A maior rede de estudos do Brasil

O que é consciência científica?

Filosofia

EE Doutor Artur Antunes Maciel


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder esta questão será preciso recorrer às mudanças históricas do pensamento humano. Assim, poderemos entender como a consciência humana se modificou de consciência filosófica para consciência científica. Deste modo, poderemos conceituar o que é a consciência científica.
Na antiguidade, principalmente em relação à Grécia Antiga, a civilização explicava os fenômenos naturais e sociais por meio dos mitos, que traziam todos os valores, leis, normas e ensinamentos que eram necessário àquela vivência. Entretanto, há certo desenvolvimento na razão humana que leva os gregos a se sentirem compelidos em buscar explicações mais racionais, já que os mitos passaram a ser insuficientes para explicar a realidade.
Deste modo, se estabelece um pensamento filósofico que procura explicar o mundo por meio de argumentos racionais, buscando também explicações sobre as experiências sensíveis, o que leva a críticas sociais e busca de explicações físicas que poderiam esclarecer as mudanças da natureza.
Este pensamento filosófico, mesmo com muitas mudanças ao longo do tempo, perdurou durante muitos séculos. Entretanto, durante os séculos XVI e XVII, ocorreram muitas mudanças no mundo, principalmente na Europa, onde há uma revolução científica que transforma toda a visão de mundo das pessoas. A argumentação filosófica deixa de ser suficiente e os filósofos e matemáticos passam a buscar explicações científicas, com base em experimentos, instrumentos técnicos e repetições, nascendo assim o que chamamos hoje de ciência.
Portanto, temos que a consciência científica é esta noção partilhada pela maioria da população que os mitos e as argumentações racionais não bastam para explicar o mundo. É necessário que todas as teorias sejam justificadas e verificadas cientificamente, o que pressupõe previsões rigorosas que ajudam a compreender e ordenar o futuro.
Para responder esta questão será preciso recorrer às mudanças históricas do pensamento humano. Assim, poderemos entender como a consciência humana se modificou de consciência filosófica para consciência científica. Deste modo, poderemos conceituar o que é a consciência científica.
Na antiguidade, principalmente em relação à Grécia Antiga, a civilização explicava os fenômenos naturais e sociais por meio dos mitos, que traziam todos os valores, leis, normas e ensinamentos que eram necessário àquela vivência. Entretanto, há certo desenvolvimento na razão humana que leva os gregos a se sentirem compelidos em buscar explicações mais racionais, já que os mitos passaram a ser insuficientes para explicar a realidade.
Deste modo, se estabelece um pensamento filósofico que procura explicar o mundo por meio de argumentos racionais, buscando também explicações sobre as experiências sensíveis, o que leva a críticas sociais e busca de explicações físicas que poderiam esclarecer as mudanças da natureza.
Este pensamento filosófico, mesmo com muitas mudanças ao longo do tempo, perdurou durante muitos séculos. Entretanto, durante os séculos XVI e XVII, ocorreram muitas mudanças no mundo, principalmente na Europa, onde há uma revolução científica que transforma toda a visão de mundo das pessoas. A argumentação filosófica deixa de ser suficiente e os filósofos e matemáticos passam a buscar explicações científicas, com base em experimentos, instrumentos técnicos e repetições, nascendo assim o que chamamos hoje de ciência.
Portanto, temos que a consciência científica é esta noção partilhada pela maioria da população que os mitos e as argumentações racionais não bastam para explicar o mundo. É necessário que todas as teorias sejam justificadas e verificadas cientificamente, o que pressupõe previsões rigorosas que ajudam a compreender e ordenar o futuro.
User badge image

Ana Carolina Camargo

Há mais de um mês

é o termo que significa conhecimento, percepção, honestidade. Também pode revelar a noção dos estímulos à volta de um indivíduo que confirmam a sua existência. Por esse motivo se costuma dizer que quem está desmaiado ou em coma está inconsciente.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas