A maior rede de estudos do Brasil

Dir do Consumidor/ Responsabilidade Civil

 Questão número 9.9a Questão (Ref.: 201606267365) Pontos: 1,0  / 1,0

Paulo recebeu em sua residência, sem qualquer requisição prévia, um cartão de crédito do Banco ROUBAMAIS S/A. Diante da situação hipotética narrada, assinale a opção correta:

 
Opção Não Respondida

A entrega de produto, sem a solicitação prévia, não poderá ser equiparada à amostra grátis

Opção Não Respondida

A prática realizada pelo Banco é comumente aceita e não pode ser considerada como abusiva

Opção Marcada Opção Certa

É vedado, com base no CPDC, o envio, sem solicitação prévia, de qualquer produto, ou fornecer qualquer serviço

Opção Não Respondida

Paulo poderá desbloquear o cartão e utilizá-lo sem a necessidade de arcar com qualquer custo, tendo em vista, tratar-se de uma amostra grátis

Opção Não Respondida

Ainda que não tenha solicitado, Paulo deverá arcar com o pagamento da anuidade do cartão, até a data de seu efetivo cancelamento


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

Segundo o artigo 39, inciso III, “É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas, enviar ou entregar ao consumidor, sem solicitação prévia, qualquer produto, ou fornecer qualquer serviço”.

Tal inciso é complementado pelo parágrafo único do mesmo artigo, que determina que “os serviços prestados e os produtos remetidos ou entregues ao consumidor, na hipótese prevista no inciso III, equiparam-se às amostras grátis, inexistindo obrigação de pagamento”.

Quando o caso é de envio de cartão de crédito, a situação se agrava.

De acordo com o doutrinador Rizzato Nunes, "para abrir a conta do consumidor, cadastrá-lo e fornecer o cartão, a administradora violou sua privacidade, uma vez que manipulou seus dados sem autorização. Depois, colocou em risco a imagem e o nome do consumidor, pois, ao enviar o cartão pelo correio, este poderia ter se extraviado ou sido subtraído, podendo gerar problemas para a pessoa do consumidor, que tem seu nome impresso no cartão (e nem desconfia do que está acontecendo). Lamentavelmente pode ocorrer até de o consumidor, nesses casos, chegar a ser cobrado por compras que não fez e ser negativado nos serviços de proteção ao crédito".

O Poder Judiciário, entretanto, coíbe tal prática, condenando o fornecedor que pratica tal conduta abusiva ao pagamento de indenização por dano moral.

Segundo o artigo 39, inciso III, “É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas, enviar ou entregar ao consumidor, sem solicitação prévia, qualquer produto, ou fornecer qualquer serviço”.

Tal inciso é complementado pelo parágrafo único do mesmo artigo, que determina que “os serviços prestados e os produtos remetidos ou entregues ao consumidor, na hipótese prevista no inciso III, equiparam-se às amostras grátis, inexistindo obrigação de pagamento”.

Quando o caso é de envio de cartão de crédito, a situação se agrava.

De acordo com o doutrinador Rizzato Nunes, "para abrir a conta do consumidor, cadastrá-lo e fornecer o cartão, a administradora violou sua privacidade, uma vez que manipulou seus dados sem autorização. Depois, colocou em risco a imagem e o nome do consumidor, pois, ao enviar o cartão pelo correio, este poderia ter se extraviado ou sido subtraído, podendo gerar problemas para a pessoa do consumidor, que tem seu nome impresso no cartão (e nem desconfia do que está acontecendo). Lamentavelmente pode ocorrer até de o consumidor, nesses casos, chegar a ser cobrado por compras que não fez e ser negativado nos serviços de proteção ao crédito".

O Poder Judiciário, entretanto, coíbe tal prática, condenando o fornecedor que pratica tal conduta abusiva ao pagamento de indenização por dano moral.

User badge image

Saul Barros

Há mais de um mês

Paulo poderá desbloquear o cartão e utilizá-lo sem a necessidade de arcar com qualquer custo


User badge image

Thiago Alves

Há mais de um mês

É vedado, com base no CPDC, o envio, sem solicitação prévia, de qualquer produto, ou fornecer qualquer serviço

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas