A maior rede de estudos do Brasil

Taxa de Inflação

Suponha um pais em que a curva de Phillips assuma a seguinte forma onde e são respectivamente a taxa de inflação e de desemprego no ano t, a inflação no ano anterior e 5% é a taxa natural de desemprego. Supondo que a taxa de inflação corrente é de 5% a.a, e que a meta seja de 2,5% a.a, responda: a) Qual deverá ser a taxa de desemprego suficiente para que a inflação convirja para a meta ainda este ano? b) Caso o banco central tenha todos os instrumentos comuns à política monetária a sua disposição, quais seriam as três opções para alcançar esse objetivo? (Tipo de política e direção) c) Caso o Banco Central opte por uma política gradual, aumentando o desemprego em 1% e o mantendo, quantos anos demorará para a inflação convergir para a meta? d) Caso a curva de Phillips assumisse a forma e o Banco Central opte por uma política gradual, aumentando o desemprego em 1% e o mantendo, quantos anos demorará para a inflação convergir para a meta 2,5%?

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A curva de Phillips é um gráfico que representa a inflação em função do desemprego, revelando a relação que existe entre ambos os indicativos. Uma análise dessa curva a curta prazo leva à conclusão de que as duas grandezas são inversamente proporcionais, ou seja, quando a taxa de desemprego sobe, a inflação diminui e vice-versa. Portanto, a longo prazo já não é mais possível estabelecer esse tipo de relação, uma vez que a taxa de desemprego aparenta ser independente da inflação ao longo do tempo, e isso se dá ao fato de que existem outras variáveis envolvidas.

Essa relação pode ser expressa por meios matemáticos por meio da seguinte equação:

Em que é a taxa de inflação, é a taxa de inflação antecipada, e é a taxa de desemprego. Logo, a equação mostra que a inflação pode ser escrita como uma função que tem como variáveis a inflação antecipada e o desemprego.

A curva de Phillips é um gráfico que representa a inflação em função do desemprego, revelando a relação que existe entre ambos os indicativos. Uma análise dessa curva a curta prazo leva à conclusão de que as duas grandezas são inversamente proporcionais, ou seja, quando a taxa de desemprego sobe, a inflação diminui e vice-versa. Portanto, a longo prazo já não é mais possível estabelecer esse tipo de relação, uma vez que a taxa de desemprego aparenta ser independente da inflação ao longo do tempo, e isso se dá ao fato de que existem outras variáveis envolvidas.

Essa relação pode ser expressa por meios matemáticos por meio da seguinte equação:

Em que é a taxa de inflação, é a taxa de inflação antecipada, e é a taxa de desemprego. Logo, a equação mostra que a inflação pode ser escrita como uma função que tem como variáveis a inflação antecipada e o desemprego.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A curva de Phillips é um gráfico que representa a inflação em função do desemprego, revelando a relação que existe entre ambos os indicativos. Uma análise dessa curva a curta prazo leva à conclusão de que as duas grandezas são inversamente proporcionais, ou seja, quando a taxa de desemprego sobe, a inflação diminui e vice-versa. Portanto, a longo prazo já não é mais possível estabelecer esse tipo de relação, uma vez que a taxa de desemprego aparenta ser independente da inflação ao longo do tempo, e isso se dá ao fato de que existem outras variáveis envolvidas.

Essa relação pode ser expressa por meios matemáticos por meio da seguinte equação:

Em que é a taxa de inflação, é a taxa de inflação antecipada, e é a taxa de desemprego. Logo, a equação mostra que a inflação pode ser escrita como uma função que tem como variáveis a inflação antecipada e o desemprego.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A curva de Phillips é um gráfico que representa a inflação em função do desemprego, revelando a relação que existe entre ambos os indicativos. Uma análise dessa curva a curta prazo leva à conclusão de que as duas grandezas são inversamente proporcionais, ou seja, quando a taxa de desemprego sobe, a inflação diminui e vice-versa. Portanto, a longo prazo já não é mais possível estabelecer esse tipo de relação, uma vez que a taxa de desemprego aparenta ser independente da inflação ao longo do tempo, e isso se dá ao fato de que existem outras variáveis envolvidas.

Essa relação pode ser expressa por meios matemáticos por meio da seguinte equação:

Em que é a taxa de inflação, é a taxa de inflação antecipada, e é a taxa de desemprego. Logo, a equação mostra que a inflação pode ser escrita como uma função que tem como variáveis a inflação antecipada e o desemprego.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas