A maior rede de estudos do Brasil

como usar esfignomanometro?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para medir a pressão arterial usando o esfigmomanômetro procure sentir o pulso na dobra do braço esquerdo posicionando o estetoscópio no local. Logo após posicione a braçadeira do aparelho cerca de dois centímetros acima da cabeça do estetoscópio de forma que o fio da braçadeira passe por cima do braço, aperte-a. Feche a válvula da bomba e com o estetoscópio nos ouvidos e infle a braçadeira ate 180mmHg ou ate deixar de ouvir sons do estetoscópio.


Abra a válvula lentamente e simultaneamente observe o manômetro. Ao ouvir o primeiro som, registre a pressão indicada pelo mesmo pois esse será o primeiro valor da pressão arterial. Continue a esvaziar a braçadeira ate deixar de ouvir o som e verifique o manômetro, esse último valor compõe o número final da pressão arterial. Com a junção desses dois valores temos então o valor final da pressão arterial.

Para medir a pressão arterial usando o esfigmomanômetro procure sentir o pulso na dobra do braço esquerdo posicionando o estetoscópio no local. Logo após posicione a braçadeira do aparelho cerca de dois centímetros acima da cabeça do estetoscópio de forma que o fio da braçadeira passe por cima do braço, aperte-a. Feche a válvula da bomba e com o estetoscópio nos ouvidos e infle a braçadeira ate 180mmHg ou ate deixar de ouvir sons do estetoscópio.


Abra a válvula lentamente e simultaneamente observe o manômetro. Ao ouvir o primeiro som, registre a pressão indicada pelo mesmo pois esse será o primeiro valor da pressão arterial. Continue a esvaziar a braçadeira ate deixar de ouvir o som e verifique o manômetro, esse último valor compõe o número final da pressão arterial. Com a junção desses dois valores temos então o valor final da pressão arterial.

User badge image

Natália

Há mais de um mês

Existem dois tipos de esfigmomanômetros, chamados popularmente de aparelho de pressão: manual e automático.

a. Como medir a pressão arterial em um aparelho de pressão manual
Ao contrário dos atuais aparelhos automáticos e digitais, que podem ser manuseados pelo próprio paciente,  o clássico esfigmomanômetro manual requer que outra pessoa meça a pressão do paciente. Isso costuma ser um problema, principalmente quando se trata de idosos que moram sozinhos ou apenas com uma outra pessoa idosa. Na verdade, qualquer pessoa pode medir a pressão arterial de alguém, porém, um mínimo de treinamento é necessário para que o procedimento seja feito de forma correta.

Para medir a pressão arterial com um esfigmomanômetro comum, os passos a seguir são os seguintes:

O paciente deve ser colocado sentado, com ambos os pés  encostando no chão e com as costas retas, apoiadas no encosto da cadeira.
Os braços devem ficar esticados, apoiados em uma mesa, mais ou menos na mesma altura do coração.
Coloque a braçadeira ao redor do braço do paciente (de preferência o esquerdo), ficando a mesma cerca de 2 cm acima da fossa cubital (dobra do braço).
Palpe a artéria braquial logo abaixo da fossa cubital e ponha o diafragma do estetoscópio em cima desta.
Com o estetoscópio ao ouvido, comece a inflar a braçadeira.
A partir de um certo momento, você começará a ouvir a pulsação da artéria. Continue inflando até o som do pulso desparecer.
Comece a esvaziar a braçadeira de forma bem lenta. Quando o som do pulso reaparecer, veja qual é o valor que o aparelho está mostrando. Esta é a pressão sistólica, chamada popularmente de pressão máxima.
Continue desinsuflando a braçadeira. Quando o som do pulso desaparecer de vez, veja qual é o valor que o aparelho está mostrando. Esta é a pressão diastólica, chamada popularmente de pressão mínima.
A pressão arterial pode ser diferente em cada um dos braços. Valores de até 10 mmHg de diferença são considerados normais. Da mesma forma, ao longo do dia, os valores tendem a se alterar. A pressão costuma estar mais baixa logo ao acordar e mais alta ao final do dia. Por isso, o ideal é sempre medir a pressão arterial no mesmo braço e mais ou menos na mesma hora do dia para que os valores possam ser comparáveis.

b. Como medir a pressão arterial em um aparelho de pressão automático
Os aparelhos de pressão automáticos e digitais ganharam popularidade no final dos anos 1990 e início dos anos 2000. Sua grande vantagem é permitir que o paciente possa medir a própria pressão arterial várias vezes por dia sem necessitar da ajuda de outras pessoas.

O procedimento torna-se muito mais simples, pois basta o paciente assumir a posição adequada, colocar o aparelho em volta do braço e dar a ordem para ele medir a pressão. Em questão de segundos, o resultado aparecerá no monitor.

Apesar de ser muito prático, os aparelhos digitais, se não forem de boa qualidade, podem fornecer resultados não muito confiáveis. Antes de comprar um aparelho digital para medir a pressão, certifique-se que o mesmo tem o selo do INMETRO e foi aprovado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. Atualmente, apenas alguns modelos das marcas Bioland, G-Tech e Geratherm possuem ambos os selos. Procure sempre pela lista de aparelhos certificados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.

QUAL É O MELHOR LOCAL PARA MEDIR A PRESSÃO ARTERIAL?
O local mais indicado para se aferir a pressão arterial, seja com o parelho manual ou digital, é o braço. Não há preferência pelo braço esquerdo ou direito. Como a pressão em um dos braços costuma ser ligeiramente diferente do outro, apenas para questões de futura comparação, o ideal é aferir a pressão sempre no mesmo braço.

Muitos aparelhos digitais são feitos para medir a pressão arterial no punho. A medição no punho não é tão confiável quanto a do braço, pois a posição do mesmo durante a aferição é capaz de alterar os resultados. Para que a aferição seja correta, o punho deve estar apoiado em uma mesa na mesma altura do coração. Se o braço estiver para cima ou para baixo, os resultados não serão válidos.

Existem também no mercado aparelhos automáticos que medem a pressão no dedo. Esses aparelhos não são confiáveis, pois a pressão arterial nas extremidades do membro superior é diferente do resto do corpo.

Como já referido, o antebraço é uma opção para pacientes obesos, não devendo ser a primeira opção caso o paciente tenha um braço com circunferência menor que 40 cm.

Em casos extraordinários, a pressão arterial pode ser aferida na coxa ou na panturrilha, mas geralmente isso só é necessários em pacientes que apresentem algum impedimento nos membros superiores.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

 Para medir a pressão arterial usando o esfigmomanômetro procure sentir o pulso na dobra do braço esquerdo posicionando o estetoscópio no local. Logo após posicione a braçadeira do aparelho cerca de dois centímetros acima da cabeça do estetoscópio de forma que o fio da braçadeira passe por cima do braço, aperte-a. Feche a válvula da bomba e com o estetoscópio nos ouvidos e infle a braçadeira ate 180mmHg ou ate deixar de ouvir sons do estetoscópio. 


Abra a válvula lentamente e simultaneamente observe o manômetro. Ao ouvir o primeiro som, registre a pressão indicada pelo mesmo pois esse será o primeiro valor da pressão arterial. Continue a esvaziar a braçadeira ate deixar de ouvir o som e verifique o manômetro, esse último valor compõe o número final da pressão arterial. Com a junção desses dois valores temos então o valor final da pressão arterial.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para medir a pressão arterial usando o esfigmomanômetro procure sentir o pulso na dobra do braço esquerdo posicionando o estetoscópio no local. Logo após posicione a braçadeira do aparelho cerca de dois centímetros acima da cabeça do estetoscópio de forma que o fio da braçadeira passe por cima do braço, aperte-a. Feche a válvula da bomba e com o estetoscópio nos ouvidos e infle a braçadeira ate 180mmHg ou ate deixar de ouvir sons do estetoscópio.


Abra a válvula lentamente e simultaneamente observe o manômetro. Ao ouvir o primeiro som, registre a pressão indicada pelo mesmo pois esse será o primeiro valor da pressão arterial. Continue a esvaziar a braçadeira ate deixar de ouvir o som e verifique o manômetro, esse último valor compõe o número final da pressão arterial. Com a junção desses dois valores temos então o valor final da pressão arterial.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas