A maior rede de estudos do Brasil

No processo de fundição é possível utilizar equipamentos de tamanhos e funções variadas, facilitando os projetos com o uso de softwares para desenho

No processo de fundição é possível utilizar equipamentos de tamanhos e funções variadas, facilitando os projetos com o uso de softwares para desenho, engenharia, manufatura e simulação, os fornos de fusão das ligas metálicas, a movimentação de materiais, máquinas ferramenta para usinagem de modelos e moldes, entre outros.

As placas modelo para o processo de fundição shell molding devem ser construídas de metal, sendo usinadas em máquinas ferramenta.

PORQUE

O modelo de metal é previamente aquecido para que a areia entre em contato com o modelo e sinterize para formar um contorno que dá origem ao termo “casca”.

Escolha uma:
 
Física IIANHANGUERA

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para resolver esta questão, devemos utilizar conhecimentos da disciplina de “Processos de Fabricação”.


O processo citado acima é uma fundição em areia com algumas variações, conhecido como fundição em casca (shell molding).

Este processo possui como vantagens uma alta estabilidade dimensional, tolerâncias mais justas, facilidade na eliminação de gases e possibilidade de automação.

Como desvantagens podemos citar que é um processo com queimas poluentes, devido à resina fenólica utilizada, alto custo, necessidade de umidade zero antes do inicio do processo, necessidade de tratamento da água residual do processo antes do descarte e a necessidade de uma cura final para um maior endurecimento do molde.

O processo consiste na fabricação de uma placa metálica que servirá para a fabricação do molde. A necessidade do modelo ser metálico é devido às altas temperaturas e desgastes inerentes do processo. Em uma caixa, a placa modelo é fixada em seu topo, e areia é colocada em sua base. Num momento posterior, a caixa é virada para que a areia em seu interior comprima a areia em contato com o molde aquecido. A areia possui uma resina sintética termofixa e fenólica, normalmente o fenolformaldeído, que em altas temperaturas, após uma cura inicial passa a apresentar comportamento vítreo. Após esta compressão, a caixa e virada para a posição normal para que a areia que não foi vitrificada possa ser liberada, fabricando o molde apenas com a areia necessária, daí o nome “fundição em casca”. Após esta cura inicial, o molde ainda passa por uma estufa em torno de 300 graus celsius por alguns minutos para a cura final, obtendo a dureza necessária para a sua aplicação. Abaixo pode-se visualizar um esquema simplificado do processo “shell molding”.


(b) As duas afirmações são corretas e a segunda justifica a primeira.


Fonte: “Apostila do Telecurso 2000 – Processos de Fabricação I”

“Tecnologia Mecânica – Vol. 2 – Processos de Fabricação e Tratamento”

Autor: Vicente Chiaverini

2ª edição

Ed. McGraw Hill

Para resolver esta questão, devemos utilizar conhecimentos da disciplina de “Processos de Fabricação”.


O processo citado acima é uma fundição em areia com algumas variações, conhecido como fundição em casca (shell molding).

Este processo possui como vantagens uma alta estabilidade dimensional, tolerâncias mais justas, facilidade na eliminação de gases e possibilidade de automação.

Como desvantagens podemos citar que é um processo com queimas poluentes, devido à resina fenólica utilizada, alto custo, necessidade de umidade zero antes do inicio do processo, necessidade de tratamento da água residual do processo antes do descarte e a necessidade de uma cura final para um maior endurecimento do molde.

O processo consiste na fabricação de uma placa metálica que servirá para a fabricação do molde. A necessidade do modelo ser metálico é devido às altas temperaturas e desgastes inerentes do processo. Em uma caixa, a placa modelo é fixada em seu topo, e areia é colocada em sua base. Num momento posterior, a caixa é virada para que a areia em seu interior comprima a areia em contato com o molde aquecido. A areia possui uma resina sintética termofixa e fenólica, normalmente o fenolformaldeído, que em altas temperaturas, após uma cura inicial passa a apresentar comportamento vítreo. Após esta compressão, a caixa e virada para a posição normal para que a areia que não foi vitrificada possa ser liberada, fabricando o molde apenas com a areia necessária, daí o nome “fundição em casca”. Após esta cura inicial, o molde ainda passa por uma estufa em torno de 300 graus celsius por alguns minutos para a cura final, obtendo a dureza necessária para a sua aplicação. Abaixo pode-se visualizar um esquema simplificado do processo “shell molding”.


(b) As duas afirmações são corretas e a segunda justifica a primeira.


Fonte: “Apostila do Telecurso 2000 – Processos de Fabricação I”

“Tecnologia Mecânica – Vol. 2 – Processos de Fabricação e Tratamento”

Autor: Vicente Chiaverini

2ª edição

Ed. McGraw Hill

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para resolver esta questão, devemos utilizar conhecimentos da disciplina de “Processos de Fabricação”.


O processo citado acima é uma fundição em areia com algumas variações, conhecido como fundição em casca (shell molding).

Este processo possui como vantagens uma alta estabilidade dimensional, tolerâncias mais justas, facilidade na eliminação de gases e possibilidade de automação.

Como desvantagens podemos citar que é um processo com queimas poluentes, devido à resina fenólica utilizada, alto custo, necessidade de umidade zero antes do inicio do processo, necessidade de tratamento da água residual do processo antes do descarte e a necessidade de uma cura final para um maior endurecimento do molde.

O processo consiste na fabricação de uma placa metálica que servirá para a fabricação do molde. A necessidade do modelo ser metálico é devido às altas temperaturas e desgastes inerentes do processo. Em uma caixa, a placa modelo é fixada em seu topo, e areia é colocada em sua base. Num momento posterior, a caixa é virada para que a areia em seu interior comprima a areia em contato com o molde aquecido. A areia possui uma resina sintética termofixa e fenólica, normalmente o fenolformaldeído, que em altas temperaturas, após uma cura inicial passa a apresentar comportamento vítreo. Após esta compressão, a caixa e virada para a posição normal para que a areia que não foi vitrificada possa ser liberada, fabricando o molde apenas com a areia necessária, daí o nome “fundição em casca”. Após esta cura inicial, o molde ainda passa por uma estufa em torno de 300 graus celsius por alguns minutos para a cura final, obtendo a dureza necessária para a sua aplicação. Abaixo pode-se visualizar um esquema simplificado do processo “shell molding”.


(b) As duas afirmações são corretas e a segunda justifica a primeira.


Fonte: “Apostila do Telecurso 2000 – Processos de Fabricação I”

“Tecnologia Mecânica – Vol. 2 – Processos de Fabricação e Tratamento”

Autor: Vicente Chiaverini

2ª edição

Ed. McGraw Hill

User badge image

Segurança

Há mais de um mês

As duas afirmações estão corretas e a segunda justifica a primeira.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

No processo de fundição é possível utilizar equipamentos de tamanhos e funções variadas, facilitando os projetos com o uso de softwares para desenho

No processo de fundição é possível utilizar equipamentos de tamanhos e funções variadas, facilitando os projetos com o uso de softwares para desenho, engenharia, manufatura e simulação, os fornos de fusão das ligas metálicas, a movimentação de materiais, máquinas ferramenta para usinagem de modelos e moldes, entre outros.

As placas modelo para o processo de fundição shell molding devem ser construídas de metal, sendo usinadas em máquinas ferramenta.

PORQUE

O modelo de metal é previamente aquecido para que a areia entre em contato com o modelo e sinterize para formar um contorno que dá origem ao termo “casca”.

Escolha uma:

a. A primeira afirmação é falsa, e a segunda está correta.

b. As duas afirmações estão corretas e a segunda justifica a primeira.

c. A primeira afirmação está correta, e a segunda falsa.

d. As duas afirmações são falsas.

e. As duas afirmações estão corretas, mas a segunda não justifica a primeira.

#gases-e-leis-da-termodinamica


Para resolver esta questão, devemos utilizar conhecimentos da disciplina de “Processos de Fabricação”.


O processo citado acima é uma fundição em areia com algumas variações, conhecido como fundição em casca (shell molding).

Este processo possui como vantagens uma alta estabilidade dimensional, tolerâncias mais justas, facilidade na eliminação de gases e possibilidade de automação.

Como desvantagens podemos citar que é um processo com queimas poluentes, devido à resina fenólica utilizada, alto custo, necessidade de umidade zero antes do inicio do processo, necessidade de tratamento da água residual do processo antes do descarte e a necessidade de uma cura final para um maior endurecimento do molde.

O processo consiste na fabricação de uma placa metálica que servirá para a fabricação do molde. A necessidade do modelo ser metálico é devido às altas temperaturas e desgastes inerentes do processo. Em uma caixa, a placa modelo é fixada em seu topo, e areia é colocada em sua base. Num momento posterior, a caixa é virada para que a areia em seu interior comprima a areia em contato com o molde aquecido. A areia possui uma resina sintética termofixa e fenólica, normalmente o fenolformaldeído, que em altas temperaturas, após uma cura inicial passa a apresentar comportamento vítreo. Após esta compressão, a caixa e virada para a posição normal para que a areia que não foi vitrificada possa ser liberada, fabricando o molde apenas com a areia necessária, daí o nome “fundição em casca”. Após esta cura inicial, o molde ainda passa por uma estufa em torno de 300 graus celsius por alguns minutos para a cura final, obtendo a dureza necessária para a sua aplicação. Abaixo pode-se visualizar um esquema simplificado do processo “shell molding”.


(b) As duas afirmações são corretas e a segunda justifica a primeira.


Fonte: “Apostila do Telecurso 2000 – Processos de Fabricação I”

“Tecnologia Mecânica – Vol. 2 – Processos de Fabricação e Tratamento”

Autor: Vicente Chiaverini

2ª edição

Ed. McGraw Hill

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas