A maior rede de estudos do Brasil

Com suas palavras explique como a infecção por Trichomonas vaginalis pode aumentar o risco de infecção por HIV.


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O Trichomonas vaginalis é um protozoário flagelado, oval e fusiforme, que causa uma infecção genitourinária, a qual é transmitida sexualmente. Em mulheres ela pode infectar vagina, colo e corpo uterinos, tubas, bexiga e glândulas de Bartholin e de Skene; em homens podem infectar próstata, vesícula seminal e uretra. O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é o causador da Aids e infecta as células T auxiliares pela ligação específica à proteína acessória CD4.


A infecção por Trichomonas vaginalis gera uma resposta imune celular local muito agressiva, havendo inflamação do epitélio vaginal e da exocérvice em mulheres e da uretra em homens. Essa resposta inflamatória faz com que haja uma grande infiltração de leucócitos, incluindo linfócitos TCD4+ e macrófagos, que são células-alvo do HIV, fazendo com que o HIV possa se ligar e ganhar acesso. Além disso, o T. vaginalis normalmente provoca pontos hemorrágicos na mucosa, fazendo com que o vírus tenha acesso direto à corrente sanguínea.


Portanto, concluímos que, por gerar uma resposta imune celular local com muitos linfócitos TCD4+ e macrófagos e provocar pontos hemorrágicos na mucosa, o Trichomonas vaginalis permite acesso a essas células e à corrente sanguínea.

REECE, Jane B. et al. Biologia de Campbell. Artmed Editora, 2015.

BOGLIOLO, Luigi; BRASILEIRO FILHO, Geraldo. Bogliolo patologia. Guanabara-Koogan, 2011.

DE PAIVA MACIEL, Gisele; TASCA, Tiana; DE CARLI, Geraldo Attilio. Aspectos clínicos, patogênese e diagnóstico de Trichomonas vaginalis Clinical aspects, pathogenesis and diagnostic of Trichomonas vaginalis. Jornal Brasileiro de Patologia e medicina laboratorial, v. 40, n. 3, p. 152-160, 2004.

O Trichomonas vaginalis é um protozoário flagelado, oval e fusiforme, que causa uma infecção genitourinária, a qual é transmitida sexualmente. Em mulheres ela pode infectar vagina, colo e corpo uterinos, tubas, bexiga e glândulas de Bartholin e de Skene; em homens podem infectar próstata, vesícula seminal e uretra. O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é o causador da Aids e infecta as células T auxiliares pela ligação específica à proteína acessória CD4.


A infecção por Trichomonas vaginalis gera uma resposta imune celular local muito agressiva, havendo inflamação do epitélio vaginal e da exocérvice em mulheres e da uretra em homens. Essa resposta inflamatória faz com que haja uma grande infiltração de leucócitos, incluindo linfócitos TCD4+ e macrófagos, que são células-alvo do HIV, fazendo com que o HIV possa se ligar e ganhar acesso. Além disso, o T. vaginalis normalmente provoca pontos hemorrágicos na mucosa, fazendo com que o vírus tenha acesso direto à corrente sanguínea.


Portanto, concluímos que, por gerar uma resposta imune celular local com muitos linfócitos TCD4+ e macrófagos e provocar pontos hemorrágicos na mucosa, o Trichomonas vaginalis permite acesso a essas células e à corrente sanguínea.

REECE, Jane B. et al. Biologia de Campbell. Artmed Editora, 2015.

BOGLIOLO, Luigi; BRASILEIRO FILHO, Geraldo. Bogliolo patologia. Guanabara-Koogan, 2011.

DE PAIVA MACIEL, Gisele; TASCA, Tiana; DE CARLI, Geraldo Attilio. Aspectos clínicos, patogênese e diagnóstico de Trichomonas vaginalis Clinical aspects, pathogenesis and diagnostic of Trichomonas vaginalis. Jornal Brasileiro de Patologia e medicina laboratorial, v. 40, n. 3, p. 152-160, 2004.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

O Trichomonas vaginalis é um protozoário flagelado, oval e fusiforme, que causa uma infecção genitourinária, a qual é transmitida sexualmente. Em mulheres ela pode infectar vagina, colo e corpo uterinos, tubas, bexiga e glândulas de Bartholin e de Skene; em homens podem infectar próstata, vesícula seminal e uretra. O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é o causador da Aids e infecta as células T auxiliares pela ligação específica à proteína acessória CD4.


A infecção por Trichomonas vaginalis gera uma resposta imune celular local muito agressiva, havendo inflamação do epitélio vaginal e da exocérvice em mulheres e da uretra em homens. Essa resposta inflamatória faz com que haja uma grande infiltração de leucócitos, incluindo linfócitos TCD4+ e macrófagos, que são células-alvo do HIV, fazendo com que o HIV possa se ligar e ganhar acesso. Além disso, o T. vaginalis normalmente provoca pontos hemorrágicos na mucosa, fazendo com que o vírus tenha acesso direto à corrente sanguínea.


Portanto, concluímos que, por gerar uma resposta imune celular local com muitos linfócitos TCD4+ e macrófagos e provocar pontos hemorrágicos na mucosa, o Trichomonas vaginalis permite acesso a essas células e à corrente sanguínea.

REECE, Jane B. et al. Biologia de Campbell. Artmed Editora, 2015.

BOGLIOLO, Luigi; BRASILEIRO FILHO, Geraldo. Bogliolo patologia. Guanabara-Koogan, 2011.

DE PAIVA MACIEL, Gisele; TASCA, Tiana; DE CARLI, Geraldo Attilio. Aspectos clínicos, patogênese e diagnóstico de Trichomonas vaginalis Clinical aspects, pathogenesis and diagnostic of Trichomonas vaginalis. Jornal Brasileiro de Patologia e medicina laboratorial, v. 40, n. 3, p. 152-160, 2004.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

O Trichomonas vaginalis é um protozoário flagelado, oval e fusiforme, que causa uma infecção genitourinária, a qual é transmitida sexualmente. Em mulheres ela pode infectar vagina, colo e corpo uterinos, tubas, bexiga e glândulas de Bartholin e de Skene; em homens podem infectar próstata, vesícula seminal e uretra. O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é o causador da Aids e infecta as células T auxiliares pela ligação específica à proteína acessória CD4.


A infecção por Trichomonas vaginalis gera uma resposta imune celular local muito agressiva, havendo inflamação do epitélio vaginal e da exocérvice em mulheres e da uretra em homens. Essa resposta inflamatória faz com que haja uma grande infiltração de leucócitos, incluindo linfócitos TCD4+ e macrófagos, que são células-alvo do HIV, fazendo com que o HIV possa se ligar e ganhar acesso. Além disso, o T. vaginalis normalmente provoca pontos hemorrágicos na mucosa, fazendo com que o vírus tenha acesso direto à corrente sanguínea.


Portanto, concluímos que, por gerar uma resposta imune celular local com muitos linfócitos TCD4+ e macrófagos e provocar pontos hemorrágicos na mucosa, o Trichomonas vaginalis permite acesso a essas células e à corrente sanguínea.

REECE, Jane B. et al. Biologia de Campbell. Artmed Editora, 2015.

BOGLIOLO, Luigi; BRASILEIRO FILHO, Geraldo. Bogliolo patologia. Guanabara-Koogan, 2011.

DE PAIVA MACIEL, Gisele; TASCA, Tiana; DE CARLI, Geraldo Attilio. Aspectos clínicos, patogênese e diagnóstico de Trichomonas vaginalis Clinical aspects, pathogenesis and diagnostic of Trichomonas vaginalis. Jornal Brasileiro de Patologia e medicina laboratorial, v. 40, n. 3, p. 152-160, 2004.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas