A maior rede de estudos do Brasil

3) Como se deu a inserção do islamismo na cultura africana? De que forma ela colaborou com a construção de uma identidade comunitária africana?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Terra à Vista Verified user icon

Há mais de um mês

Olá,

após a morte de Maomé no século VII, o Império Islâmico se fragmentou em diversos califados que com o passar do tempo expandiram seu poderio do Oriente Médio até o norte da África e, em seguida, à Península Ibérica. A partir dessa expansão, o islamismo ganhou adeptos e, hoje em dia, grande parte dos países africanos são islamizados.

A religião islâmica contribui na construção de uma identidade comunitária africana, a partir do momento em que o Islã estabelece uma história, um passado, hábitos e costumes em comum que devem ser partilhados, elemento essencial de uma construção identitária. No entanto, vale ressaltar que dentre do Islamismo, existem várias interpretações diferentes sobre o Alcorão e, em certo sentido, isso impede uma formação de uma identidade islâmica geral.

Att,

Equipe Terra à Vista

Acesse o nosso canal no Youtube.

Olá,

após a morte de Maomé no século VII, o Império Islâmico se fragmentou em diversos califados que com o passar do tempo expandiram seu poderio do Oriente Médio até o norte da África e, em seguida, à Península Ibérica. A partir dessa expansão, o islamismo ganhou adeptos e, hoje em dia, grande parte dos países africanos são islamizados.

A religião islâmica contribui na construção de uma identidade comunitária africana, a partir do momento em que o Islã estabelece uma história, um passado, hábitos e costumes em comum que devem ser partilhados, elemento essencial de uma construção identitária. No entanto, vale ressaltar que dentre do Islamismo, existem várias interpretações diferentes sobre o Alcorão e, em certo sentido, isso impede uma formação de uma identidade islâmica geral.

Att,

Equipe Terra à Vista

Acesse o nosso canal no Youtube.

User badge image

henrique

Há mais de um mês

O islamismo entrou no continente africano a partir dos países da África do Norte, como Marrocos e Egito, e foi uma das primeiras regiões a ser conquistadas pela expansão inicial árabe-islâmica (séculos VII e VIII). Dos séculos X a XVI, mercadores muçulmanos contribuíram para o surgimento de importantes reinos na África Ocidental, que floresceram graças ao comércio feito por caravanas que, atravessando o Saara, punham em contato o mundo mediterrâneo ao das estepes e savanas do Sudão Ocidental e África centro-ocidental. 

No entanto, a difusão do islã no continente africano se deu muito mais pelo comércio e pra migração do que por imposições militares. A expansão islâmica se deu, basicamente em três frentes:

• do noroeste do continente (região do Magreb), para o Saara e a África Ocidental

• do baixo para o alto vale do Nilo, chegando ao nordeste da África (península da Somália e arredores)

• comerciantes originários da porção sul-sudoeste da Península Arábica e imigrantes do subcontinente indiano, criaram assentamentos no litoral do Índico e, dali, difundiram a presença muçulmana para o interior.

O número de muçulmanos na África é na atualidade estimado em mais de 300 milhões, cerca de 27% do total dos seguidores da religião criada pelo profeta Maomé.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas