A maior rede de estudos do Brasil

o que são intervenções militares?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

As intervenções militares são quando o exército, os militares de um país passam a intervir no governo desse país, de maneira a comandá-lo.

Um exemplo de intervenção militar que ocorreu no passado do Brasil e que pode ser citado é a ditadura militar, onde os militares tomaram o poder do governo e passaram a comandar o país sob suas regras, sendo o período da ditadura militar considerado um período de bastante repressão, onde a liberdade de expressão não existia, as regras eram bem rígidas no Brasil e também não era permitido ser contra o governo vigente, sob pena de sofrer diversos tipos de castigos, de acordo com o que as autoridades julgassem necessários, sendo esse período marcado também pelo exílio de diversos brasileiros em outros países, muitos deles eram artistas e políticos contrários os regime militar.

As intervenções militares são quando o exército, os militares de um país passam a intervir no governo desse país, de maneira a comandá-lo.

Um exemplo de intervenção militar que ocorreu no passado do Brasil e que pode ser citado é a ditadura militar, onde os militares tomaram o poder do governo e passaram a comandar o país sob suas regras, sendo o período da ditadura militar considerado um período de bastante repressão, onde a liberdade de expressão não existia, as regras eram bem rígidas no Brasil e também não era permitido ser contra o governo vigente, sob pena de sofrer diversos tipos de castigos, de acordo com o que as autoridades julgassem necessários, sendo esse período marcado também pelo exílio de diversos brasileiros em outros países, muitos deles eram artistas e políticos contrários os regime militar.

User badge image

Sabrina Lenz

Há mais de um mês

Intervenção militar significa o uso dasforças militares (exército, marinha e aeronáutica) para controlar determinada situação que deveria ser de responsabilidade de outro tipo de força ou autoridade.

Normalmente, nestes casos, a intervenção militar se justifica em situações particulares, como por exemplo, quando determinada nação sofre com guerras civis intensas ou com falta de um comando que garanta sua segurança, ou ainda quando a população é negligenciada pelo governo daquele país. 

No Brasil, a intervenção militar representou um período que ficou historicamente marcado por ser a Ditadura Militar brasileira, entre os anos de 1964 e 1985 (mais de 20 anos). 

No dia 1 de Abril de 1964, o governo de João Goulart (após renúncia do presidente Jânio Quadros) foi deposto e o regime militar teve início alguns dias depois, a partir de um golpe de Estado. O fim da ditadura militar no Brasil aconteceu em 1985, sendo João Figueiredo o último presidente deste período.

A intervenção militar, como forma de "tomar as rédeas" do governo brasileiro, é uma ação totalmente inconstitucional, sendo previsto em lei que as Forças Armadas, ao contrário de ameaçar o sistema democrático, os Três Poderes e a soberania da Presidência, deverá protegê-los. 

Assim sendo, a chamada "Intervenção militar constitucional" é um equívoco baseado na má interpretação do artigo 142 da Constituição Federal (CF).

"Art.142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem".

Ou seja, as Forças Armadas devem fazer a lei se cumprir, e a lei diz ser obrigação dos militares defenderem a autoridade suprema do Presidente da República, e não ameaçá-la. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas