A maior rede de estudos do Brasil

Como calcular o imposto de renda ?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O IRPF é a sigla de Imposto de Renda de Pessoa Física, que trata-se de um imposto federal brasileiro que as pessoas físicas com renda acima de uma quantia determinada devem pagar, sendo assim, uma parte da renda do contribuinte é entregue ao governo federal. A quantia que cada pessoa física deve pagar de imposto é calculada de acordo com o seu ganho (renda/lucro).

Só é obrigado por lei a declarar a fazer uma Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (DIRPF) quem cumpre alguns requisitos, sendo que o principal é atingir uma determinada renda bruta anual. Para exemplificar, no ano de 2019 a DIRPF foi obrigatória apenas para quem recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70.

De forma simplificada, o Imposto de Renda tem seu calculo realizado fundamentando-se na renda mensal média do contribuinte.

O IRPF é a sigla de Imposto de Renda de Pessoa Física, que trata-se de um imposto federal brasileiro que as pessoas físicas com renda acima de uma quantia determinada devem pagar, sendo assim, uma parte da renda do contribuinte é entregue ao governo federal. A quantia que cada pessoa física deve pagar de imposto é calculada de acordo com o seu ganho (renda/lucro).

Só é obrigado por lei a declarar a fazer uma Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (DIRPF) quem cumpre alguns requisitos, sendo que o principal é atingir uma determinada renda bruta anual. Para exemplificar, no ano de 2019 a DIRPF foi obrigatória apenas para quem recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70.

De forma simplificada, o Imposto de Renda tem seu calculo realizado fundamentando-se na renda mensal média do contribuinte.

User badge image

Dimmy Melo

Há mais de um mês

  1. Primeiramente, lembrar-se de verificar o salário bruto total dos colaboradores;
  2. Subtrair do valor bruto a parcela referente ao desconto do INSS;
  3. Retirar do montante restante o valor referente ao número de dependentes;

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas