúde, alimentação, educação, lazer, cultura, etc, pois a lei entende a família como ase da sociedade.


Então, a Lei do direito a convivência familiar e comunitária considera a família como base da sociedade, competindo a ela e ao Estado, garantir os direitos fundamentais das crianças e adolescentes.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A Lei do Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece que toda criança e adolescente tem direito de ser criado por sua família ou por família substituta. Isto tem serventia de garantir o acesso à saúde, alimentação, educação, lazer, cultura, etc, pois a lei entende a família como ase da sociedade.


Então, a Lei do direito a convivência familiar e comunitária considera a família como base da sociedade, competindo a ela e ao Estado, garantir os direitos fundamentais das crianças e adolescentes.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas