A maior rede de estudos do Brasil

Relacione as rotas metabólicas estudadas e seus produtos: glicólise, fermentações, ATP, NADH, Ciclo do ácido cítrico, CO2, FADH2, CTE, O2 e H2O.

Relacione as rotas metabólicas estudadas e seus produtos: glicólise, fermentações, ATP, NADH, Ciclo do ácido cítrico, CO2, FADH2, CTE, O2 e H2O.

Bioquímica I

UNIEURO


1 resposta(s)

User badge image

Mariana Tôrres de Castro

Há mais de um mês

Glicólise - oxidação da glicose a fim de obter ATP. Essa via ocorre por anaerobiose e é um processo pelo qual  a molécula de glicose, é oxidada a duas moléculas de piruvato. Esse processo é realizado em duas etapas: na primeira etapa a glicose ao entrar na célula é fosforilada com a finalidade de ser mantida presa e ser destinada a entrar na via glicolítica. Nessa etapa da via há gasto de energia, duas moléculas de ATP, processo a molécula de hexose sofre a preparação para a quebra em duas em duas trioses. A dihidroxiacetona-P é convertida em Gliceraldeído-3P e as duas moléculas continuam na via. Na segunda etapa há a reposição da energia gasta na primeira etapa, com a produção de duas moléculas de ATP a qual é contada duas vezes. São produzidas também duas moléculas de NADH+H+, as quais são utilizadas quando o piruvato é convertido a lactato ou etanol (fermentação), no citosol (aerobiose) ou podem ser direcionadas para a mitocôndria para fazerem parte da cadeia de transporte de elétrons para produção de ATP (aerobiose). Na matriz mitocondrial o piruvato é convertido em acetil CoA. O piruvato é completamente degradado a dióxido de carbono (C1) e nesse processo, o NAD é convertido à NADH. Desta forma, na via aeróbica, o NADH é gerado a partir de duas rotas, glicólise e ciclo de Krebs.

Ciclo de Krebs - oxidação do acetil-CoA a fim de obter energia. As moléculas iniciantes do Ciclo de Krebs são Acetil-CoA e Oxaloacetato. No ciclo são produzidos 2 CO2 + 3NADH + 1 FADH2 + 1GTP. O fosfato do GTP é transferido para o ADP dando ATP. Em resumo, o ciclo de Krebs funciona para produzir energia e compostos de carbono.

Fosforilação oxidativa - eliminação dos elétrons libertados na oxidação da glicose e do acetil-CoA. Grande parte da energia libertada neste processo pode ser armazenada na célula sob a forma de ATP.A cadeia transportadora de elétrons é a etapa de maior síntese de ATP celular. Nesse processo ocorre reoxidação de NADH+ H+ e FADH em NAD+ e FAD+ e outros pares redoxes compostos de coenzima Q, citocromos b, c, c1, a, a3 os quais são apresentados nas suas formas oxidadas e reduzidas no processo de transporte de elétrons. O transporte de elétrons ocorre no espaço intermembrana e a fosforilação oxidativa ocorre na matriz mitocondrial em conjunto com a ATP sintetase

Glicólise - oxidação da glicose a fim de obter ATP. Essa via ocorre por anaerobiose e é um processo pelo qual  a molécula de glicose, é oxidada a duas moléculas de piruvato. Esse processo é realizado em duas etapas: na primeira etapa a glicose ao entrar na célula é fosforilada com a finalidade de ser mantida presa e ser destinada a entrar na via glicolítica. Nessa etapa da via há gasto de energia, duas moléculas de ATP, processo a molécula de hexose sofre a preparação para a quebra em duas em duas trioses. A dihidroxiacetona-P é convertida em Gliceraldeído-3P e as duas moléculas continuam na via. Na segunda etapa há a reposição da energia gasta na primeira etapa, com a produção de duas moléculas de ATP a qual é contada duas vezes. São produzidas também duas moléculas de NADH+H+, as quais são utilizadas quando o piruvato é convertido a lactato ou etanol (fermentação), no citosol (aerobiose) ou podem ser direcionadas para a mitocôndria para fazerem parte da cadeia de transporte de elétrons para produção de ATP (aerobiose). Na matriz mitocondrial o piruvato é convertido em acetil CoA. O piruvato é completamente degradado a dióxido de carbono (C1) e nesse processo, o NAD é convertido à NADH. Desta forma, na via aeróbica, o NADH é gerado a partir de duas rotas, glicólise e ciclo de Krebs.

Ciclo de Krebs - oxidação do acetil-CoA a fim de obter energia. As moléculas iniciantes do Ciclo de Krebs são Acetil-CoA e Oxaloacetato. No ciclo são produzidos 2 CO2 + 3NADH + 1 FADH2 + 1GTP. O fosfato do GTP é transferido para o ADP dando ATP. Em resumo, o ciclo de Krebs funciona para produzir energia e compostos de carbono.

Fosforilação oxidativa - eliminação dos elétrons libertados na oxidação da glicose e do acetil-CoA. Grande parte da energia libertada neste processo pode ser armazenada na célula sob a forma de ATP.A cadeia transportadora de elétrons é a etapa de maior síntese de ATP celular. Nesse processo ocorre reoxidação de NADH+ H+ e FADH em NAD+ e FAD+ e outros pares redoxes compostos de coenzima Q, citocromos b, c, c1, a, a3 os quais são apresentados nas suas formas oxidadas e reduzidas no processo de transporte de elétrons. O transporte de elétrons ocorre no espaço intermembrana e a fosforilação oxidativa ocorre na matriz mitocondrial em conjunto com a ATP sintetase

Essa pergunta já foi respondida!