A maior rede de estudos do Brasil

descreva as caract, causas e lesões observadas : Broncopneumonia; Pneumonia intersticial;Pneumonia lobar; Pneumonia embólica;Pneumonia granulomatosa

Patologia IFATENE

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Broncopneumonia:

Características: consolidação alveolar multifocal – são múltiplos focos acinares (ou lobulares), coalescentes, que predominam na região peribrônquica.

Causa: Qualquer agente infeccioso causador de pneumonia pode cursar com este padrão.

Lesões observadas: achados radiográficos (broncograma aereo, opacidade pulmonar, aumento da trama vascular)

Pneumonia intersticial:

Características: acomete todo o intertíscio pulmonar, diagnóstico em tomografia computadorizada

Causa: associada principalmente a infecções virais mas também pode ter origem bacteriana.

Lesões observadas: A lesão pode ser difusa, de modo que o pulmão pode apresentar uma coloração normal ou não com os septos lobulares bastante evidentes. Além disso, nos exames de imagem é possível notar opacidade reticulares de predomínio periferico e basal, associada a afaveolamento, estando presentes ou não bronquietasias de tração

Pneumonia lobar

Caracteristicas: Caracterizada pela consolidação alveolar extensa, ocupando uma grande área do parênquima pulmonar, como um lobo inteiro.

Causa: O agente principal é o Streptococcus pneumoniae, mas qualquer bactéria de alta virulência pode desenvolver este padrão pneumônico.

Lesões observadas: Pleura rugosa e opaca com pontos hemorrágicos.

Pneumonia embólica:

Caracteristicas: ocorre em processos trombo-embólicos septicêmicos ou não.

Causa: Trombos septicêmicos ou não. Bactérias afluem por via sanguínea e se distribuem por todo o pulmão.

Lesões observadas: Lesões multifocais aleatórias.

Pneumonia granulomatosa:

Caracteristicas: Apresentação de um granuloma sem localização específica na região pulmonar, com opacidade nas proximidades do local afetado.

Causa: Tuberculose, aspergilose

Lesões observadas: Granulomas, cicatrizes estrelares e, em alguns casos, necrose.

Broncopneumonia:

Características: consolidação alveolar multifocal – são múltiplos focos acinares (ou lobulares), coalescentes, que predominam na região peribrônquica.

Causa: Qualquer agente infeccioso causador de pneumonia pode cursar com este padrão.

Lesões observadas: achados radiográficos (broncograma aereo, opacidade pulmonar, aumento da trama vascular)

Pneumonia intersticial:

Características: acomete todo o intertíscio pulmonar, diagnóstico em tomografia computadorizada

Causa: associada principalmente a infecções virais mas também pode ter origem bacteriana.

Lesões observadas: A lesão pode ser difusa, de modo que o pulmão pode apresentar uma coloração normal ou não com os septos lobulares bastante evidentes. Além disso, nos exames de imagem é possível notar opacidade reticulares de predomínio periferico e basal, associada a afaveolamento, estando presentes ou não bronquietasias de tração

Pneumonia lobar

Caracteristicas: Caracterizada pela consolidação alveolar extensa, ocupando uma grande área do parênquima pulmonar, como um lobo inteiro.

Causa: O agente principal é o Streptococcus pneumoniae, mas qualquer bactéria de alta virulência pode desenvolver este padrão pneumônico.

Lesões observadas: Pleura rugosa e opaca com pontos hemorrágicos.

Pneumonia embólica:

Caracteristicas: ocorre em processos trombo-embólicos septicêmicos ou não.

Causa: Trombos septicêmicos ou não. Bactérias afluem por via sanguínea e se distribuem por todo o pulmão.

Lesões observadas: Lesões multifocais aleatórias.

Pneumonia granulomatosa:

Caracteristicas: Apresentação de um granuloma sem localização específica na região pulmonar, com opacidade nas proximidades do local afetado.

Causa: Tuberculose, aspergilose

Lesões observadas: Granulomas, cicatrizes estrelares e, em alguns casos, necrose.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Broncopneumonia:

Características: consolidação alveolar multifocal – são múltiplos focos acinares (ou lobulares), coalescentes, que predominam na região peribrônquica.

Causa: Qualquer agente infeccioso causador de pneumonia pode cursar com este padrão.

Lesões observadas: achados radiográficos (broncograma aereo, opacidade pulmonar, aumento da trama vascular)

Pneumonia intersticial:

Características: acomete todo o intertíscio pulmonar, diagnóstico em tomografia computadorizada

Causa: associada principalmente a infecções virais mas também pode ter origem bacteriana.

Lesões observadas: A lesão pode ser difusa, de modo que o pulmão pode apresentar uma coloração normal ou não com os septos lobulares bastante evidentes. Além disso, nos exames de imagem é possível notar opacidade reticulares de predomínio periferico e basal, associada a afaveolamento, estando presentes ou não bronquietasias de tração

Pneumonia lobar

Caracteristicas: Caracterizada pela consolidação alveolar extensa, ocupando uma grande área do parênquima pulmonar, como um lobo inteiro.

Causa: O agente principal é o Streptococcus pneumoniae, mas qualquer bactéria de alta virulência pode desenvolver este padrão pneumônico.

Lesões observadas: Pleura rugosa e opaca com pontos hemorrágicos.

Pneumonia embólica:

Caracteristicas: ocorre em processos trombo-embólicos septicêmicos ou não.

Causa: Trombos septicêmicos ou não. Bactérias afluem por via sanguínea e se distribuem por todo o pulmão.

Lesões observadas: Lesões multifocais aleatórias.

Pneumonia granulomatosa:

Caracteristicas: Apresentação de um granuloma sem localização específica na região pulmonar, com opacidade nas proximidades do local afetado.

Causa: Tuberculose, aspergilose

Lesões observadas: Granulomas, cicatrizes estrelares e, em alguns casos, necrose.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Broncopneumonia:

Características: consolidação alveolar multifocal – são múltiplos focos acinares (ou lobulares), coalescentes, que predominam na região peribrônquica.

Causa: Qualquer agente infeccioso causador de pneumonia pode cursar com este padrão.

Lesões observadas: achados radiográficos (broncograma aereo, opacidade pulmonar, aumento da trama vascular)

Pneumonia intersticial:

Características: acomete todo o intertíscio pulmonar, diagnóstico em tomografia computadorizada

Causa: associada principalmente a infecções virais mas também pode ter origem bacteriana.

Lesões observadas: A lesão pode ser difusa, de modo que o pulmão pode apresentar uma coloração normal ou não com os septos lobulares bastante evidentes. Além disso, nos exames de imagem é possível notar opacidade reticulares de predomínio periferico e basal, associada a afaveolamento, estando presentes ou não bronquietasias de tração

Pneumonia lobar

Caracteristicas: Caracterizada pela consolidação alveolar extensa, ocupando uma grande área do parênquima pulmonar, como um lobo inteiro.

Causa: O agente principal é o Streptococcus pneumoniae, mas qualquer bactéria de alta virulência pode desenvolver este padrão pneumônico.

Lesões observadas: Pleura rugosa e opaca com pontos hemorrágicos.

Pneumonia embólica:

Caracteristicas: ocorre em processos trombo-embólicos septicêmicos ou não.

Causa: Trombos septicêmicos ou não. Bactérias afluem por via sanguínea e se distribuem por todo o pulmão.

Lesões observadas: Lesões multifocais aleatórias.

Pneumonia granulomatosa:

Caracteristicas: Apresentação de um granuloma sem localização específica na região pulmonar, com opacidade nas proximidades do local afetado.

Causa: Tuberculose, aspergilose

Lesões observadas: Granulomas, cicatrizes estrelares e, em alguns casos, necrose.

User badge image

Luana

Há mais de um mês

- Broncopneumonia/ pneumonia lobular: junção bronquíolo – alvéolo. É aquele
pulmão que tem a lobulação bem evidente, então, é lobular porque são subunidades
do lobo. Há um consenso de que seja supurativa, mas pode ser fibrinosa, o que vai
definir isso é a gravidade do agente, até porque pode existir uma combinação de
exsudato. Tende a ser supurativa porque o numero de neutrófilos é muito grande
- Pneumonia lobar: junção bronquíolo – alvéolo, de evolução mais rápida. Tende a
ser fibrinosa, porque sendo o agente etiológico altamente patogênico, vai causar uma
lesão grave e rápida, consequentemente na patogenia da lesão vai haver um dano
vascular muito extenso, aumentando a permeabilidade vascular, favorecendo a
transudação de fibrinogênio. Tem necrose
- Pneumonia intersticial: interstício, com proliferação de fibroblastos e macrófagos.
É difusa, não tem uma localização precisa, atinge todos os lobos ou apenas um lado do
pulmão. É muito mais difícil de ser diagnosticada em mesa de necropsia, porque não
mostra uma definição topográfica, a consistência dela não favorece a sua identificação
como as outras, cursa com muito edema, a textura é friável, borrachuda. A única
característica dela que pode diferenciar é de que ela intumesce, avoluma por conta da
grande quantidade de edema ou de exsudato intersticial na fase aguda, e que por isso
encostam nas costelas formando depressões.
Toda pneumonia lobar ou lobular se inicia a partir do envolvimento da mucosa bronquial e
bronquiolar, por isso que também podemos chamar as pneumonias de broncopneumonias.

A via de infecção, salvo raríssimas exceções é a broncogênica, ou seja, o agente etiológico é
inalado, causa inicialmente bronquite/ bronquiolite exsudativa, o exsudato tende a migrar
para as cavidades alveolares, e quando chega no final dos bronquíolos vão causar então a
inflamação pulmonar nessa região, região bronquíolo – alveolar. Tanto a pneumonia lobar
quanto a lobular podem ser chamadas de broncopneumonias porque a via a é a mesma
A pneumonia intersticial ocorre no interstício, ou seja, não necessariamente vai haver
comprometimento inicial de brônquios e bronquíolos, pode haver e pode não haver, porque as
vias de contaminação da pneumonia intersticial pode ser broncogênica, mas
fundamentalmente é hematogênica. A diferença é que o exsudato celular inflamatório não
atinge as cavidades alveolares. É uma pneumonia produtiva e não exsudativa. Todo o exsudato
celular inflamatório encontra-se no interstício. Ela tem uma fase aguda, mas rapidamente se
modifica para uma pneumonia crônica e todo aquele exsudato nos sacos alveolares some dali
e vai se localizar no interstício pulmonar, inclusive nos septos interalveolares que vão se
apresentar espessados com células inflamatórias em seu interior. Há o envolvimento de
fibroblastos, macrófagos e tecido conjuntivo fibroso. São difusas
Essa classificação é baseada na textura do pulmão, na sua distribuição topográfica, na sua
aparência, e no tipo de exsudato. Podemos classificar as broncopneumonias em lobares e
lobulares.
Quanto a distribuição:
* difusa -> todos os lóbulos estão inchados, edemasiados, de texturas diferentes, não se
colabam, não se deprimem, por estarem cheio de exsudato são elevados, volumosos e fazem
compressão com as costelas -> Pneumonia Intersticial
* focal -> pneumonias embólicas -> trombos sépticos num determinado órgão atinge a
circulação sanguínea, vai para o coração direito e gera uma chuva de êmbolos no pulmão.
* localmente/focalmente extensa -> granulomas -> pode ser fúngico, bacteriano, tubérculos,
parasitos, PIF, aspiração de corpos estranho inalados, esporos de plantas, fibras de vegetais,
etc. Ex: tuberculose. Coloração de ziehl neelsen deixa as bactérias com coloração vinho,
presente no interior de macrófagos, presentes em poucas quantidades no citoplasma.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas