A maior rede de estudos do Brasil

Consentimento do ofendido - o que seria ?

Preciso fazer um trabalho sobre esse assunto e gostaria de saber outras opniões para poder montar um conceito.


4 resposta(s)

User badge image

ANDREA MARIA SILVERIO RIGHETTO MARTINO

Há mais de um mês

É uma causa supralegal da excludente da antijuricidade....é o ato de a vítima anuir com a lesão ou perigo da lesão. 

 

É uma causa supralegal da excludente da antijuricidade....é o ato de a vítima anuir com a lesão ou perigo da lesão. 

 

User badge image

Flavia Werneck Pelegrino

Há mais de um mês

A expressão "consentimento do ofendido" varia de autor para autor, uns acreditam que a expressão mais correta seria "consentimento do interessado" e, outros, "consentimento do titular do direito".

Assim, Délio Magalhães, que seguindo a opinião de Francesco Carnelutti, sustenta que a expressão "consentimento do ofendido" deve ser substituída pela expressão "consentimento do interessado", uma vez que "não podemos chamar de ‘ofendido’ ao sujeito passivo dessa ação, porque contra ele não há ofensa: violenti non fit injuria. É simplesmente o interessado" (1).

Por outro lado, Oscar Stevenson entende que a expressão "consentimento do ofendido" não é de boa técnica que seria mais acertada a locução "consentimento do titular do direito" (2).

Não obstante, estas diferenças terminológicas quanto a expressão "consentimento do ofendido", acreditamos que todas possuem uma fundamentação teórica sustentável, podendo-se admitir a todas, entretanto, para fins deste trabalho preferimos a utilização da expressão "consentimento do titular do bem jurídico" por acreditarmos ser a expressão mais correta e mais difundida entre os doutrinadores pátrios e estrangeiros.


Fonte: http://jus.com.br/artigos/988/o-consentimento-do-ofendido-na-teoria-do-delito#ixzz3H0juZngK

User badge image

Jaque Born

Há mais de um mês

pode ser causa de exclusão de ilicitude, pois o ofendido, que detém um direito disponive,l titular de um bem ou interesse protegido concorde com a sua perda.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes