A maior rede de estudos do Brasil

A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

A Constituição Federal de 1988 ao incluir a Seguridade Social em seu sentido amplo (Assistência Social, Previdência Social e Saúde) como dever do Estado, teve por objetivo:

 


Alternativas:

  • Garantir os direitos sociais a população como forma de promoção da igualdade.

  • Combater os efeitos deletérios do desenvolvimento desigual do capitalismo no Brasil, com a participação do Estado no financiamento privado da Seguridade Social.

  • Permitir maior ação do capital, por meio da garantia dos direitos sociais a população.

  • Combater os efeitos deletérios do desenvolvimento desigual do capitalismo no Brasil, ampliando o acesso aos direitos sociais como forma de redução da desigualdade.

  • Ampliar a ação do capital por meio da redução da desigualdade.


2 resposta(s)

User badge image

Vânia Duarte

Há mais de um mês

1. Assistência Social - Constituição Federal de 1988.

É dever do Estado prestar assistência social às pessoas carentes, sem exigência de contribuição, como forma de assegurar o mínimo existencial, materializando o corolário da dignidade da pessoa humana. Nesse sentido, registra-se a importância do Benefício de Prestação Continuada (BPC), fundamentado na própria CF/1988, art. 203, inc. V, como direito de cidadania, que garante um salário mínimo de benefício mensal à pessoa portadora de deficiência e ao idoso que comprovem não possuir meios de prover à própria manutenção ou de tê-la provida por sua família, conforme requisitos estabelecidos em lei.

Discutir a Seguridade Social é de suma importância, especialmente num país com índices elevados de pobreza em algumas regiões, crescente aumento da população de idosos (atualmente equivalente a 7% da população do Brasil é composta de idosos), além do vergonhoso índice de acidentes de trabalho e de mortes em acidentes de veículos, que oneram expressivamente as despesas com saúde pública e previdência social.

O nosso objetivo, além de apresentar e conceituar os objetivos e princípios constitucionais da Seguridade Social, é demonstrar através de quais benefícios sociais criados pela legislação infraconstitucional, os objetivos estão sendo alcançados, ou, pelo menos, perseguidos.

1. Assistência Social - Constituição Federal de 1988.

É dever do Estado prestar assistência social às pessoas carentes, sem exigência de contribuição, como forma de assegurar o mínimo existencial, materializando o corolário da dignidade da pessoa humana. Nesse sentido, registra-se a importância do Benefício de Prestação Continuada (BPC), fundamentado na própria CF/1988, art. 203, inc. V, como direito de cidadania, que garante um salário mínimo de benefício mensal à pessoa portadora de deficiência e ao idoso que comprovem não possuir meios de prover à própria manutenção ou de tê-la provida por sua família, conforme requisitos estabelecidos em lei.

Discutir a Seguridade Social é de suma importância, especialmente num país com índices elevados de pobreza em algumas regiões, crescente aumento da população de idosos (atualmente equivalente a 7% da população do Brasil é composta de idosos), além do vergonhoso índice de acidentes de trabalho e de mortes em acidentes de veículos, que oneram expressivamente as despesas com saúde pública e previdência social.

O nosso objetivo, além de apresentar e conceituar os objetivos e princípios constitucionais da Seguridade Social, é demonstrar através de quais benefícios sociais criados pela legislação infraconstitucional, os objetivos estão sendo alcançados, ou, pelo menos, perseguidos.

User badge image

Lorraine Nascimento

Há mais de um mês

Garantir os direitos sociais a população como forma de promoção da igualdade.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes