A maior rede de estudos do Brasil

Explique como a divisão da psicologia em subáreas contribuiu para a construção do seu status de ciência.


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Atualmente, a Psicologia é vista como a ciência que estuda o comportamento e a mente humana. No entanto, ela não teve o status de Ciência desde seu início, e mesmo atualmente há questionamentos acerca desse status. Primeiramente, o que transforma uma área em uma Ciência? Existem alguns princípios fundamentais que norteiam a resposta dessa pergunta. O primeiro deles é que se deve haver uma teoria fundamentada; o segundo, que essa teoria possa ser comprovada por meio de experimentação; e o terceiro, que possa ser replicada através dos experimentos de terceiros, para que haja credibilidade em relação aos resultados obtidos. Porque, então, a Psicologia não foi inicialmente considerada uma ciência?


Como dito acima, os objetos de estudo da Psicologia são o comportamento e a mente humana. Como se sabe, são aspectos extremamente abstratos dos seres humanos, sendo assim é difícil dar um rigor científico ao estudo destes. Como se pode observar a mente humana, por exemplo? Ou comprovar e replicar as teorias desenvolvidas sobre ela? Durante anos a Psicologia enfrentou esse dilema não sendo, portanto, considerada uma ciência. Vale lembrar que foi um dilema também enfrentado pela Filosofia e pela Sociologia.


Ao longo das décadas, no entanto, a Psicologia foi sendo ampliada e dividida em diversas áreas menores, inclusive criando vertentes que permitiam essa observação e experimentação das teorias desenvolvidas (como, por exemplo, a Análise do Comportamento ou Behaviorismo). Além disso, essa divisão possibilitou uma maior atenção e aprimoramento de teorias em diferentes áreas ligadas não somente ao comportamento do indivíduo, como é o caso da Psicologia Social, e esses fatos somados contribuíram para a consolidação da Psicologia como uma ciência.

Atualmente, a Psicologia é vista como a ciência que estuda o comportamento e a mente humana. No entanto, ela não teve o status de Ciência desde seu início, e mesmo atualmente há questionamentos acerca desse status. Primeiramente, o que transforma uma área em uma Ciência? Existem alguns princípios fundamentais que norteiam a resposta dessa pergunta. O primeiro deles é que se deve haver uma teoria fundamentada; o segundo, que essa teoria possa ser comprovada por meio de experimentação; e o terceiro, que possa ser replicada através dos experimentos de terceiros, para que haja credibilidade em relação aos resultados obtidos. Porque, então, a Psicologia não foi inicialmente considerada uma ciência?


Como dito acima, os objetos de estudo da Psicologia são o comportamento e a mente humana. Como se sabe, são aspectos extremamente abstratos dos seres humanos, sendo assim é difícil dar um rigor científico ao estudo destes. Como se pode observar a mente humana, por exemplo? Ou comprovar e replicar as teorias desenvolvidas sobre ela? Durante anos a Psicologia enfrentou esse dilema não sendo, portanto, considerada uma ciência. Vale lembrar que foi um dilema também enfrentado pela Filosofia e pela Sociologia.


Ao longo das décadas, no entanto, a Psicologia foi sendo ampliada e dividida em diversas áreas menores, inclusive criando vertentes que permitiam essa observação e experimentação das teorias desenvolvidas (como, por exemplo, a Análise do Comportamento ou Behaviorismo). Além disso, essa divisão possibilitou uma maior atenção e aprimoramento de teorias em diferentes áreas ligadas não somente ao comportamento do indivíduo, como é o caso da Psicologia Social, e esses fatos somados contribuíram para a consolidação da Psicologia como uma ciência.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Atualmente, a Psicologia é vista como a ciência que estuda o comportamento e a mente humana. No entanto, ela não teve o status de Ciência desde seu início, e mesmo atualmente há questionamentos acerca desse status. Primeiramente, o que transforma uma área em uma Ciência? Existem alguns princípios fundamentais que norteiam a resposta dessa pergunta. O primeiro deles é que deve-se haver uma teoria fundamentada; o segundo, que essa teoria possa ser comprovada por meio de experimentação; e o terceiro, que possa ser replicada através dos experimentos de terceiros, para que haja credibilidade em relação aos resultados obtidos. Porque, então, a Psicologia não foi inicialmente considerada uma ciência?


Como dito acima, os objetos de estudo da Psicologia são o comportamento e a mente humana. Como se sabe, são aspectos extremamente abstratos dos seres humanos, sendo assim é difícil dar um rigor científico ao estudo destes. Como se pode observar a mente humana, por exemplo? Ou comprovar e replicar as teorias desenvolvidas sobre ela? Durante anos a Psicologia enfrentou esse dilema não sendo, portanto, considerada uma ciência. Vale lembrar que foi um dilema também enfrentado pela Filosofia e pela Sociologia.


Ao longo das décadas, no entanto, a Psicologia foi sendo ampliada e dividida em diversas áreas menores, inclusive criando vertentes que permitiam essa observação e experimentação das teorias desenvolvidas (como, por exemplo, a Análise do Comportamento ou Behaviorismo). Além disso, essa divisão possibilitou uma maior atenção e aprimoramento de teorias em diferentes áreas ligadas não somente ao comportamento do indivíduo, como é o caso da Psicologia Social, e esses fatos somados contribuíram para a consolidação da Psicologia como uma ciência.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Atualmente, a Psicologia é vista como a ciência que estuda o comportamento e a mente humana. No entanto, ela não teve o status de Ciência desde seu início, e mesmo atualmente há questionamentos acerca desse status. Primeiramente, o que transforma uma área em uma Ciência? Existem alguns princípios fundamentais que norteiam a resposta dessa pergunta. O primeiro deles é que se deve haver uma teoria fundamentada; o segundo, que essa teoria possa ser comprovada por meio de experimentação; e o terceiro, que possa ser replicada através dos experimentos de terceiros, para que haja credibilidade em relação aos resultados obtidos. Porque, então, a Psicologia não foi inicialmente considerada uma ciência?


Como dito acima, os objetos de estudo da Psicologia são o comportamento e a mente humana. Como se sabe, são aspectos extremamente abstratos dos seres humanos, sendo assim é difícil dar um rigor científico ao estudo destes. Como se pode observar a mente humana, por exemplo? Ou comprovar e replicar as teorias desenvolvidas sobre ela? Durante anos a Psicologia enfrentou esse dilema não sendo, portanto, considerada uma ciência. Vale lembrar que foi um dilema também enfrentado pela Filosofia e pela Sociologia.


Ao longo das décadas, no entanto, a Psicologia foi sendo ampliada e dividida em diversas áreas menores, inclusive criando vertentes que permitiam essa observação e experimentação das teorias desenvolvidas (como, por exemplo, a Análise do Comportamento ou Behaviorismo). Além disso, essa divisão possibilitou uma maior atenção e aprimoramento de teorias em diferentes áreas ligadas não somente ao comportamento do indivíduo, como é o caso da Psicologia Social, e esses fatos somados contribuíram para a consolidação da Psicologia como uma ciência.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas