A maior rede de estudos do Brasil

Os comunistas e integralistas disputavam eleitorado no Brasil nos anos 1940? Grata,


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Terra à Vista Verified user icon

Há mais de um mês

Olá,

a disputa entre os comunistas da ANL e dos integralistas da AIB, no Brasil, ocorreu principalmente na década de 1930. Em 1935, os comunistas tentaram um Golpe de Estado e 1938 foi a vez dos integralistas. A partir da década de 1940, ambos os grupos foram reprimidos.

Att,

Equipe Terra à Vista

Acesse o nosso canal no Youtube.

Olá,

a disputa entre os comunistas da ANL e dos integralistas da AIB, no Brasil, ocorreu principalmente na década de 1930. Em 1935, os comunistas tentaram um Golpe de Estado e 1938 foi a vez dos integralistas. A partir da década de 1940, ambos os grupos foram reprimidos.

Att,

Equipe Terra à Vista

Acesse o nosso canal no Youtube.

User badge image

henrique

Há mais de um mês

O que foi

 

O Levante Integralista foi um movimento armado brasileiro, ocorrido em 1938, realizado por integrantes da AIB (Ação Integralista Brasileira) contra o governo autoritário de Getúlio Vargas.

 

Contexto histórico e causas

 

Os integralistas deram apoio ao governo Vargas no combate ao comunismo no Brasil. A AIB tinha, inclusive, tinha pretensões de participar do governo, mesmo após a decretação do Estado Novo em novembro de 1937. Porém, Vargas frustrou as expectativas dos integralistas ao decretar o fechamento de todos os partidos brasileiros, incluindo a AIB. Este ato gerou forte descontentamento em várias fileiras da AIB.    

governo de Vargas iniciado em 1930 se aproxima inicialmente dos integralistas por sua característica nacionalista e autoritária. Porém a partir do Estado Novo, Vargas impõe repressão aos Integralistas tanto quanto aos Comunistas extinguindo os partidos políticos.

Com essa derrocada no fim da década de 1930 os Integralistas não conseguiram mais reunir um número representativo de adeptos, e hoje, apesar de terem retomado o movimento (agora com nome “Frente Integralista Brasileira”), em 2009 lançam um novo manifesto, mas não encontram mais amparo social como nos primeiros anos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas