A maior rede de estudos do Brasil

Definição da derme?

Anatomia IUNIP

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Derme é a camada mais espessa e profunda da pele, subjacente à epiderme e composta de tecido conjuntivo. Está presente em vários graus de desenvolvimento entre vários grupos de vertebrados, sendo relativamente fino e simples em animais aquáticos e progressivamente mais espesso e mais complexo em espécies terrestres.


A derme desde a sua aparência evolutiva mais antiga tem sido um depósito de osso, conforme expresso em couraça dérmica (peixes primitivos), escamas (peixes e certos anfíbios) e placas (crocodilo, lagarto, tartaruga, tatu). As barbatanas dos peixes são derivadas dérmicas, assim como muitos tipos de células de pigmento. A derme de mamíferos é de maior espessura em relação à epiderme do que a de outros vertebrados, em parte porque contém abundante tecido conjuntivo colágeno.


Quando tratada com ácido tânico, a derme se torna couro. Nos humanos, a derme se projeta para a epiderme sobrejacente em cristas chamadas papilas. Nervos que se estendem através da derme e terminam nas papilas são sensíveis ao calor, ao frio, à dor e à pressão.

Derme é a camada mais espessa e profunda da pele, subjacente à epiderme e composta de tecido conjuntivo. Está presente em vários graus de desenvolvimento entre vários grupos de vertebrados, sendo relativamente fino e simples em animais aquáticos e progressivamente mais espesso e mais complexo em espécies terrestres.


A derme desde a sua aparência evolutiva mais antiga tem sido um depósito de osso, conforme expresso em couraça dérmica (peixes primitivos), escamas (peixes e certos anfíbios) e placas (crocodilo, lagarto, tartaruga, tatu). As barbatanas dos peixes são derivadas dérmicas, assim como muitos tipos de células de pigmento. A derme de mamíferos é de maior espessura em relação à epiderme do que a de outros vertebrados, em parte porque contém abundante tecido conjuntivo colágeno.


Quando tratada com ácido tânico, a derme se torna couro. Nos humanos, a derme se projeta para a epiderme sobrejacente em cristas chamadas papilas. Nervos que se estendem através da derme e terminam nas papilas são sensíveis ao calor, ao frio, à dor e à pressão.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Derme é a camada mais espessa e profunda da pele, subjacente à epiderme e composta de tecido conjuntivo. Está presente em vários graus de desenvolvimento entre vários grupos de vertebrados, sendo relativamente fino e simples em animais aquáticos e progressivamente mais espesso e mais complexo em espécies terrestres. 


A derme desde a sua aparência evolutiva mais antiga tem sido um depósito de osso, conforme expresso em couraça dérmica (peixes primitivos), escamas (peixes e certos anfíbios) e placas (crocodilo, lagarto, tartaruga, tatu). As barbatanas dos peixes são derivadas dérmicas, assim como muitos tipos de células de pigmento. A derme de mamíferos é de maior espessura em relação à epiderme do que a de outros vertebrados, em parte porque contém abundante tecido conjuntivo colágeno. 


Quando tratada com ácido tânico, a derme se torna couro. Nos humanos, a derme se projeta para a epiderme sobrejacente em cristas chamadas papilas. Nervos que se estendem através da derme e terminam nas papilas são sensíveis ao calor, ao frio, à dor e à pressão. 

User badge image

Lara

Há mais de um mês

derme é o tecido conjuntivo onde está apoiada a epiderme, que tem como função unir a pele ao subcutâneo ou hipoderme

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Derme é a camada mais espessa e profunda da pele, subjacente à epiderme e composta de tecido conjuntivo. Está presente em vários graus de desenvolvimento entre vários grupos de vertebrados, sendo relativamente fino e simples em animais aquáticos e progressivamente mais espesso e mais complexo em espécies terrestres.


A derme desde a sua aparência evolutiva mais antiga tem sido um depósito de osso, conforme expresso em couraça dérmica (peixes primitivos), escamas (peixes e certos anfíbios) e placas (crocodilo, lagarto, tartaruga, tatu). As barbatanas dos peixes são derivadas dérmicas, assim como muitos tipos de células de pigmento. A derme de mamíferos é de maior espessura em relação à epiderme do que a de outros vertebrados, em parte porque contém abundante tecido conjuntivo colágeno.


Quando tratada com ácido tânico, a derme se torna couro. Nos humanos, a derme se projeta para a epiderme sobrejacente em cristas chamadas papilas. Nervos que se estendem através da derme e terminam nas papilas são sensíveis ao calor, ao frio, à dor e à pressão.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas