A maior rede de estudos do Brasil

CDC

As primeiras instituições brasileiras de defesa do consumidor foram criadas, estadual e nacionalmente, antes da chegada do CDC. Qual década foi marcada pelo aparecimento daquelas instituições?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

O surgimento da defesa do consumidor no Brasil é concomitante com as consequências provocadas pela industrialização das décadas de 1960 e 1970, seguidas de crises econômicas e sociais. 

Os primeiros órgaos de defesa do consumidor surgiram na década de 1970. 

Em 1976, foram fundadas a Associação de Defesa e Orientação do Consumidor de Curitiba (ADOC), a Associação de Proteção ao Consumidor de Porto Alegre (APC), e o Grupo Executivo de Proteção ao Consumidor (atual Fundação Procon São Paulo).

Já na década de 1980, foi criado o Conselho Nacional de Defesa do Consumidor (Decreto nº 91.469/85), com o escopo de assessorar o Presidente da República na elaboração de políticas de defesa do consumidor.

Com a chegada da Constituição Federal de 1988, consagrou-se a proteção do consumidor como direito fundamental e princípio da ordem econômica (arts. 5º, XXXII, e 170, V), cabendo ao Estado a promoção da defesa do consumidor.

Em 1990 surge o Código de Defesa do Consumidor, que assegura o reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor e estabelece a boa-fé como princípio basilar das relações de consumo.

O surgimento da defesa do consumidor no Brasil é concomitante com as consequências provocadas pela industrialização das décadas de 1960 e 1970, seguidas de crises econômicas e sociais. 

Os primeiros órgaos de defesa do consumidor surgiram na década de 1970. 

Em 1976, foram fundadas a Associação de Defesa e Orientação do Consumidor de Curitiba (ADOC), a Associação de Proteção ao Consumidor de Porto Alegre (APC), e o Grupo Executivo de Proteção ao Consumidor (atual Fundação Procon São Paulo).

Já na década de 1980, foi criado o Conselho Nacional de Defesa do Consumidor (Decreto nº 91.469/85), com o escopo de assessorar o Presidente da República na elaboração de políticas de defesa do consumidor.

Com a chegada da Constituição Federal de 1988, consagrou-se a proteção do consumidor como direito fundamental e princípio da ordem econômica (arts. 5º, XXXII, e 170, V), cabendo ao Estado a promoção da defesa do consumidor.

Em 1990 surge o Código de Defesa do Consumidor, que assegura o reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor e estabelece a boa-fé como princípio basilar das relações de consumo.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas