A maior rede de estudos do Brasil

Sabemos ser papel da escola respeitar o aluno na sua individualidade

Sabemos ser papel da escola respeitar o aluno na sua individualidade, bem como criar mecanismos para seus ajustes afetivos que o torne consciente de si mesmo. Se não nos conhecermos, não podemos nos respeitar, no sentido de elaborar julgamentos do que é certo ou errado. A educação tem essa função.

Você diria que, pertencem aos conteúdos de orientação sexual para o Ensino Fundamental:

I. Informações sobre sexualidade, tratando todas as questões levantadas pelos alunos ou pela mídia, sem medo ou vergonha.

II. Explicar o que vem a ser um relacionamento sexual, como acontece, o que se faz, com que idade. Caso fosse necessário, aprofundar mais o assunto, conforme as dúvidas forem surgindo.

III. Discutir assuntos sobre o corpo e as sensações. Os conteúdos de orientação sexual precisam ser flexíveis ao abranger as necessidades específicas de cada aluno e da turma em geral.

IV. Oferecer espaços para discussões e organizar palestras após algumas conversas com a classe seria essencial.

V. Discutir apenas os aspectos biológicos da evolução e transformação do corpo. Cabe à família decidir se esses assuntos devem ou não ser trabalhados.

 

A afirmativa V é a única que não pertence aos objetivos propostos para a educação sexual na escola.

 

As afirmativas I e III se complementam, negando a afirmativa IV.

 

Estão corretas apenas as afirmativas I e II.

 

Estão corretas apenas as afirmativas IV e V.

 

A afirmativa I nega a afirmativa II e IV.


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A educação sexual nas escolas é um tema atual e extremamente polêmico, tendo tido espaço até mesmo em debates de cunho político. A educação sexual visa tirar dúvidas de crianças e adolescentes a respeito do sexo e levar informações para que estes estejam mais preparados no momento em que decidirem iniciar a vida sexual. Informações sobre IST’s (infecções sexualmente transmissíveis), métodos contraceptivos etc. são de suma importância para evitar situações de risco ou indesejadas provocadas pelo sexo inseguro. Vamos discutir as afirmativas trazidas pela questão:


I. Informações sobre sexualidade, tratando todas as questões levantadas pelos alunos ou pela mídia, sem medo ou vergonha.

Esta afirmativa está correta. É necessária a divulgação de informações sobre sexualidade e é importante que os alunos tenham um espaço onde tirar suas dúvidas sem que se sintam constrangidos.


II. Explicar o que vem a ser um relacionamento sexual, como acontece, o que se faz, com que idade. Caso fosse necessário, aprofundar mais o assunto, conforme as dúvidas forem surgindo.

Essa afirmativa está correta. É importante explicar o que é um relacionamento sexual e como ele se dá, mas não explicar um passo a passo de “como se faz” ou estipular uma idade para tal. É conhecido que algumas pessoas iniciam a vida sexual mais jovens e outras com mais idades, logo não há necessariamente um “prazo”.


III. Discutir assuntos sobre o corpo e as sensações. Os conteúdos de orientação sexual precisam ser flexíveis ao abranger as necessidades específicas de cada aluno e da turma em geral.

Essa afirmativa também está correta. É necessária a capacidade de responder as dúvidas dos alunos em um ambiente seguro e que estes se sintam à vontade para conversar sobre o tema.


IV. Oferecer espaços para discussões e organizar palestras após algumas conversas com a classe seria essencial.

Essa afirmativa também está correta. Palestras podem concentrar respostas às principais dúvidas e levar informações à um maior número de pessoas. E os espaços para discussões seria um lugar seguro para que os alunos possam discutir o tema.


V. Discutir apenas os aspectos biológicos da evolução e transformação do corpo. Cabe à família decidir se esses assuntos devem ou não ser trabalhados.

Essa afirmativa está incorreta. A escola possui o dever de levar informações e conscientizar os alunos a respeito da sexualidade, dado que é uma questão social, além de familiar.


A afirmativa a ser assinalada, então, é a primeira:

A afirmativa V é a única que não pertence aos objetivos propostos para a educação sexual na escola.

A educação sexual nas escolas é um tema atual e extremamente polêmico, tendo tido espaço até mesmo em debates de cunho político. A educação sexual visa tirar dúvidas de crianças e adolescentes a respeito do sexo e levar informações para que estes estejam mais preparados no momento em que decidirem iniciar a vida sexual. Informações sobre IST’s (infecções sexualmente transmissíveis), métodos contraceptivos etc. são de suma importância para evitar situações de risco ou indesejadas provocadas pelo sexo inseguro. Vamos discutir as afirmativas trazidas pela questão:


I. Informações sobre sexualidade, tratando todas as questões levantadas pelos alunos ou pela mídia, sem medo ou vergonha.

Esta afirmativa está correta. É necessária a divulgação de informações sobre sexualidade e é importante que os alunos tenham um espaço onde tirar suas dúvidas sem que se sintam constrangidos.


II. Explicar o que vem a ser um relacionamento sexual, como acontece, o que se faz, com que idade. Caso fosse necessário, aprofundar mais o assunto, conforme as dúvidas forem surgindo.

Essa afirmativa está correta. É importante explicar o que é um relacionamento sexual e como ele se dá, mas não explicar um passo a passo de “como se faz” ou estipular uma idade para tal. É conhecido que algumas pessoas iniciam a vida sexual mais jovens e outras com mais idades, logo não há necessariamente um “prazo”.


III. Discutir assuntos sobre o corpo e as sensações. Os conteúdos de orientação sexual precisam ser flexíveis ao abranger as necessidades específicas de cada aluno e da turma em geral.

Essa afirmativa também está correta. É necessária a capacidade de responder as dúvidas dos alunos em um ambiente seguro e que estes se sintam à vontade para conversar sobre o tema.


IV. Oferecer espaços para discussões e organizar palestras após algumas conversas com a classe seria essencial.

Essa afirmativa também está correta. Palestras podem concentrar respostas às principais dúvidas e levar informações à um maior número de pessoas. E os espaços para discussões seria um lugar seguro para que os alunos possam discutir o tema.


V. Discutir apenas os aspectos biológicos da evolução e transformação do corpo. Cabe à família decidir se esses assuntos devem ou não ser trabalhados.

Essa afirmativa está incorreta. A escola possui o dever de levar informações e conscientizar os alunos a respeito da sexualidade, dado que é uma questão social, além de familiar.


A afirmativa a ser assinalada, então, é a primeira:

A afirmativa V é a única que não pertence aos objetivos propostos para a educação sexual na escola.

User badge image

Ly

Há mais de um mês

A afirmativa V é a única que não pertence aos objetivos propostos para a educação sexual na escola.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A educação sexual nas escolas é um tema atual e extremamente polêmico, tendo tido espaço até mesmo em debates de cunho político. A educação sexual visa tirar dúvidas de crianças e adolescentes a respeito do sexo e levar informações para que estes estejam mais preparados no momento em que decidirem iniciar a vida sexual. Informações sobre IST’s (infecções sexualmente transmissíveis), métodos contraceptivos etc. são de suma importância para evitar situações de risco ou indesejadas provocadas pelo sexo inseguro. Vamos discutir as afirmativas trazidas pela questão:


I. Informações sobre sexualidade, tratando todas as questões levantadas pelos alunos ou pela mídia, sem medo ou vergonha.

Esta afirmativa está correta. É necessária a divulgação de informações sobre sexualidade e é importante que os alunos tenham um espaço onde tirar suas dúvidas sem que se sintam constrangidos.


II. Explicar o que vem a ser um relacionamento sexual, como acontece, o que se faz, com que idade. Caso fosse necessário, aprofundar mais o assunto, conforme as dúvidas forem surgindo.

Essa afirmativa está correta. É importante explicar o que é um relacionamento sexual e como ele se dá, mas não explicar um passo a passo de “como se faz” ou estipular uma idade para tal. É conhecido que algumas pessoas iniciam a vida sexual mais jovens e outras com mais idades, logo não há necessariamente um “prazo”.


III. Discutir assuntos sobre o corpo e as sensações. Os conteúdos de orientação sexual precisam ser flexíveis ao abranger as necessidades específicas de cada aluno e da turma em geral.

Essa afirmativa também está correta. É necessária a capacidade de responder as dúvidas dos alunos em um ambiente seguro e que estes se sintam à vontade para conversar sobre o tema.


IV. Oferecer espaços para discussões e organizar palestras após algumas conversas com a classe seria essencial.

Essa afirmativa também está correta. Palestras podem concentrar respostas às principais dúvidas e levar informações à um maior número de pessoas. E os espaços para discussões seria um lugar seguro para que os alunos possam discutir o tema.


V. Discutir apenas os aspectos biológicos da evolução e transformação do corpo. Cabe à família decidir se esses assuntos devem ou não ser trabalhados.

Essa afirmativa está incorreta. A escola possui o dever de levar informações e conscientizar os alunos a respeito da sexualidade, dado que é uma questão social, além de familiar.


A afirmativa a ser assinalada, então, é a primeira:

A afirmativa V é a única que não pertence aos objetivos propostos para a educação sexual na escola.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A educação sexual nas escolas é um tema atual e extremamente polêmico, tendo tido espaço até mesmo em debates de cunho político. A educação sexual visa tirar dúvidas de crianças e adolescentes a respeito do sexo e levar informações para que estes estejam mais preparados no momento em que decidirem iniciar a vida sexual. Informações sobre IST’s (infecções sexualmente transmissíveis), métodos contraceptivos etc. são de suma importância para evitar situações de risco ou indesejadas provocadas pelo sexo inseguro. Vamos discutir as afirmativas trazidas pela questão:


I. Informações sobre sexualidade, tratando todas as questões levantadas pelos alunos ou pela mídia, sem medo ou vergonha.

Esta afirmativa está correta. É necessária a divulgação de informações sobre sexualidade e é importante que os alunos tenham um espaço onde tirar suas dúvidas sem que se sintam constrangidos.


II. Explicar o que vem a ser um relacionamento sexual, como acontece, o que se faz, com que idade. Caso fosse necessário, aprofundar mais o assunto, conforme as dúvidas forem surgindo.

Essa afirmativa está correta. É importante explicar o que é um relacionamento sexual e como ele se dá, mas não explicar um passo a passo de “como se faz” ou estipular uma idade para tal. É conhecido que algumas pessoas iniciam a vida sexual mais jovens e outras com mais idades, logo não há necessariamente um “prazo”.


III. Discutir assuntos sobre o corpo e as sensações. Os conteúdos de orientação sexual precisam ser flexíveis ao abranger as necessidades específicas de cada aluno e da turma em geral.

Essa afirmativa também está correta. É necessária a capacidade de responder as dúvidas dos alunos em um ambiente seguro e que estes se sintam à vontade para conversar sobre o tema.


IV. Oferecer espaços para discussões e organizar palestras após algumas conversas com a classe seria essencial.

Essa afirmativa também está correta. Palestras podem concentrar respostas às principais dúvidas e levar informações à um maior número de pessoas. E os espaços para discussões seria um lugar seguro para que os alunos possam discutir o tema.


V. Discutir apenas os aspectos biológicos da evolução e transformação do corpo. Cabe à família decidir se esses assuntos devem ou não ser trabalhados.

Essa afirmativa está incorreta. A escola possui o dever de levar informações e conscientizar os alunos a respeito da sexualidade, dado que é uma questão social, além de familiar.


A afirmativa a ser assinalada, então, é a primeira:

A afirmativa V é a única que não pertence aos objetivos propostos para a educação sexual na escola.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas