A maior rede de estudos do Brasil

o manifesto dos surdos oralizados difunde a idéia de que


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O manifesto dos surdos oralizados diz que a comunicação é feita oralmente e não há o uso da língua de sinais. Aos que não compreende o que está sendo dito, usa-se a leitura labial.

Esse manifesto difunde a ideia de que a oralização amplia as possibilidades e que só através dele surge a capacidade de inclusão dos surdos na sociedade sem que haja preconceitos.

Ademais, é dito também que a língua de sinais cria uma espécie de diferença perante a sociedade, visto que a maioria da população não possui entendimento desta. Mesmo que a legalização dessa língua seja um importante avanço, não resolve problemas de comunicação, por exemplo.

As empresas, lugares e pessoas não estão preparadas para lidar com a Libras e isso não traz inclusão.

Inclusão é fazer uso da linguagem, saber ler e escrever e poder viver uma vida de um cidadão comum.

O manifesto dos surdos oralizados diz que a comunicação é feita oralmente e não há o uso da língua de sinais. Aos que não compreende o que está sendo dito, usa-se a leitura labial.

Esse manifesto difunde a ideia de que a oralização amplia as possibilidades e que só através dele surge a capacidade de inclusão dos surdos na sociedade sem que haja preconceitos.

Ademais, é dito também que a língua de sinais cria uma espécie de diferença perante a sociedade, visto que a maioria da população não possui entendimento desta. Mesmo que a legalização dessa língua seja um importante avanço, não resolve problemas de comunicação, por exemplo.

As empresas, lugares e pessoas não estão preparadas para lidar com a Libras e isso não traz inclusão.

Inclusão é fazer uso da linguagem, saber ler e escrever e poder viver uma vida de um cidadão comum.

User badge image

Marcio Silva

Há mais de um mês

O presente Manifesto revela a diversidade existente no universo da surdez e coloca as necessidades de um grande grupo, até então praticamente ignorado, que vem se firmando e consolidando seus objetivos, suas metas, com o fim de obter melhor atendimento, respeito humano e profissional, ajudas técnicas e cultura.
Esse grupo, composto por surdos que utilizam a língua portuguesa para se comunicar, na modalidade oral, oro-facial, também denominada de leitura labial, e, ou, escrita será aqui denominado de Surdos Usuários da Língua Portuguesa (SULP). Chegamos a essa denominação porque ela abrange os surdos que sabem ler, escrever e falar fluentemente em português e os surdos que sabem ler e escrever em português, mas não são fluentes na fala. Além disso, a denominação também abrange os ensurdecidos e os surdos na terceira idade. O denominador comum deste grupo é, em primeiro lugar, o uso da língua portuguesa como meio de comunicação em todas as suas formas.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas