A maior rede de estudos do Brasil

- Quais são os constituintes do semên e onde são produzidos? Porque seu pH é alcalino e qual importância disso?

EmbriologiaESTÁCIO

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O sêmen é um fluido viscoso expelido pela genital masculina no ato sexual. É composto, principalmente, pelos espermatozoides (originados pela espermatogênese nos túbulos seminíferos do testículo) e pelo líquido seminal, que é a parte do sêmen sem espermatozoides.

O líquido seminal é formado através de secreções expelidas pelas glândulas do sistema reprodutor masculino, que, são estas, a próstata, as vesículas seminais e a glândula bulbouretral.

Na próstata é secretado um líquido incolor (líquido prostático) que torna o sêmen mais líquido e alcaliniza o pH do líquido seminal. Nas vesículas seminais são secretadas substâncias que vão nutrir os espermatozoides e servirão como fonte de energia (frutose, prostaglandinas e proteínas de coagulação). E, por último, a glândula bulbouretral tem a função de secretar uma espécie de muco que vai revestir o canal uretral masculino, de maneira a neutralizar o ácido da urina e lubrificar a extremidade do pênis.

A secreção dessas três glândulas vai compor o líquido seminal que, junto aos espermatozoides, vão formar o esperma ou sêmen.

O sêmen é um fluido viscoso expelido pela genital masculina no ato sexual. É composto, principalmente, pelos espermatozoides (originados pela espermatogênese nos túbulos seminíferos do testículo) e pelo líquido seminal, que é a parte do sêmen sem espermatozoides.

O líquido seminal é formado através de secreções expelidas pelas glândulas do sistema reprodutor masculino, que, são estas, a próstata, as vesículas seminais e a glândula bulbouretral.

Na próstata é secretado um líquido incolor (líquido prostático) que torna o sêmen mais líquido e alcaliniza o pH do líquido seminal. Nas vesículas seminais são secretadas substâncias que vão nutrir os espermatozoides e servirão como fonte de energia (frutose, prostaglandinas e proteínas de coagulação). E, por último, a glândula bulbouretral tem a função de secretar uma espécie de muco que vai revestir o canal uretral masculino, de maneira a neutralizar o ácido da urina e lubrificar a extremidade do pênis.

A secreção dessas três glândulas vai compor o líquido seminal que, junto aos espermatozoides, vão formar o esperma ou sêmen.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

O sêmen é um fluido viscoso expelido pela genital masculina no ato sexual. É composto, principalmente, pelos espermatozoides (originados pela espermatogênese nos túbulos seminíferos do testículo) e pelo líquido seminal, que é a parte do sêmen sem espermatozoides.

O líquido seminal é formado através de secreções expelidas pelas glândulas do sistema reprodutor masculino, que, são estas, a próstata, as vesículas seminais e a glândula bulbouretral.

Na próstata é secretado um líquido incolor (líquido prostático) que torna o sêmen mais líquido e alcaliniza o pH do líquido seminal. Nas vesículas seminais são secretadas substâncias que vão nutrir os espermatozoides e servirão como fonte de energia (frutose, prostaglandinas e proteínas de coagulação). E, por último, a glândula bulbouretral tem a função de secretar uma espécie de muco que vai revestir o canal uretral masculino, de maneira a neutralizar o ácido da urina e lubrificar a extremidade do pênis.

A secreção dessas três glândulas vai compor o líquido seminal que, junto aos espermatozoides, vão formar o esperma ou sêmen.

User badge image

Matheus

Há mais de um mês

O sêmen é uma mistura de espermatozóides dos testículos e fluidos das vesículas seminais, da próstata e das glândulas bulbouretrais. A secreção das vesículas seminais contribui com cerca de 60% do total do sêmen. Este serve como forma de alimentação para os espermatozóides e os estimula para tenham mobilidade.

Cada ejaculação tem volume de 2 a 4 ml e contém ao redor de 300 milhões de espermatozóides. Embora o óvulo seja fertilizado por apenas um espermatozóide, muitos devem estar presentes para que a fertilização ocorra. Existe um limitante quando o número de espermatozóides numa ejaculação é menor do que 5 milhões dificultando ou impedindo a possibilidade de fecundação. O sêmen é ligeiramente alcalino (pH 7,5). Através desse controle do pH pela alcalinidade presente no líquido que protege os espermatozóides do pH ácido do canal da vagina, essa proteção é fruto em grande parte ao líquido produzido pela próstata.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

O sêmen é um fluido viscoso expelido pela genital masculina no ato sexual. É composto, principalmente, pelos espermatozoides (originados pela espermatogênese nos túbulos seminíferos do testículo) e pelo líquido seminal, que é a parte do sêmen sem espermatozoides.

O líquido seminal é formado através de secreções expelidas pelas glândulas do sistema reprodutor masculino, que, são estas, a próstata, as vesículas seminais e a glândula bulbouretral.

Na próstata é secretado um líquido incolor (líquido prostático) que torna o sêmen mais líquido e alcaliniza o pH do líquido seminal. Nas vesículas seminais são secretadas substâncias que vão nutrir os espermatozoides e servirão como fonte de energia (frutose, prostaglandinas e proteínas de coagulação). E, por último, a glândula bulbouretral tem a função de secretar uma espécie de muco que vai revestir o canal uretral masculino, de maneira a neutralizar o ácido da urina e lubrificar a extremidade do pênis.

A secreção dessas três glândulas vai compor o líquido seminal que, junto aos espermatozoides, vão formar o esperma ou sêmen.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas