A maior rede de estudos do Brasil

Tome o processo de construção de um documento curricular oficial para explicar o conceito de ciclo de políticas educacionais

Tome o processo de construção de um documento curricular oficial para explicar o conceito de ciclo de políticas educacionais de Stephen Ball e Richard Bowe.


6 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Inicialmente, Ball & Bowe (1992) tentaram caracterizar um processo político caracterizado por um ciclo contínuo de três partidos políticos ou arenas.


O primeiro partido, e "propostas políticas", não apenas o governo e seus assessores, referem-se às políticas oficiais relacionadas às intenções, departamentos de educação e burocratas, mas também aos planos das escolas, autoridades locais e outras políticas de arenas.


Foi criada a "política de fato" que levou à prática jurídica na forma de textos políticos e políticos que moldaram as propostas iniciais de política e política, e finalmente se refere ao "uso político" de profissionais que atuam na prática da implementação de políticas de discurso e prática institucional.

Inicialmente, Ball & Bowe (1992) tentaram caracterizar um processo político caracterizado por um ciclo contínuo de três partidos políticos ou arenas.


O primeiro partido, e "propostas políticas", não apenas o governo e seus assessores, referem-se às políticas oficiais relacionadas às intenções, departamentos de educação e burocratas, mas também aos planos das escolas, autoridades locais e outras políticas de arenas.


Foi criada a "política de fato" que levou à prática jurídica na forma de textos políticos e políticos que moldaram as propostas iniciais de política e política, e finalmente se refere ao "uso político" de profissionais que atuam na prática da implementação de políticas de discurso e prática institucional.

User badge image

Luiz Rodrigues

Há mais de um mês

 

Os ciclos estão pautados em contextos. Os abordados pelos autores foram os contexto de influência, contexto da produção de texto, contexto da prática, contexto dos resultados/efeitos e contexto de estratégia política.

Um documento curricular oficial como o BNCC estabele pontos importantes como conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica. Orientada pelos princípios éticos, políticos e estéticos traçados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica, a Base soma-se aos propósitos que direcionam a educação brasileira para a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

Esses aspectos podem ser elencados por meio dos ciclos conceituados pelos autores. Os contextos interligados formam o ciclo educacional que descreve os elementos acima.  

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Inicialmente, Ball & Bowe (1992) tentaram caracterizar um processo político caracterizado por um ciclo contínuo de três partidos políticos ou arenas.


O primeiro partido, e "propostas políticas", não apenas o governo e seus assessores, referem-se às políticas oficiais relacionadas às intenções, departamentos de educação e burocratas, mas também aos planos das escolas, autoridades locais e outras políticas de arenas.


Foi criada a "política de fato" que levou à prática jurídica na forma de textos políticos e políticos que moldaram as propostas iniciais de política e política, e finalmente se refere ao "uso político" de profissionais que atuam na prática da implementação de políticas de discurso e prática institucional.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A princípio, Ball & Bowe (1992) tentaram caracterizar o processo político, introduzindo a noção de um ciclo contínuo constituído por três facetas ou arenas políticas: a política proposta, a política de fato e a política em uso. A primeira faceta, a “política proposta”, referia-se à política oficial, relacionada com as intenções não somente do governo e de seus assessores, departamentos educacionais e burocratas encarregados de “implementar” políticas, mas também intenções das escolas, autoridades locais e outras arenas onde as políticas emergem. A “política de fato” constituía-se pelos textos políticos e textos legislativos que dão forma à política proposta e são as bases iniciais para que as políticas sejam colocadas em prática. Por último, a “política em uso” referia-se aos discursos e às práticas institucionais que emergem do processo de implementação das políticas pelos profissionais que atuam no nível da prática.

Logo em seguida, porém, Stephen Ball e Richard Bowe romperam com essa formulação inicial porque a linguagem utilizada apresentava uma certa rigidez que eles não desejavam empregar para delinear o ciclo de políticas. Para eles, há uma variedade de intenções e disputas que influenciam o processo político e aquelas três facetas ou arenas se apresentavam como conceitos restritos, opondo-se ao modo pelo qual eles queriam representar o processo político, eles rejeitam os modelos de política educacional que separam as fases de formulação e implementação porque eles ignoram as disputas e os embates sobre a política e reforçam a racionalidade do processo de gestão.


http://www.scielo.br/pdf/es/v27n94/a03v27n94.pdf

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas