A maior rede de estudos do Brasil

Qual são as artérias da pelve?

Anatomia IColegio Estadual Martins Borges

5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A bacia é o lar para os órgãos reprodutivos, que diferem dependendo do género. Um complexo sistema de vasos sanguíneos e artérias circular o sangue em toda a região. A área também abriga gânglios linfáticos que facilitam a drenagem da linfa.


Os ramos da aorta abdominal para as artérias ilíacas comuns direita e esquerda ao nível da 4ª vértebra lombar. As artérias ilíacas comuns descer para a cavidade pélvica, onde se dividem em artérias ilíacas externas e internas.


As artérias ilíacas externas deixam a cavidade abdominal para fornecer as extremidades inferiores. Eles têm dois ramos, as artérias ilíacas circunflexo epigástrica e profundos inferiores. A artéria ilíaca interna entra na pélvis para fornecer sangue para os órgãos pélvicos, músculos glúteos, e o períneo. Ele tem muitos ramos que resultam de suas duas divisões (anterior e posterior).


A artéria uterina corre medialmente no chão da pelve feminina e, em seguida, atravessa o ureter para alcançar a tuba uterina, ovário e a vagina. Tem uma filial chamada de artéria vaginal que substitui a artéria vesical inferior masculina.


A divisão posterior da artéria ilíaca interna fornece sangue para a parede pélvica e região glútea:

  • Artéria iliolombar: Ascende em frente da articulação sacro-ilíaca para fornecer sangue para o ilíaco e grandes, músculos lombares.

  • Artérias sacrais laterais: Descer na frente do plexo sacro e fornecem sangue para o piriforme e do canal vertebral.

  • Artéria glútea superior: Sai da pelve através do forame isquiático maior e fornece sangue para os músculos glúteos e tensor da fáscia latae.

  • Fonte: http://aborrecido.ru/educao-e-idiomas/cincia/anatomia/21142-artrias-e-vasos-linfticos-da-plvis.html

A bacia é o lar para os órgãos reprodutivos, que diferem dependendo do género. Um complexo sistema de vasos sanguíneos e artérias circular o sangue em toda a região. A área também abriga gânglios linfáticos que facilitam a drenagem da linfa.


Os ramos da aorta abdominal para as artérias ilíacas comuns direita e esquerda ao nível da 4ª vértebra lombar. As artérias ilíacas comuns descer para a cavidade pélvica, onde se dividem em artérias ilíacas externas e internas.


As artérias ilíacas externas deixam a cavidade abdominal para fornecer as extremidades inferiores. Eles têm dois ramos, as artérias ilíacas circunflexo epigástrica e profundos inferiores. A artéria ilíaca interna entra na pélvis para fornecer sangue para os órgãos pélvicos, músculos glúteos, e o períneo. Ele tem muitos ramos que resultam de suas duas divisões (anterior e posterior).


A artéria uterina corre medialmente no chão da pelve feminina e, em seguida, atravessa o ureter para alcançar a tuba uterina, ovário e a vagina. Tem uma filial chamada de artéria vaginal que substitui a artéria vesical inferior masculina.


A divisão posterior da artéria ilíaca interna fornece sangue para a parede pélvica e região glútea:

  • Artéria iliolombar: Ascende em frente da articulação sacro-ilíaca para fornecer sangue para o ilíaco e grandes, músculos lombares.

  • Artérias sacrais laterais: Descer na frente do plexo sacro e fornecem sangue para o piriforme e do canal vertebral.

  • Artéria glútea superior: Sai da pelve através do forame isquiático maior e fornece sangue para os músculos glúteos e tensor da fáscia latae.

  • Fonte: http://aborrecido.ru/educao-e-idiomas/cincia/anatomia/21142-artrias-e-vasos-linfticos-da-plvis.html

User badge image

Carlos

Há mais de um mês

Caso nao goste desse jeito me avise, que mando bem mais resumido. por mapa mental ou um resumo bem pequeno disso tudo.

IRRIGAÇÃO--> A artéria Aorta manda dois ramos que farão irrigação na pelve, serão dois ramos das Aa. gonadais (testicular no homem, e ovárica na mulher), e a aorta se bifurca formando a A. ilíaca comum que é par. Esta não irriga diretamente, mas manda ramos para a irrigação da pelve. Elas e bifurca em artéria ilíaca externa, que será contínua com a artéria femoral, e em A. ilíaca interna direita e esquerda, principal responsável pela irrigação da pelve. A artéria ilíaca interna faz uma divisão anterior, e uma divisão posterior. A divisão anterior possui principalmente ramos viscerais. Da divisão anterior temos: · A. umbilical, que dá origem à A. vesical superior, e irriga através dos seus ramos. A vesical superior irriga a parte superior da bexiga urinária; · A. obturatória que passa entre o nervo e a veia obturatórios, emite ramos musculares, uma artéria nutrícia para o ílio e púbis e se anastomosa com a A. epigástrica inferior; · A. vesical inferior que é encontrada só nos homens, irriga principalmente a parte inferior da bexiga, e alguns órgãos reprodutores; · A. vaginal , presente apenas nas mulheres, irriga parte inferior da vagina, e fundo da bexiga, e às vezes se origina da artéria uterina, e não diretamente da divisão anterior; · A. uterina passa acima do ureter, divide -se em ramo va ginal que irriga o colo e a vagina, e um ramo ascendente que irriga o útero, este ramo também se bifurca em ramos ováricos e tubário irrigando tubas e ovário; · A. retal média que irriga a porção média do reto; · A. pudenda interna irriga o períneo e é mais comprida no homem; · A glútea inferior que é o maior ramo terminal da divisão anterior da a rtéria ilíaca interna. Irriga os músculos e a pele das nádegas e a face posterior da coxa. A divisão posterior da origem à três artérias parietais que são as:
13
· A. iliolombar que divide-se em ramo ilíaco que irriga o músculo ilíaco, e ramo lombar que irriga os músculos psoas maior e quadrado do lombo; · Aa. Sacrais laterais que irrigam as meninges vertebrais que envolvem os nervos sacrais, e alguns ramos irrigam os músculos eretores da espinha, e a pele sobre o sacro. Um terceiro ramo emitido pela artéria aorta, que também irriga a pelve, é a ar téria sacral mediana, ímpar, que segue anteriormente ao sacro e cóccix e termina em uma alça anastomótica, e emite ramos viscerais e parietais.

3.2 DRENAGEM VENOSA No geral, as veias pélvicas são acompanhantes das artérias. Vale destacar as veias gonadais, que a direita tributa diretamente a v eia cava inferior fazendo um ângulo a gudo, enquanto a esquerda tributa na veia renal, fazendo um ângulo reto, o que dificulta muito o fluxo sanguíneo, sendo mais fácil o acometimento de varizes no lado esquerdo.

3.3 DRENAGEM LINFÁTICA Os quatro grupos principais de linfonodos estão localizados na pelve, ou adjacentes a ela, recebendo o mesmo nome dos vasos associados. Estes são: os linfonodos ilíacos externos; linfonodos ilíacos internos; linfonodos ilíacos comuns e linfonodos sacrais.

3.4 INERVAÇÃO A pelve é inervada principalmente pelos nervos espinais sacrais e coccígeos. Os plexos sacrais coccígeos passam adjacente aos músculos piriforme e coccígeo, que foram um leito para esses plexos. No geral a inervação d a pelve se d á pelo nervo obturatório, tronco
14 lombossacral, plexo sacra, plexo coccígeo, nervos autônomos pélvicos e ner vos aferentes viscerais. O nervo obturatório é originado nos ramos anteriores de L2-L4 do plexo lombar e suprem os músculos mediais da coxa. Esse nervo não supre nenhuma estrutura pélvica. O tronco lombossacral é a união de L4 e L5, e se une ao plexo sacral. O plexo sacral que dele se originam principa lmente o nervo isquiático e nervo pudendo. O primeiro é o maior nervo do corpo, passa pelo forame isquiáti co maior e supre a face posterior da coxa e toda a perna e o pé. O segundo é o principal nervo do períneo sendo também o principal nervo sensitivo dos órgãos genitais externos. Além destes, temo s o nervo glúteo superior e glúteo inferior que suprem os músculos da região glútea. O plexo coccígeo é formado pelos ramos ante riores de S4 e S5 e pelos nervos coccígeos. Supre o mús culo coccí geo, parte do músculo levantador do ânus e a articulação sacrococcígea. Os nervos autônomos pélvicos entram por quatro vias que são: troncos simpáticos sacrais, plexos periarteriais, plexos hipogástricos e nervos esplâncnicos pélvicos.




 

User badge image

Dandara

Há mais de um mês

  • a. ilíaca interna

▪Divisão posterior:
▪a. iliolombar
▪a. sacral lateral
▪a. glútea superior
▪Divisão anterior:
▪a. obturatória
▪a. umbilical*
▪a. uterina* (♀)
▪a. vaginal*
▪a. glútea inferior
▪a. pudenda interna
▪a. retal média*
▪a. vesical inferior* (♂)

  • a. ilíaca externa

▪a. epigástrica inferior

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A bacia é o lar para os órgãos reprodutivos, que diferem dependendo do género. Um complexo sistema de vasos sanguíneos e artérias circular o sangue em toda a região. A área também abriga gânglios linfáticos que facilitam a drenagem da linfa.


Os ramos da aorta abdominal para as artérias ilíacas comuns direita e esquerda ao nível da 4ª vértebra lombar. As artérias ilíacas comuns descer para a cavidade pélvica, onde se dividem em artérias ilíacas externas e internas. 


As artérias ilíacas externas deixam a cavidade abdominal para fornecer as extremidades inferiores. Eles têm dois ramos, as artérias ilíacas circunflexo epigástrica e profundos inferiores. A artéria ilíaca interna entra na pélvis para fornecer sangue para os órgãos pélvicos, músculos glúteos, e o períneo. Ele tem muitos ramos que resultam de suas duas divisões (anterior e posterior).


A artéria uterina corre medialmente no chão da pelve feminina e, em seguida, atravessa o ureter para alcançar a tuba uterina, ovário e a vagina. Tem uma filial chamada de artéria vaginal que substitui a artéria vesical inferior masculina.


A divisão posterior da artéria ilíaca interna fornece sangue para a parede pélvica e região glútea: 

  • Artéria iliolombar: Ascende em frente da articulação sacro-ilíaca para fornecer sangue para o ilíaco e grandes, músculos lombares.
  • Artérias sacrais laterais: Descer na frente do plexo sacro e fornecem sangue para o piriforme e do canal vertebral.
  • Artéria glútea superior: Sai da pelve através do forame isquiático maior e fornece sangue para os músculos glúteos e tensor da fáscia latae.

Fonte: http://aborrecido.ru/educao-e-idiomas/cincia/anatomia/21142-artrias-e-vasos-linfticos-da-plvis.html

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas