A maior rede de estudos do Brasil

Como extinguir comportamentos naturalmente reforçados?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Quando pensamos que é possível realizar um condicionamento de comportamento operante, automaticamente pensamos que o oposto também é possível, porém sabemos que comportamentos naturalmente reforçados são difíceis de serem revertidos.


É chamado de extinção operante o processo de diminuição da frequência de um comportamento devido à retirada do reforçador. Mas extinguir um comportamento pode ser difícil dependendo do grau de resistência à extinção, que é na verdade a emissão do comportamento continuamente ao longo de um período de tempo, mesmo na ausência do reforçador. Isso ocorre porque há uma condição já sugestionada, onde mesmo que o reforço não tenha aparecido desta vez, em uma próxima tentativa ele pode surgir, já que por outras vezes foi assim que aconteceu. O que influencia muito para o aumento dessa dificuldade é a história de aprendizagem do organismo. Frente à necessidade de se extinguir um comportamento naturalmente reforçado, deve-se começar imediatamente a suspensão dos reforços. Inicialmente o indivíduo fará inúmeras tentativas de outras maneiras para conseguir novamente os reforços, porém caso se mantenha firme nessa redução de reforço, a frequência dessas tentativas irá se reduzir gradativamente até se extinguir.


Deste modo, é difícil a extinção imediata de comportamentos naturalmente reforçados. Para que isso ocorra, é necessária a suspensão imediata de todos os reforços, seguida de uma manutenção constante desta postura, até que a redução do comportamento comece de maneira gradual e posteriormente ocorrendo extinção eventual deste comportamento.

Quando pensamos que é possível realizar um condicionamento de comportamento operante, automaticamente pensamos que o oposto também é possível, porém sabemos que comportamentos naturalmente reforçados são difíceis de serem revertidos.


É chamado de extinção operante o processo de diminuição da frequência de um comportamento devido à retirada do reforçador. Mas extinguir um comportamento pode ser difícil dependendo do grau de resistência à extinção, que é na verdade a emissão do comportamento continuamente ao longo de um período de tempo, mesmo na ausência do reforçador. Isso ocorre porque há uma condição já sugestionada, onde mesmo que o reforço não tenha aparecido desta vez, em uma próxima tentativa ele pode surgir, já que por outras vezes foi assim que aconteceu. O que influencia muito para o aumento dessa dificuldade é a história de aprendizagem do organismo. Frente à necessidade de se extinguir um comportamento naturalmente reforçado, deve-se começar imediatamente a suspensão dos reforços. Inicialmente o indivíduo fará inúmeras tentativas de outras maneiras para conseguir novamente os reforços, porém caso se mantenha firme nessa redução de reforço, a frequência dessas tentativas irá se reduzir gradativamente até se extinguir.


Deste modo, é difícil a extinção imediata de comportamentos naturalmente reforçados. Para que isso ocorra, é necessária a suspensão imediata de todos os reforços, seguida de uma manutenção constante desta postura, até que a redução do comportamento comece de maneira gradual e posteriormente ocorrendo extinção eventual deste comportamento.

User badge image

TesrX

Há mais de um mês

Os comportamentos naturalmente reforçados são aqueles que geram reforços com valores individuais logo que é feita a operação. Esses reforços estão mais ligados a sensação de "prazer" durante ou após a execução de uma operação, sem que busque como consequência alguma resposta do meio externo (MOREIRA e MEDEIROS, 2007, p. 52-53). Por exemplo, um comportamento naturalmente reforçado é quando alguém estuda algum tópico de psicologia para buscar satisfação pessoal, e não dinheiro ou aprovação de alguém em um grupo social.

 

Para extinguir comportamentos naturalmente reforçados, uma das possibilidades é o uso de esquemas de reforçamento contínuo - também chamado de reforçamento diferencial (SKINNER, 2003, p. 105-106). Esse esquema é muito utilizado para a aquisição, refinamento e seleção de repertórios comportamentais, pois modela o comportamento a partir de cada operação feita - que pode gerar reforçadores ou não.

 

Agora vem o "x da questão". Você pode adicionar estímulos concorrentes aos que reforçam o comportamento de forma natural, dando maior valor a estes primeiros a partir de melhores reforços aplicados de forma contínua. Esses reforços devem aumentar a probabilidade de emissão de respostas desejáveis - o que vai ser subjetivo a cada caso.

 

Para ilustrar, adiciono um exemplo. Crianças que ficam muito tempo sozinhas tendem a ver em jogos eletrônicos reforçadores naturais, mesmo na presença dos pais. Para gerar a extinção do comportamento de jogar na presença dos pais, o reforçamento diferencial pode ser aplicado junto com a adição de um novo estímulo - que vai ser concorrente e - que deve ser mais reforçador do que o jogo eletrônico. Como um estímulo concorrente de grande valor (em muitos casos), cito a atenção a criança por parte dos pais. Depois de reforçado continuamente o comportamento de conversar com os pais, o reforçador natural perde o seu valor – chegando a posição de extinto na presença dos pais.

 


 

Referências

 

MOREIRA, M. B.; MEDEIROS, C. A. D. Princípios Básicos de Análise do Comportamento. 1ª. ed. Porto Alegre: ArtMed, 2007.

 

SKINNER, B. F. Ciência e Comportamento Humano. Tradução de João Carlos Todorov e Rodolfo Azzi. 11ª. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Quando pensamos que é possível realizar um condicionamento de comportamento operante, automaticamente pensamos que o oposto também é possível, porém sabemos que comportamentos naturalmente reforçados são difíceis de serem revertidos.


É chamado de extinção operante o processo de diminuição da frequência de um comportamento devido à retirada do reforçador. Mas extinguir um comportamento pode ser difícil dependendo do grau de resistência à extinção, que é na verdade a emissão do comportamento continuamente ao longo de um período de tempo, mesmo na ausência do reforçador. Isso ocorre porque há uma condição já sugestionada, onde mesmo que o reforço não tenha aparecido desta vez, em uma próxima tentativa ele pode surgir, já que por outras vezes foi assim que aconteceu. O que influencia muito para o aumento dessa dificuldade é a história de aprendizagem do organismo. Frente à necessidade de se extinguir um comportamento naturalmente reforçado, deve-se começar imediatamente a suspensão dos reforços. Inicialmente o indivíduo fará inúmeras tentativas de outras maneiras para conseguir novamente os reforços, porém caso se mantenha firme nessa redução de reforço, a frequência dessas tentativas irá se reduzir gradativamente até se extinguir.


Deste modo, é difícil a extinção imediata de comportamentos naturalmente reforçados. Para que isso ocorra, é necessária a suspensão imediata de todos os reforços, seguida de uma manutenção constante desta postura, até que a redução do comportamento comece de maneira gradual e posteriormente ocorrendo extinção eventual deste comportamento.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Quando pensamos que é possível realizar um condicionamento de comportamento operante, automaticamente pensamos que o oposto também é possível, porém sabemos que comportamentos naturalmente reforçados são difíceis de serem revertidos.


É chamado de extinção operante o processo de diminuição da frequência de um comportamento devido à retirada do reforçador. Mas extinguir um comportamento pode ser difícil dependendo do grau de resistência à extinção, que é na verdade a emissão do comportamento continuamente ao longo de um período de tempo, mesmo na ausência do reforçador. Isso ocorre porque há uma condição já sugestionada, onde mesmo que o reforço não tenha aparecido desta vez, em uma próxima tentativa ele pode surgir, já que por outras vezes foi assim que aconteceu. O que influencia muito para o aumento dessa dificuldade é a história de aprendizagem do organismo. Frente à necessidade de se extinguir um comportamento naturalmente reforçado, deve-se começar imediatamente a suspensão dos reforços. Inicialmente o indivíduo fará inúmeras tentativas de outras maneiras para conseguir novamente os reforços, porém caso se mantenha firme nessa redução de reforço, a frequência dessas tentativas irá se reduzir gradativamente até se extinguir.


Deste modo, é difícil a extinção imediata de comportamentos naturalmente reforçados. Para que isso ocorra, é necessária a suspensão imediata de todos os reforços, seguida de uma manutenção constante desta postura, até que a redução do comportamento comece de maneira gradual e posteriormente ocorrendo extinção eventual deste comportamento.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas