A maior rede de estudos do Brasil

TEORIA POLITICA

17 - Nascido na Suíça, mas de formação francesa, está ligado à sociologia moderna por vários aspectos de sua obra. Sua contribuição mais significativa para as Ciências Sociais é a obra O Contrato Social. O nome desse teórico é: a) Karl Marx b) Max Weber c) Auguste Comte d) David Émile Durkheim e) Jean-Jacques Rousseau.

1 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

LR Verified user icon

Há mais de um mês

RESPOSTA: e) Jean-Jacques Rousseau.

JUSTIFICATIVA:

I- Por eliminação:

a) Karl Marx – INCORRETA.

Marx (1818 – 1883) foi autor dos seguintes livros: Oulanem (1839); Diferença da Filosofia da Natureza em Demócrito e Epicuro (1841); Crítica da Filosofia do Direito de Hegel (1843); A Questão Judaica (1843); Contribuição para a Crítica da Filosofia do Direito em Hegel: Introdução (1844); Manuscritos Econômico-filosóficos (1844); Teses sobre Feuerbach (1845); A Sagrada Família (1845); A Ideologia Alemã (1845-1846); Miséria da Filosofia (1847); A Burguesia e a Contra-Revolução (1848); Manifesto Comunista (1848); Trabalho Assalariado e Capital (1849); As Lutas de Classe na França de 1848 a 1850 (1850); Mensagem da Direção Central da Liga Comunista (1850); O 18 de Brumário de Luís Bonaparte (1852); Punição Capital (1853); Revolução na China e na Europa (1853); O Domínio Britânico na Índia (1853); Guerra na Birmânia (1853); Resultados Futuros do Domínio Britânico na Índia (1853); A Decadência da Autoridade Religiosa (1854); Revolução na Espanha (1856); Grundrisse (1857-1858); Para a Crítica da Economia Política (1859); População, Crime e Pauperismo (1859); Manifesto de Lançamento da Primeira Internacional (1864); Salário, Preço e Lucro (1865); O Capital: crítica da economia política (Livro I: O processo de produção do capital) (Magnum Opus) (1867); A Guerra Civil na França (1871); Resumo de “Estatismo e Anarquia”, obra de Bakunin (1874-1875); Crítica ao Programa de Gotha (1875); Artigo em defesa da Polônia, publicado em Der Volksaat (1875); Carta sobre o futuro do desenvolvimento da sociedade na Rússia, escrita ao editor do periódico russo Otechesvenniye Zapiski e não enviada (1877); Notas sobre Adolph Wagner (1880).

b) Max Weber – INCORRETA.

Weber (1864 – 1920) foi autor dos seguintes livros: A história das companhias comerciais na idade média (1889); O direito agrário romano e sua significação para o direito público e privado (1891); O Estado Nacional e a Política Econômica (1895); A objetividade do conhecimento na ciência política e na ciência social (1904);  A ética protestante e o espírito do capitalismo (1904); A situação da democracia burguesa na Rússia (1905); A transição da Rússia a um regime pseudoconstitucional (1905); As seitas protestantes e o espírito do capitalismo (1906); Sobre algumas categorias da sociologia compreensiva (1913); Ensaios Reunidos de Sociologia da Religião (1917/1920); Parlamento e Governo na Alemanha reordenada (1917); A ciência como vocação (1917); O sentido da neutralidade axiológica nas ciências políticas e sociais (1918); Conferência sobre o Socialismo (1918); Economia e Sociedade (1910/1922).

c) Auguste Comte – INCORRETA.

Comte (1798 – 1857) foi autor dos seguintes livros: Opúsculos de Filosofia Social (1816-1828); Curso de filosofia positiva, em 6 volumes (1830-1842); Discurso sobre o espírito positivo (1848); Discurso sobre o conjunto do Positivismo (1851); Sistema de política positiva, em 4 volumes (1851-1854); Catecismo positivista (1852); Apelo aos conservadores (1855); Síntese subjetiva (1856); Correspondência, em 8 volumes (1816-1857).

d) David Émile Durkheim – INCORRETA.

Durkheim (1858 – 1917) foi autor dos seguintes livros: Da divisão do trabalho social (1893); Regras do método sociológico (1895); O suicídio (1897); As formas elementares de vida religiosa (1912).

II – Por dados:

e) Jean-Jacques Rousseau – CORRETA.

Rousseau (1712 – 1778), um dos teóricos do contratualismo, foi autor dos seguintes livros: Discurso sobre as Ciências e as Artes (1749); Discurso sobre a origem da desigualdade (1755); Discurso sobre a economia política (1755); Do Contrato Social (1762); Emílio, ou Da Educação (1762); Escreve os Devaneios de um Caminhante Solitário (1776); Devaneios (1778).

 

Referência da obra citada: ROUSSEAU, Jean- Jacques. Do contrato social. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2016.

RESPOSTA: e) Jean-Jacques Rousseau.

JUSTIFICATIVA:

I- Por eliminação:

a) Karl Marx – INCORRETA.

Marx (1818 – 1883) foi autor dos seguintes livros: Oulanem (1839); Diferença da Filosofia da Natureza em Demócrito e Epicuro (1841); Crítica da Filosofia do Direito de Hegel (1843); A Questão Judaica (1843); Contribuição para a Crítica da Filosofia do Direito em Hegel: Introdução (1844); Manuscritos Econômico-filosóficos (1844); Teses sobre Feuerbach (1845); A Sagrada Família (1845); A Ideologia Alemã (1845-1846); Miséria da Filosofia (1847); A Burguesia e a Contra-Revolução (1848); Manifesto Comunista (1848); Trabalho Assalariado e Capital (1849); As Lutas de Classe na França de 1848 a 1850 (1850); Mensagem da Direção Central da Liga Comunista (1850); O 18 de Brumário de Luís Bonaparte (1852); Punição Capital (1853); Revolução na China e na Europa (1853); O Domínio Britânico na Índia (1853); Guerra na Birmânia (1853); Resultados Futuros do Domínio Britânico na Índia (1853); A Decadência da Autoridade Religiosa (1854); Revolução na Espanha (1856); Grundrisse (1857-1858); Para a Crítica da Economia Política (1859); População, Crime e Pauperismo (1859); Manifesto de Lançamento da Primeira Internacional (1864); Salário, Preço e Lucro (1865); O Capital: crítica da economia política (Livro I: O processo de produção do capital) (Magnum Opus) (1867); A Guerra Civil na França (1871); Resumo de “Estatismo e Anarquia”, obra de Bakunin (1874-1875); Crítica ao Programa de Gotha (1875); Artigo em defesa da Polônia, publicado em Der Volksaat (1875); Carta sobre o futuro do desenvolvimento da sociedade na Rússia, escrita ao editor do periódico russo Otechesvenniye Zapiski e não enviada (1877); Notas sobre Adolph Wagner (1880).

b) Max Weber – INCORRETA.

Weber (1864 – 1920) foi autor dos seguintes livros: A história das companhias comerciais na idade média (1889); O direito agrário romano e sua significação para o direito público e privado (1891); O Estado Nacional e a Política Econômica (1895); A objetividade do conhecimento na ciência política e na ciência social (1904);  A ética protestante e o espírito do capitalismo (1904); A situação da democracia burguesa na Rússia (1905); A transição da Rússia a um regime pseudoconstitucional (1905); As seitas protestantes e o espírito do capitalismo (1906); Sobre algumas categorias da sociologia compreensiva (1913); Ensaios Reunidos de Sociologia da Religião (1917/1920); Parlamento e Governo na Alemanha reordenada (1917); A ciência como vocação (1917); O sentido da neutralidade axiológica nas ciências políticas e sociais (1918); Conferência sobre o Socialismo (1918); Economia e Sociedade (1910/1922).

c) Auguste Comte – INCORRETA.

Comte (1798 – 1857) foi autor dos seguintes livros: Opúsculos de Filosofia Social (1816-1828); Curso de filosofia positiva, em 6 volumes (1830-1842); Discurso sobre o espírito positivo (1848); Discurso sobre o conjunto do Positivismo (1851); Sistema de política positiva, em 4 volumes (1851-1854); Catecismo positivista (1852); Apelo aos conservadores (1855); Síntese subjetiva (1856); Correspondência, em 8 volumes (1816-1857).

d) David Émile Durkheim – INCORRETA.

Durkheim (1858 – 1917) foi autor dos seguintes livros: Da divisão do trabalho social (1893); Regras do método sociológico (1895); O suicídio (1897); As formas elementares de vida religiosa (1912).

II – Por dados:

e) Jean-Jacques Rousseau – CORRETA.

Rousseau (1712 – 1778), um dos teóricos do contratualismo, foi autor dos seguintes livros: Discurso sobre as Ciências e as Artes (1749); Discurso sobre a origem da desigualdade (1755); Discurso sobre a economia política (1755); Do Contrato Social (1762); Emílio, ou Da Educação (1762); Escreve os Devaneios de um Caminhante Solitário (1776); Devaneios (1778).

 

Referência da obra citada: ROUSSEAU, Jean- Jacques. Do contrato social. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2016.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas