A maior rede de estudos do Brasil

Como se processa a reação enzimática ?

Bioquímica IESTÁCIO

2 resposta(s)

User badge image

Gregório

Há mais de um mês

Uma enzima específica se liga a um determinado subtrato, catalisando a reação de quebra desse substrato em produtos diferentes. Por meio de interações FRACAS que ocorrem em uma tempatura e em um ph especifico.

Uma enzima específica se liga a um determinado subtrato, catalisando a reação de quebra desse substrato em produtos diferentes. Por meio de interações FRACAS que ocorrem em uma tempatura e em um ph especifico.

User badge image

Allan

Há mais de um mês

As enzimas são catalisadores enzimáticos que possuem a função de acelerar reações que, em sua ausência, poderia levar anos para ocorrer. As reações catalisadas pelas enzimas não sofrem mudança no equilíbrio da reação, porém a energia de ativação é reduzida, fato este que favorece uma reação rápida. A energia de ativação é aquela necessária para que eventos como a quebra de ligação, a formação de ligação ou o desenvolvimento de carga ocorrem para formar o produto.

Atualmente, o modelo mais aceito para explicar uma reação enzimática é o do “ajuste induzido”. Então, considere a reação enzimática simplificada:

S + E SE ⇌ PS P + E

onde E, S e P representam enzima, substrato e produto; ES e EP são complexos transitórios da enzima com o substrato e com o produto. Uma reação enzimática geral ocorre seguindo os passos:

  1. Uma enzima livre interage com o substrato S, formando com complexo ES; o sítio ativo da enzima não é complementar ao substrato S, porém a enzima promove uma alteração conformacional em seu sítio ativo que a interação com substrato S. Nessa fase, interações não-covalentes e covalentes podem ser formadas;
  2. A energia potencial presente na enzima, proveniente de grupos químicos reativos ou da alteração conformacional da enzima, é suficiente para instabilizar o substrato S e convertê-lo ao produto P, formando o complexo EP.
  3. A nova molécula P, por possuir características químicas diferentes da molécula S, promove outra alteração estrutural na enzima a qual diminui a afinidade pelo produto P e o libera do seu sítio ativo. Nessa etapa, a enzima está restaurada e pronta para converter outro substrato S.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes