A maior rede de estudos do Brasil

como é feita a leitura do gráfico de alça pressão volume ventricular

Fisiologia IUNISINOS

3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre fisiologia.


Graficamente, é possível analisar quatro importantes fases: volume sistólico final, abertura da valva mitral, final da diástole e abertura da valva aórtica. Á área interna do gráfico representa o trabalho cardíaco. Podemos fazer a seguinte leitura: dado o volume máximo ventricular e caso haja uma elevação da pressão, o resultado será a contração. Quando a contração passa a reduzir o volume, isso corresponde a ejeção ventricular, que é visível na fase A do gráfico. A partir desse momento, pós ejeção, ocorre o relaxamento isovolumétrico, reduz-se a pressão, mas sem alterar o volume. Chega-se a fase B, a qual a pressão ventricular está muito baixa e ocorre a elevação do volume ventricular, alcançando, assim, a fase C do gráfico.


Portanto, o gráfico em questão estabelece a relação da pressão dos ventrículos com o seu volume.

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre fisiologia.


Graficamente, é possível analisar quatro importantes fases: volume sistólico final, abertura da valva mitral, final da diástole e abertura da valva aórtica. Á área interna do gráfico representa o trabalho cardíaco. Podemos fazer a seguinte leitura: dado o volume máximo ventricular e caso haja uma elevação da pressão, o resultado será a contração. Quando a contração passa a reduzir o volume, isso corresponde a ejeção ventricular, que é visível na fase A do gráfico. A partir desse momento, pós ejeção, ocorre o relaxamento isovolumétrico, reduz-se a pressão, mas sem alterar o volume. Chega-se a fase B, a qual a pressão ventricular está muito baixa e ocorre a elevação do volume ventricular, alcançando, assim, a fase C do gráfico.


Portanto, o gráfico em questão estabelece a relação da pressão dos ventrículos com o seu volume.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre fisiologia


Graficamente, é possível analisar quatro importantes fases: volume sistólico final, abertura da valva mitral, final da diástole e abertura da valva aórtica. Á área interna do gráfico representa o trabalho cardíaco. Podemos fazer a seguinte leitura: dado o volume máximo ventricular e caso haja uma elevação da pressão, o resultado será a contração. Quando a contração passa a reduzir o volume, isso corresponde a ejeção ventricular, que é visível na fase A do gráfico. A partir desse momento, pós ejeção, ocorre o relaxamento isovolumétrico, reduz-se a pressão, mas sem alterar o volume. Chega-se a fase B, a qual a pressão ventricular está muito baixa e ocorre a elevação do volume ventricular, alcançando, assim, a fase C do gráfico.


Portanto, ográfico em questão estabelece a relação da pressão dos ventrículos com o seu volume.

User badge image

Camila

Há mais de um mês

Em termos fisiológicos, a mensuração da PVC é um métodos acurado da estimação da pressão de enchimento do ventrículo direito, de grande relevância na interpretação de sua função.
O método de mensuração da PVC com coluna de água, devido à sua extrema simplicidade e baixo custo, é bastante popular e largamente utilizado, dispensando transdutores eletrônicos sofisticados.
Quando utilizada de maneira criteriosa e sempre que possível associada a outros parâmetros clínicos e hemodinâmico, a PVC é um dado extremamente útil na avaliação das condições cardiocirculatórias de pacientes em estado crítico.
Segundo Araújo, os valores esperados da PVC, mensurada através da linha axilar média como "zero" de referência, estão entre 6 - 10 cm H2O (através da coluna d'água) ou de 3 - 6 mmHg (através do transdutor eletrônico).

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas