A maior rede de estudos do Brasil

O que é Repristinação ?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

A repristinação ocorre quando uma lei é revogada por outra, e, posteriormente, a própria norma revogadora é revogada por uma terceira lei, que irá fazer com que a primeira tenha sua vigência reestabelecida.

Exemplo: A lei 2 revogou a 1. A lei 3 revogou a 2. A repristinação ocorreria se a lei 1 retornasse a vigência.

No ordenamento jurídico patrio, a lei revogada não se restaura automaticamente por ter a lei revogadora perdido a vigência. A repristinação só é admitida se for expressa.

"Art. 2º LINDB. Não se destinando à vigência temporária, a lei terá vigor até que outra a modifique ou revogue.

§ 3º Salvo disposição em contrário, a lei revogada não se restaura por ter a lei revogadora perdido a vigência."

Entretanto, poderá ocorrer o efeito repristinatório (que não é repristinação) por meio de atuação do poder judiciário. Em um caso de controle de constitucionalidade em que a lei B, que revogou a lei A, seja declarada inconstitucional pelo STF, esta voltará a vigorar. 

A repristinação ocorre quando uma lei é revogada por outra, e, posteriormente, a própria norma revogadora é revogada por uma terceira lei, que irá fazer com que a primeira tenha sua vigência reestabelecida.

Exemplo: A lei 2 revogou a 1. A lei 3 revogou a 2. A repristinação ocorreria se a lei 1 retornasse a vigência.

No ordenamento jurídico patrio, a lei revogada não se restaura automaticamente por ter a lei revogadora perdido a vigência. A repristinação só é admitida se for expressa.

"Art. 2º LINDB. Não se destinando à vigência temporária, a lei terá vigor até que outra a modifique ou revogue.

§ 3º Salvo disposição em contrário, a lei revogada não se restaura por ter a lei revogadora perdido a vigência."

Entretanto, poderá ocorrer o efeito repristinatório (que não é repristinação) por meio de atuação do poder judiciário. Em um caso de controle de constitucionalidade em que a lei B, que revogou a lei A, seja declarada inconstitucional pelo STF, esta voltará a vigorar. 

User badge image

pedro

Há mais de um mês

Repristinação é o retorno dos efetitos do ato normativo pela dissolução de ato posterior que o revogou. Não se admite a forma tácita.

Ex: Ato normativo A foi revogado pelo B.

Hipótese 1-> Caso a lei C revogue o ato B e declare expressamente que os efeitos do ato A devem voltar, acontece o fenônome da repristinação.

E se não tivesse falado? R: Aí não voltaria, pois é vedada a repristinação tácita.

Só acontece 1 exceção: A declaração de inconstitucionalidade que, por "retirar" o efeito do ato normativo B, recupera a eficácia do ato A.

User badge image

Luan

Há mais de um mês

Teoria não aceita no Brasil, repristinação é a revogação da norma revogadora, podendo a lei ser total ou parcialmente compatível com o novo texto, sendo parcial ou total sua repristinação de acordo com a compatibilidade com as novas normas.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas