A maior rede de estudos do Brasil

as bacterias gram negativas tem componente lipopolissacarideo da membrana externa que consiste de acucares(polissacarideo o) que atua como antigenos ?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O lipopolissacárido, é uma componente importante da membrana exterior das bactérias gram-negativas, é composto de uma parte lipídica e cadeias características de oligossacarídeos e polissacarídeos . É considerado um estimulante do sistema imunológico, com um poderoso efeito tóxico e, desempenha um papel importante na adesão de bactérias às células epiteliais.
O lipopolissacárido é composto principalmente de duas partes: um glicolípido chamado lípido A, e um heteropolissacarídeo chamado o núcleo ligados entre si pelo açúcar de ácido 2-ceto-3-deoxioctanato (KDO).
Em alguns microrganismos, o LPS possui uma região adicional chamada antígeno O. Permite classificar as espécies que o possuem em sorogrupos. É formado por polímeros de oligossacarídeos de comprimento variável. Os açúcares que o compõem são neutros e ácidos, aminoácidos e raramente açúcares incomuns, como 6-deoxihexoses e 3,6-didesoxihexosas. Atua como um receptor para muitos bacteriófagos , e no hospedeiro evita o reconhecimento do lipídio A pelos macrófagos.
O lipopolissacárido, é uma componente importante da membrana exterior das bactérias gram-negativas, é composto de uma parte lipídica e cadeias características de oligossacarídeos e polissacarídeos . É considerado um estimulante do sistema imunológico, com um poderoso efeito tóxico e, desempenha um papel importante na adesão de bactérias às células epiteliais.
O lipopolissacárido é composto principalmente de duas partes: um glicolípido chamado lípido A, e um heteropolissacarídeo chamado o núcleo ligados entre si pelo açúcar de ácido 2-ceto-3-deoxioctanato (KDO).
Em alguns microrganismos, o LPS possui uma região adicional chamada antígeno O. Permite classificar as espécies que o possuem em sorogrupos. É formado por polímeros de oligossacarídeos de comprimento variável. Os açúcares que o compõem são neutros e ácidos, aminoácidos e raramente açúcares incomuns, como 6-deoxihexoses e 3,6-didesoxihexosas. Atua como um receptor para muitos bacteriófagos , e no hospedeiro evita o reconhecimento do lipídio A pelos macrófagos.
User badge image

Silva

Há mais de um mês

sim. Esses lipidios coonhecidos como LPS, são estruturas que conferem virulencia a bacteria

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas