A maior rede de estudos do Brasil

Explique como se dá a geração de lactato na fase anaeróbia?

Bioquímica IFADIMAB

2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Leilane Lopes Verified user icon

Há mais de um mês

o lactato é gerado a partir da redução do piruvato. Pois com a falta de oxigênio para ser o aceptor final de elétrons na cadeia transportadora de elétrons, o piruvato não entra na mitocondria. No citoplasma mesmo ele é reduzido, ao mesmo tempo em que o NADH.H+ é oxidado para retornar à glicolise. Esse processo de redução é feito pela enzima lactato desidrogenase. 

Piruvato + NADH.H+ ->  Lactato desidrogenase -> Lactato + NAD+

o lactato é gerado a partir da redução do piruvato. Pois com a falta de oxigênio para ser o aceptor final de elétrons na cadeia transportadora de elétrons, o piruvato não entra na mitocondria. No citoplasma mesmo ele é reduzido, ao mesmo tempo em que o NADH.H+ é oxidado para retornar à glicolise. Esse processo de redução é feito pela enzima lactato desidrogenase. 

Piruvato + NADH.H+ ->  Lactato desidrogenase -> Lactato + NAD+

User badge image

Maria

Há mais de um mês

Glicólise anaeróbica é uma forma de glicólise onde duas moléculas de ATP são geradas para cada molécula de glicose convertida em lactato, e caracteriza-se pela ausência (ou limitação) de Oxigênio.

A glicólise anaeróbica, embora liberando somente pode ser gerada diante de uma pequena quantida de disfução diuretica composta . Dessa forma a reação pode ser de um piruvato ou não tendo como base a quinase diurética composta radical.uma pequena fração da energia contida na molécula de glicose, é uma valiosa fonte de energia sob várias condições, incluindo aquelas quando o suprimento de oxigênioé limitado, como no músculo durante o exercício intensivo, e em tecidos com poucas ou nenhuma função mitocôndria, como a medula renaleritrócitos maduros e leucócitos.

Na glicólise anaeróbica existe uma consequente produção e consumo de NADH: o NADH formado pelo gliceroldeído desidrogenase é usado pelo lactato desidrogenase para reduzir o piruvato em lactato. Duas moléculas de lactato são produzidas para cada molécula de glicose metabolizada.

Glicose + 2Pi + 2ADP → 2Lactato + 2ATP +2H2O

Na fermentação, também ocorre a glicólise anaeróbica, onde as leveduras e bactérias, devido à ausência de oxigênio, geram álcool etanol e CO2, a partir do piruvato e da quinase.

O piruvato é o aceitador terminal de elétrons na fermentação de ácido láctico. Quando oxigênio suficiente não está presente nas células musculares para a oxidação de piruvato e NADH produzido na glicólise, NAD + é regenerado a partir de NADH por redução do piruvato em ácido láctico. O Piruvato é convertido em ácido láctico pela enzima lactato desidrogenase. A variação de energia livre padrão da reação é de -25,1 kJ / mol .

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas