A maior rede de estudos do Brasil

Como exatamente funciona a escala de Braden?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A escala Braden é uma escala de risco para úlcera por pressão , criada em 1987 por Barbara Braden e Nancy Bergstrom nos EUA. Essa escala é amplamente utilizada nos EUA, seu interesse reside na simplicidade e na validação em muitos estudos internacionais

Essa escala permite que a equipe de saúde avalie o risco de o paciente desenvolver úlcera por pressão e facilita a comunicação entre os diferentes prestadores de cuidados. Vários pontos são atribuídos a diferentes fatores intrínsecos ou extrínsecos (o número de pontos atribuídos a diferentes fatores pode variar um pouco):

Sensibilidade

  • completamente limitado = 1
  • muito limitado = 2
  • ligeiramente limitado = 3
  • sem desconforto = 4
  • Mobilidade

  • totalmente imóvel = 1
  • muito limitado = 2
  • ligeiramente limitado = 3
  • sem limitação = 4
  • Umidade

    • constantemente molhado = 1
    • muito molhado = 2
    • às vezes molhado = 3
    • * raramente molhado = 4
    A escala Braden é uma escala de risco para úlcera por pressão , criada em 1987 por Barbara Braden e Nancy Bergstrom nos EUA. Essa escala é amplamente utilizada nos EUA, seu interesse reside na simplicidade e na validação em muitos estudos internacionais

    Essa escala permite que a equipe de saúde avalie o risco de o paciente desenvolver úlcera por pressão e facilita a comunicação entre os diferentes prestadores de cuidados. Vários pontos são atribuídos a diferentes fatores intrínsecos ou extrínsecos (o número de pontos atribuídos a diferentes fatores pode variar um pouco):

    Sensibilidade

  • completamente limitado = 1
  • muito limitado = 2
  • ligeiramente limitado = 3
  • sem desconforto = 4
  • Mobilidade

  • totalmente imóvel = 1
  • muito limitado = 2
  • ligeiramente limitado = 3
  • sem limitação = 4
  • Umidade

    • constantemente molhado = 1
    • muito molhado = 2
    • às vezes molhado = 3
    • * raramente molhado = 4
    User badge image

    Simone

    Há mais de um mês

    A escala de Braden é um recurso utilizado nas Unidades de Terapia Intensiva para medir o risco dos pacientes críticos de desenvolverem lesões por pressão. A partir desse registro, enfermeiros conseguem aplicar medidas preventivas e promover um tratamento mais eficaz. A escala de Braden analisa seis fatores principais no paciente: percepção sensorial, umidade, atividade, mobilidade, nutrição e, por último, a fricção e cisalhamento. Cada uma dessas características é testada e pontuada de 1 a 4, sendo maior quanto mais positivo for o estado do paciente. A soma total de todos os fatores analisados resultará em um número entre 6 e 23 que indicará o estado da lesão e quais práticas devem se seguir a essa avaliação.

    Risco baixo (15 a 18 pontos)

    • Cronograma de mudança de decúbito;
    • Otimização da mobilização;
    • Proteção do calcanhar;
    • Manejo da umidade, nutrição, fricção e cisalhamento, bem como uso de superfícies de redistribuição de pressão.

    Risco moderado (13 a 14 pontos)

    • Continuar as intervenções do risco baixo;
    • Mudança de decúbito com posicionamento a 30°.

    Risco alto (10 a 12 pontos)

    • Continuar as intervenções do risco moderado;
    • Mudança de decúbito frequente;
    • Utilização de coxins de espuma para facilitar a lateralização a 30º.

    Risco muito alto (≤ 9 pontos)

    • Continuar as intervenções do risco alto;
    • Utilização de superfícies de apoio dinâmico com pequena perda de ar, se possível;
    • Manejo da dor.

    Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas