A maior rede de estudos do Brasil

qual a relação entre carga nuclear efetiva e raio atomico?

Saber relacionar carga nuclear e raio atomico

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Elétrons em um átomo podem proteger um ao outro da atração do núcleo. Esse efeito, chamado de efeito de proteção, descreve a diminuição da atração entre um elétron e o núcleo em qualquer átomo com mais de uma camada de elétrons. Quanto mais camadas de elétrons existem, maior o efeito de proteção experimentado pelos elétrons mais externos. Em átomos semelhantes a hidrogênio, que possuem apenas um elétron, a força resultante sobre o elétron é tão grande quanto a atração elétrica do núcleo. No entanto, quando mais elétrons estão envolvidos, cada elétron (na camada n) sente não apenas a atração eletromagnética do núcleo positivo, mas também as forças de repulsão de outros elétrons nas camadas de 1 para n-1.

Isso faz com que a força eletrostática líquida nos elétrons nas camadas externas seja significativamente menor em magnitude. Portanto, esses elétrons não estão tão fortemente ligados como os elétrons mais próximos do núcleo. O efeito de blindagem explica porque os elétrons da camada de valência são mais facilmente removidos do átomo. O núcleo pode puxar a camada de valência com mais força quando a atração é forte e menos firme quando a atração é enfraquecida. Quanto mais proteção ocorre, mais a camada de valência pode se espalhar. Como resultado, os átomos serão maiores.

Elétrons em um átomo podem proteger um ao outro da atração do núcleo. Esse efeito, chamado de efeito de proteção, descreve a diminuição da atração entre um elétron e o núcleo em qualquer átomo com mais de uma camada de elétrons. Quanto mais camadas de elétrons existem, maior o efeito de proteção experimentado pelos elétrons mais externos. Em átomos semelhantes a hidrogênio, que possuem apenas um elétron, a força resultante sobre o elétron é tão grande quanto a atração elétrica do núcleo. No entanto, quando mais elétrons estão envolvidos, cada elétron (na camada n) sente não apenas a atração eletromagnética do núcleo positivo, mas também as forças de repulsão de outros elétrons nas camadas de 1 para n-1.

Isso faz com que a força eletrostática líquida nos elétrons nas camadas externas seja significativamente menor em magnitude. Portanto, esses elétrons não estão tão fortemente ligados como os elétrons mais próximos do núcleo. O efeito de blindagem explica porque os elétrons da camada de valência são mais facilmente removidos do átomo. O núcleo pode puxar a camada de valência com mais força quando a atração é forte e menos firme quando a atração é enfraquecida. Quanto mais proteção ocorre, mais a camada de valência pode se espalhar. Como resultado, os átomos serão maiores.

User badge image

Carlos Eugenio Ribeiro de Souza

Há mais de um mês

o raio atomico e carga nuclear são grandezas inversamente proporcionais.

carga efetiva Zef = Z - n° de de eletrons de interno.

analise  Zef do segundo periodo

Li 3-2=1 / Be 4-2= 2/ B 5-2= 3/ C 6-2= 4/ N 7-2= 5/ O 8-2=6/ F 9-2= 7

Então nota-se que a carga efetiva aumenta,o efeito blidagem  e o raio diminuem 

User badge image

Taís Pereira

Há mais de um mês

O raio atomico diminui quando o atomo se transforma em cations porque ele perdeu eletrons e sua carga nuclear efetiva (Zef) aumentou. A carga nuclear efetiva corresponde à carga nuclear, isto é, o número de prótons, menos a blindagem que é exercida pelos elétrons intermediários, que ficam entre o núcleo e os elétrons da camada mais externa.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas