A maior rede de estudos do Brasil

MATEMATICA FINANCEIRA

Uma loja ofereceu uma mercadoria em promoção nas seguintes condições: 10 prestações iguais de R$ 300,00 com uma carência de 6 meses para o primeiro pagamento.

 
SANTOS, Daniel Eduardo dos. Matemática Financeira. Maringá-Pr.: UniCesumar, 2018. (Adaptado)


Qual é o valor à vista dessa mercadoria, sabendo-se que a taxa de juros praticada pela loja é de 5% ao mês?
Alternativas
Alternativa 1:

R$ 90,75.

 
Alternativa 2:

R$ 1.128,62.

 
Alternativa 3:

R$ 1.342,20.

 
Alternativa 4:

R$ 1.534,34.

 
Alternativa 5:

R$ 1.815,05.

Matemática FinanceiraUNICESUMAR EAD

3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

As rendas que têm um período de carência são classificadas como renda diferida, e para se encontrar o valor à vista (valor atual) dessa mercadoria, vamos seguir alguns passos:

Primeiro, vamos encontrar o valor atual (à vista, na data zero) da mercadoria no fim do período de carência. E depois, calculamos o valor presente na data zero do valor encontrado no passo acima. As equações que iremos utilizar estão descritas abaixo:

Onde P é o valor atual no final do período de carência, R é o valor das prestações (R$300,00), n é o número de parcelas (10), i é a taxa de juros (5% a.m.) e VA é o valor atual na data zero.


Substituindo os valores na primeira equação para encontrar o valor atual da mercadoria no final do período de carência, temos:

Agora podemos encontrar o valor presente da mercadoria na data zero, substituindo os valores na segunda equação. É importante lembrar que, se estamos transformando um dado valor para um período passado, vamos usar n para o período de carência de 6 meses:


O valor presente na data zero, ou o valor à vista da mercadoria encontrada, para o prazo de carência de 6 meses é de

As rendas que têm um período de carência são classificadas como renda diferida, e para se encontrar o valor à vista (valor atual) dessa mercadoria, vamos seguir alguns passos:

Primeiro, vamos encontrar o valor atual (à vista, na data zero) da mercadoria no fim do período de carência. E depois, calculamos o valor presente na data zero do valor encontrado no passo acima. As equações que iremos utilizar estão descritas abaixo:

Onde P é o valor atual no final do período de carência, R é o valor das prestações (R$300,00), n é o número de parcelas (10), i é a taxa de juros (5% a.m.) e VA é o valor atual na data zero.


Substituindo os valores na primeira equação para encontrar o valor atual da mercadoria no final do período de carência, temos:

Agora podemos encontrar o valor presente da mercadoria na data zero, substituindo os valores na segunda equação. É importante lembrar que, se estamos transformando um dado valor para um período passado, vamos usar n para o período de carência de 6 meses:


O valor presente na data zero, ou o valor à vista da mercadoria encontrada, para o prazo de carência de 6 meses é de

User badge image

Andre

Há mais de um mês

 

As rendas que têm um período de carência são classificadas como renda diferida, e para se encontrar o valor à vista (valor atual) dessa mercadoria, vamos seguir alguns passos:

Primeiro, vamos encontrar o valor atual (à vista, na data zero) da mercadoria no fim do período de carência. E depois, calculamos o valor presente na data zero do valor encontrado no passo acima. As equações que iremos utilizar estão descritas abaixo:

Onde P é o valor atual no final do período de carência, R é o valor das prestações (R$300,00), n é o número de parcelas (10), i é a taxa de juros (5% a.m.) e VA é o valor atual na data zero. 


Substituindo os valores na primeira equação para encontrar o valor atual da mercadoria no final do período de carência, temos:

Agora podemos encontrar o valor presente da mercadoria na data zero, substituindo os valores na segunda equação. É importante lembrar que, se estamos transformando um dado valor para um período passado, vamos usar n para o período de carência de 6 meses:


O valor presente na data zero, ou o valor à vista da mercadoria encontrada, para o prazo de carência de 6 meses é de 

User badge image

Andre

Há mais de um mês

As rendas que têm um período de carência são classificadas como renda diferida, e para se encontrar o valor à vista (valor atual) dessa mercadoria, vamos seguir alguns passos:

Primeiro, vamos encontrar o valor atual (à vista, na data zero) da mercadoria no fim do período de carência. E depois, calculamos o valor presente na data zero do valor encontrado no passo acima. As equações que iremos utilizar estão descritas abaixo:

Onde P é o valor atual no final do período de carência, R é o valor das prestações (R$300,00), n é o número de parcelas (10), i é a taxa de juros (5% a.m.) e VA é o valor atual na data zero.


Substituindo os valores na primeira equação para encontrar o valor atual da mercadoria no final do período de carência, temos:

Agora podemos encontrar o valor presente da mercadoria na data zero, substituindo os valores na segunda equação. É importante lembrar que, se estamos transformando um dado valor para um período passado, vamos usar n para o período de carência de 6 meses:


O valor presente na data zero, ou o valor à vista da mercadoria encontrada, para o prazo de carência de 6 meses é de

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas