A maior rede de estudos do Brasil

Como reduzir custos de frete e transportes?


1 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O planejamento é o primeiro e mais importante passo para encontrar soluções que ajudem a reduzir o custo de frete. Vale lembrar que toda atividade, para que seja bem-sucedida, precisa ser cuidadosamente planejada e organizada antes que se parta para a execução.

É por meio da criação de um plano que se identificam os pontos que precisam de melhorias, quais rotinas precisam ser alteradas e quais etapas são desnecessárias (e podem ser eliminadas, por exemplo).

Além disso, cada mudança deve ser cuidadosamente avaliada, levantando seus impactos e de que forma eles podem afetar a qualidade do serviço de transporte. Dessa forma, é possível se prevenir de problemas futuros que afetarão a satisfação dos clientes.

É fundamental planejar a modalidade de transporte que será utilizada para as entregas. O ideal é que o transporte aéreo seja utilizado apenas em casos de urgências na entrega (que podem ocorrer em decorrência de fatores internos ou externos), por exemplo.

Existem operadores logísticos com diversos clientes e operações muito bem estruturadas, que têm um alto volume de carga e conseguem entregar até mesmo em áreas mais afastadas, com um prazo razoável e um preço muito mais acessível do que o transporte aéreo.

Só é preciso ter o cuidado de verificar a reputação do parceiro de transporte anteriormente, já que a qualidade é um fator tão fundamental quanto o custo. Essa medida é necessária para que se mantenha um nível mínimo do que se espera de um serviço — evitando prejudicar a experiência dos clientes.

O planejamento é o primeiro e mais importante passo para encontrar soluções que ajudem a reduzir o custo de frete. Vale lembrar que toda atividade, para que seja bem-sucedida, precisa ser cuidadosamente planejada e organizada antes que se parta para a execução.

É por meio da criação de um plano que se identificam os pontos que precisam de melhorias, quais rotinas precisam ser alteradas e quais etapas são desnecessárias (e podem ser eliminadas, por exemplo).

Além disso, cada mudança deve ser cuidadosamente avaliada, levantando seus impactos e de que forma eles podem afetar a qualidade do serviço de transporte. Dessa forma, é possível se prevenir de problemas futuros que afetarão a satisfação dos clientes.

É fundamental planejar a modalidade de transporte que será utilizada para as entregas. O ideal é que o transporte aéreo seja utilizado apenas em casos de urgências na entrega (que podem ocorrer em decorrência de fatores internos ou externos), por exemplo.

Existem operadores logísticos com diversos clientes e operações muito bem estruturadas, que têm um alto volume de carga e conseguem entregar até mesmo em áreas mais afastadas, com um prazo razoável e um preço muito mais acessível do que o transporte aéreo.

Só é preciso ter o cuidado de verificar a reputação do parceiro de transporte anteriormente, já que a qualidade é um fator tão fundamental quanto o custo. Essa medida é necessária para que se mantenha um nível mínimo do que se espera de um serviço — evitando prejudicar a experiência dos clientes.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas