A maior rede de estudos do Brasil

Rescisão de contrato empresarial entre concessionaria e montadora, existe alguma indenização?


2 resposta(s)

User badge image

Ramon Galasso

Há mais de um mês

No caso em tela, será necessário verificar o contrato feito entre as empresas. Caso essa recisão tenha sido feita fora do prazo e das cláusulas específicadas para tal medida, a empresa que se sentir prejudicada, poderá entrar com ação indenizatória de perdas e danos, mais os lucros cessantes, acrescidas de multa contratual.

No caso em tela, será necessário verificar o contrato feito entre as empresas. Caso essa recisão tenha sido feita fora do prazo e das cláusulas específicadas para tal medida, a empresa que se sentir prejudicada, poderá entrar com ação indenizatória de perdas e danos, mais os lucros cessantes, acrescidas de multa contratual.

User badge image

Henrique Paduan

Há mais de um mês

A Lei 6.729 de 1979 regula as relações de concessão comercial entre produtores e distribuidores de veículos automotores. Tratando sobre as hipóteses de rescisão, o texto legal dispõe que:

Art . 24. Se o concedente der causa à rescisão do contrato de prazo indeterminado, deverá reparar o concessionário:

I - readquirindo-lhe o estoque de veículos automotores, implementos e componentes novos, pelo preço de venda ao consumidor, vigente na data da rescisão contratual;

II - efetuando-lhe a compra prevista no art. 23, inciso II;

III - pagando-lhe perdas e danos, à razão de quatro por cento do faturamento projetado para um período correspondente à soma de uma parte fixa de dezoito meses e uma variável de três meses por quinqüênio de vigência da concessão, devendo a projeção tomar por base o valor corrigido monetariamente do faturamento de bens e serviços concernentes a concessão, que o concessionário tiver realizado nos dois anos anteriores à rescisão;

IV - satisfazendo-lhe outras reparações que forem eventualmente ajustadas entre o produtor e sua rede de distribuição.

Art . 25. Se a infração do concedente motivar a rescisão do contrato de prazo determinado, previsto no art. 21, parágrafo único, o concessionário fará jus às mesmas reparações estabelecidas no artigo anterior, sendo que:

I - quanto ao inciso III, será a indenização calculada sobre o faturamento projetado até o término do contrato e, se a concessão não tiver alcançado dois anos de vigência, a projeção tomará por base o faturamento até então realizado;

Il - quanto ao inciso IV, serão satisfeitas as obrigações vicendas até o termo final do contrato rescindido.

Assim, nos casos em que o concedente for o culpado pela rescisão do contrato por tempo indeterminado, haverá a contraprestação de algum tipo de reparação, conforme os ditames legais. No mesmo sentido, nos casos em que o contrato for por tempo determinado, haverá o mesmo direito à reparação, sendo adequado à ideia de prazo determinado do contrato. 

Além disso, no § 1º do artigo 22 da referida Lei, há previsão de aplicação de penalidades gradativas nos casos em que a resolução do contrato se dê por iniciativa da parte inocente, em razão de infração a dispositivo da Lei, das convenções ou do prórpio contrato.

Desse modo, conforme exposto, existe sim a possibilidade de se indenizar no caso da rescisão de tais contratos, devendo-se analisar os fatos e as disposições contratuais.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes