A maior rede de estudos do Brasil

como é feita a entrada e saida de ar nos pulmões?

Fisiologia IMETODISTA

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

No topo do sistema respiratório, as narinas (também chamadas de narinas) atuam como a entrada de ar, trazendo ar para o nariz, onde é aquecido e umedecido. Pequenos pêlos chamados cílios protegem as passagens nasais e outras partes do trato respiratório, filtrando a poeira e outras partículas que penetram no nariz através do ar respirado.


O ar também pode ser levado pela boca. Essas duas aberturas da via aérea (a cavidade nasal e a boca) se encontram na faringe, ou garganta, na parte de trás do nariz e da boca. A faringe faz parte do sistema digestivo, bem como do sistema respiratório, porque transporta tanto alimento quanto ar. No fundo da faringe, esse caminho se divide em dois, um para comida (o esôfago, que leva ao estômago) e outro para o ar. A epiglote, um pequeno retalho de tecido, cobre a passagem só de ar quando engolimos, impedindo que comida e líquido entrem nos pulmões.


A laringe, ou caixa de voz, é a parte mais alta do tubo somente de ar. Este pequeno tubo contém um par de cordas vocais, que vibram para produzir sons. A traqueia, ou traqueia, se estende para baixo a partir da base da laringe. Está parcialmente no pescoço e parcialmente na cavidade torácica. As paredes da traqueia são reforçadas por anéis rígidos de cartilagem para mantê-la aberta.


A traqueia também é revestida por cílios, que retiram fluidos e partículas estranhas da via aérea para que permaneçam fora dos pulmões. Em sua extremidade inferior, a traqueia se divide em tubos de ar esquerdo e direito chamados brônquios, que se conectam aos pulmões.


Dentro dos pulmões, os brônquios se ramificam em brônquios menores e até em tubos menores chamados bronquíolos. Os bronquíolos terminam em pequenos sacos aéreos chamados alvéolos, onde a troca de oxigênio e dióxido de carbono realmente ocorre. Cada pulmão abriga cerca de 300 a 400 milhões de alvéolos.

No topo do sistema respiratório, as narinas (também chamadas de narinas) atuam como a entrada de ar, trazendo ar para o nariz, onde é aquecido e umedecido. Pequenos pêlos chamados cílios protegem as passagens nasais e outras partes do trato respiratório, filtrando a poeira e outras partículas que penetram no nariz através do ar respirado.


O ar também pode ser levado pela boca. Essas duas aberturas da via aérea (a cavidade nasal e a boca) se encontram na faringe, ou garganta, na parte de trás do nariz e da boca. A faringe faz parte do sistema digestivo, bem como do sistema respiratório, porque transporta tanto alimento quanto ar. No fundo da faringe, esse caminho se divide em dois, um para comida (o esôfago, que leva ao estômago) e outro para o ar. A epiglote, um pequeno retalho de tecido, cobre a passagem só de ar quando engolimos, impedindo que comida e líquido entrem nos pulmões.


A laringe, ou caixa de voz, é a parte mais alta do tubo somente de ar. Este pequeno tubo contém um par de cordas vocais, que vibram para produzir sons. A traqueia, ou traqueia, se estende para baixo a partir da base da laringe. Está parcialmente no pescoço e parcialmente na cavidade torácica. As paredes da traqueia são reforçadas por anéis rígidos de cartilagem para mantê-la aberta.


A traqueia também é revestida por cílios, que retiram fluidos e partículas estranhas da via aérea para que permaneçam fora dos pulmões. Em sua extremidade inferior, a traqueia se divide em tubos de ar esquerdo e direito chamados brônquios, que se conectam aos pulmões.


Dentro dos pulmões, os brônquios se ramificam em brônquios menores e até em tubos menores chamados bronquíolos. Os bronquíolos terminam em pequenos sacos aéreos chamados alvéolos, onde a troca de oxigênio e dióxido de carbono realmente ocorre. Cada pulmão abriga cerca de 300 a 400 milhões de alvéolos.

User badge image

Weberth

Há mais de um mês

A respiracao é controlado pelo Bulbo raquidiano que "dá ordens" ao sistema respiratorio quando os níveis de CO2 aumentam.

A entrada é realizada pela contração da musculatura do diafragma e dos músculos intercostais (músculos que estão entre as costelas). O diafragma abaixa e as costelas elevam-se, com isso ocorre um aumento do volume da caixa torácica, fazendo com que o ar entre nos pulmões.

A saída de ar dos pulmões, a expiração, acontece o relaxamento da musculatura do diafragma e dos músculos intercostais, eleva-se o diafragma e as costelas abaixam, diminuindo assim o volume da caixa torácica, expulsando o ar dos pulmões.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

No topo do sistema respiratório, as narinas (também chamadas de narinas) atuam como a entrada de ar, trazendo ar para o nariz, onde é aquecido e umedecido. Pequenos pêlos chamados cílios protegem as passagens nasais e outras partes do trato respiratório, filtrando a poeira e outras partículas que penetram no nariz através do ar respirado.


O ar também pode ser levado pela boca. Essas duas aberturas da via aérea (a cavidade nasal e a boca) se encontram na faringe, ou garganta, na parte de trás do nariz e da boca. A faringe faz parte do sistema digestivo, bem como do sistema respiratório, porque transporta tanto alimento quanto ar. No fundo da faringe, esse caminho se divide em dois, um para comida (o esôfago, que leva ao estômago) e outro para o ar. A epiglote, um pequeno retalho de tecido, cobre a passagem só de ar quando engolimos, impedindo que comida e líquido entrem nos pulmões.


A laringe, ou caixa de voz, é a parte mais alta do tubo somente de ar. Este pequeno tubo contém um par de cordas vocais, que vibram para produzir sons. A traqueia, ou traqueia, se estende para baixo a partir da base da laringe. Está parcialmente no pescoço e parcialmente na cavidade torácica. As paredes da traqueia são reforçadas por anéis rígidos de cartilagem para mantê-la aberta.


A traqueia também é revestida por cílios, que retiram fluidos e partículas estranhas da via aérea para que permaneçam fora dos pulmões. Em sua extremidade inferior, a traqueia se divide em tubos de ar esquerdo e direito chamados brônquios, que se conectam aos pulmões.


Dentro dos pulmões, os brônquios se ramificam em brônquios menores e até em tubos menores chamados bronquíolos. Os bronquíolos terminam em pequenos sacos aéreos chamados alvéolos, onde a troca de oxigênio e dióxido de carbono realmente ocorre. Cada pulmão abriga cerca de 300 a 400 milhões de alvéolos.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

No topo do sistema respiratório, as narinas (também chamadas de narinas) atuam como a entrada de ar, trazendo ar para o nariz, onde é aquecido e umedecido. Pequenos pêlos chamados cílios protegem as passagens nasais e outras partes do trato respiratório, filtrando a poeira e outras partículas que penetram no nariz através do ar respirado.


O ar também pode ser levado pela boca. Essas duas aberturas da via aérea (a cavidade nasal e a boca) se encontram na faringe, ou garganta, na parte de trás do nariz e da boca. A faringe faz parte do sistema digestivo, bem como do sistema respiratório, porque transporta tanto alimento quanto ar. No fundo da faringe, esse caminho se divide em dois, um para comida (o esôfago, que leva ao estômago) e outro para o ar. A epiglote, um pequeno retalho de tecido, cobre a passagem só de ar quando engolimos, impedindo que comida e líquido entrem nos pulmões.


A laringe, ou caixa de voz, é a parte mais alta do tubo somente de ar. Este pequeno tubo contém um par de cordas vocais, que vibram para produzir sons. A traqueia, ou traqueia, se estende para baixo a partir da base da laringe. Está parcialmente no pescoço e parcialmente na cavidade torácica. As paredes da traqueia são reforçadas por anéis rígidos de cartilagem para mantê-la aberta.


A traqueia também é revestida por cílios, que retiram fluidos e partículas estranhas da via aérea para que permaneçam fora dos pulmões. Em sua extremidade inferior, a traqueia se divide em tubos de ar esquerdo e direito chamados brônquios, que se conectam aos pulmões.


Dentro dos pulmões, os brônquios se ramificam em brônquios menores e até em tubos menores chamados bronquíolos. Os bronquíolos terminam em pequenos sacos aéreos chamados alvéolos, onde a troca de oxigênio e dióxido de carbono realmente ocorre. Cada pulmão abriga cerca de 300 a 400 milhões de alvéolos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas