A maior rede de estudos do Brasil

Como fazer petições?


3 resposta(s)

User badge image

ROBSON

Há mais de um mês

depende do tipo do ramo do direito: civel, trabalhista, penal, etc. Em regra segue os preceitos do art. 319 do CPC, porém, a penal, em caso de queixa-crime, segue os ditames do CPP. Mas a estrutura da petição civel e trabalhista são as mesmas, o que muda é o artigo na proposição, no CPC o artigo é 319, no trabalhista o artigo dependerá do rito, exemplo, art. 840 para rito ordinário. Memorize esta estrutura: Endereçamento: EXCELENTISSIMO...... Qualificação: do autor no civel, reclamante na trabalhista e os dados do advogado. Nome da peça: no civel é ação (de anulação, separação, etc), na trabalhista será sempre RECLAMAÇÃO. qualificação do réu; Preliminares (se houver): prioridades de tramitação, juizo incompetente (no civel é preliminar art. 337 do CPC - Na trabalhista é em peça apartada, ou seja, é uma petição). deve pedir a justiça gratuíta, sempre; Dos fatos: você narrar os fatos (o ocorrido, já vem na peça elaborada pelo professor, em geral é só repetir); Dos fundamentos: aqui você fazer valer os seus esforços, pois terá que indicar os fundamentos para dar embasamento ao seu pedido, indicar artigos, jurisprudencia e doutrina); Dos pedidos: aqui você irá pedir a citação do réu, o acesso a justiça gratuita, as preliminares (se houver), e o que você PEDIU NA FUNDAMENTAÇÃO; Por fim, o encerramento: veja abaixo como deve, sempre, ser o encerramento; Termos em que, pede e espera, deferimento. Local e data Advogado OAB/UF
depende do tipo do ramo do direito: civel, trabalhista, penal, etc. Em regra segue os preceitos do art. 319 do CPC, porém, a penal, em caso de queixa-crime, segue os ditames do CPP. Mas a estrutura da petição civel e trabalhista são as mesmas, o que muda é o artigo na proposição, no CPC o artigo é 319, no trabalhista o artigo dependerá do rito, exemplo, art. 840 para rito ordinário. Memorize esta estrutura: Endereçamento: EXCELENTISSIMO...... Qualificação: do autor no civel, reclamante na trabalhista e os dados do advogado. Nome da peça: no civel é ação (de anulação, separação, etc), na trabalhista será sempre RECLAMAÇÃO. qualificação do réu; Preliminares (se houver): prioridades de tramitação, juizo incompetente (no civel é preliminar art. 337 do CPC - Na trabalhista é em peça apartada, ou seja, é uma petição). deve pedir a justiça gratuíta, sempre; Dos fatos: você narrar os fatos (o ocorrido, já vem na peça elaborada pelo professor, em geral é só repetir); Dos fundamentos: aqui você fazer valer os seus esforços, pois terá que indicar os fundamentos para dar embasamento ao seu pedido, indicar artigos, jurisprudencia e doutrina); Dos pedidos: aqui você irá pedir a citação do réu, o acesso a justiça gratuita, as preliminares (se houver), e o que você PEDIU NA FUNDAMENTAÇÃO; Por fim, o encerramento: veja abaixo como deve, sempre, ser o encerramento; Termos em que, pede e espera, deferimento. Local e data Advogado OAB/UF
User badge image

Gisele

Há mais de um mês

Caso concreto 1 de pratica da estácio tem o modelo!

User badge image

Alex

Há mais de um mês

Art. 319. A petição inicial indicará: I - o juízo a que é dirigida; II - os nomes, os prenomes, o estado civil, a existência de união estável, a profissão, o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas ou no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, o endereço eletrônico, o domicílio e a residência do autor e do réu; III - o fato e os fundamentos jurídicos do pedido; IV - o pedido com as suas especificações; V - o valor da causa; VI - as provas com que o autor pretende demonstrar a verdade dos fatos alegados; VII - a opção do autor pela realização ou não de audiência de conciliação ou de mediação. § 1º Caso não disponha das informações previstas no inciso II, poderá o autor, na petição inicial, requerer ao juiz diligências necessárias a sua obtenção. § 2º A petição inicial não será indeferida se, a despeito da falta de informações a que se refere o inciso II, for possível a citação do réu. § 3º A petição inicial não será indeferida pelo não atendimento ao disposto no inciso II deste artigo se a obtenção de tais informações tornar impossível ou excessivamente oneroso o acesso à justiça.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes