A maior rede de estudos do Brasil

Quais as contribuições de Tercio Ferraz Júnior para a Teoria do ordenamento jurídico de Bobbio?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Direito.


Tercio Sampaio Ferraz Junior é apresentador do livro "Teoria do Ordenamento Jurídico", cuja sinopse está exposta abaixo:

'Com nova e primorosa tradução de Ari Marcelo Solon, professor de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Universidade de São Paulo, “Teoria do Ordenamento Jurídico” é considerada uma das mais relevantes obras do debate jurídico nacional e internacional. O livro conta com refinado prefácio do ex-ministro Celso Lafer e apresentação de Tercio Sampaio Ferraz Junior, ambos professores da Faculdade de Direito da USP. Chamado de "Mestre do Pensamento" pelo jornal francês Le Monde, Norberto Bobbio é considerado um dos maiores jusfilósofos de todos os tempos. Por ser um importante legado de Bobbio, a obra é indicada como leitura obrigatória para os que militam nas áreas do direito, filosofia, ciências humanas e sociais e demais estudiosos. Para o professor Celso Lafer, "A filosofia do Direito de Bobbio, como uma filosofia do Direito sub specie juris é uma admirável expressão da razão jurídica, voltada para esclarecer as operações intelectuais e práticas na criação do Direito e na aplicação do Direito. É nesse campo que Bobbio se move e é desse modo que se pode situar Teoria do Ordenamento e realçar sua importância." Segundo o Professor Tercio Sampaio Ferraz Junior "Desde a década de 50, os escritos de Bobbio marcam um nítido programa de reformulação dos estudos do Direito, apertados que estavam numa polêmica tornada tediosa e infecunda entre jusnaturalismo e positivismo. Bobbio é um dos primeiros a voltar-se para a metodologia da Ciência do Direito em termos de uma análise linguística." Um retrato do autor pode ser visualizado nas palavras proferidas por Miguel Reale, quando da visita de Norberto Bobbio ao Brasil, em 1983, a convite da Universidade de Brasília, ocasião em que teve a honra de saudá-lo: "Fiquei cada vez mais convencido de que Bobbio nunca se preocupou com a qualificação de sua própria posição filosófica, preferindo o papel de maior esclarecedor e mentor das ideias jurídicas e políticas fundamentais, visando sempre ao aprimoramento da democracia".'

Fonte: https://www.travessa.com.br/teoria-do-ordenamento-juridico/artigo/e3b22d7b-5132-4aa3-8647-725836c5840f. Acesso 26 fev. 2019.

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Direito.


Tercio Sampaio Ferraz Junior é apresentador do livro "Teoria do Ordenamento Jurídico", cuja sinopse está exposta abaixo:

'Com nova e primorosa tradução de Ari Marcelo Solon, professor de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Universidade de São Paulo, “Teoria do Ordenamento Jurídico” é considerada uma das mais relevantes obras do debate jurídico nacional e internacional. O livro conta com refinado prefácio do ex-ministro Celso Lafer e apresentação de Tercio Sampaio Ferraz Junior, ambos professores da Faculdade de Direito da USP. Chamado de "Mestre do Pensamento" pelo jornal francês Le Monde, Norberto Bobbio é considerado um dos maiores jusfilósofos de todos os tempos. Por ser um importante legado de Bobbio, a obra é indicada como leitura obrigatória para os que militam nas áreas do direito, filosofia, ciências humanas e sociais e demais estudiosos. Para o professor Celso Lafer, "A filosofia do Direito de Bobbio, como uma filosofia do Direito sub specie juris é uma admirável expressão da razão jurídica, voltada para esclarecer as operações intelectuais e práticas na criação do Direito e na aplicação do Direito. É nesse campo que Bobbio se move e é desse modo que se pode situar Teoria do Ordenamento e realçar sua importância." Segundo o Professor Tercio Sampaio Ferraz Junior "Desde a década de 50, os escritos de Bobbio marcam um nítido programa de reformulação dos estudos do Direito, apertados que estavam numa polêmica tornada tediosa e infecunda entre jusnaturalismo e positivismo. Bobbio é um dos primeiros a voltar-se para a metodologia da Ciência do Direito em termos de uma análise linguística." Um retrato do autor pode ser visualizado nas palavras proferidas por Miguel Reale, quando da visita de Norberto Bobbio ao Brasil, em 1983, a convite da Universidade de Brasília, ocasião em que teve a honra de saudá-lo: "Fiquei cada vez mais convencido de que Bobbio nunca se preocupou com a qualificação de sua própria posição filosófica, preferindo o papel de maior esclarecedor e mentor das ideias jurídicas e políticas fundamentais, visando sempre ao aprimoramento da democracia".'

Fonte: https://www.travessa.com.br/teoria-do-ordenamento-juridico/artigo/e3b22d7b-5132-4aa3-8647-725836c5840f. Acesso 26 fev. 2019.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Direito.


Tercio Sampaio Ferraz Junior é apresentador do livro "Teoria do Ordenamento Jurídico", cuja sinopse está exposta abaixo:

'Com nova e primorosa tradução de Ari Marcelo Solon, professor de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Universidade de São Paulo, “Teoria do Ordenamento Jurídico” é considerada uma das mais relevantes obras do debate jurídico nacional e internacional. O livro conta com refinado prefácio do ex-ministro Celso Lafer e apresentação de Tercio Sampaio Ferraz Junior, ambos professores da Faculdade de Direito da USP. Chamado de "Mestre do Pensamento" pelo jornal francês Le Monde, Norberto Bobbio é considerado um dos maiores jusfilósofos de todos os tempos. Por ser um importante legado de Bobbio, a obra é indicada como leitura obrigatória para os que militam nas áreas do direito, filosofia, ciências humanas e sociais e demais estudiosos. Para o professor Celso Lafer, "A filosofia do Direito de Bobbio, como uma filosofia do Direito sub specie juris é uma admirável expressão da razão jurídica, voltada para esclarecer as operações intelectuais e práticas na criação do Direito e na aplicação do Direito. É nesse campo que Bobbio se move e é desse modo que se pode situar Teoria do Ordenamento e realçar sua importância." Segundo o Professor Tercio Sampaio Ferraz Junior "Desde a década de 50, os escritos de Bobbio marcam um nítido programa de reformulação dos estudos do Direito, apertados que estavam numa polêmica tornada tediosa e infecunda entre jusnaturalismo e positivismo. Bobbio é um dos primeiros a voltar-se para a metodologia da Ciência do Direito em termos de uma análise linguística." Um retrato do autor pode ser visualizado nas palavras proferidas por Miguel Reale, quando da visita de Norberto Bobbio ao Brasil, em 1983, a convite da Universidade de Brasília, ocasião em que teve a honra de saudá-lo: "Fiquei cada vez mais convencido de que Bobbio nunca se preocupou com a qualificação de sua própria posição filosófica, preferindo o papel de maior esclarecedor e mentor das ideias jurídicas e políticas fundamentais, visando sempre ao aprimoramento da democracia".'

Fonte: https://www.travessa.com.br/teoria-do-ordenamento-juridico/artigo/e3b22d7b-5132-4aa3-8647-725836c5840f. Acesso 26 fev. 2019.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Direito.


Tercio Sampaio Ferraz Junior é apresentador do livro "Teoria do Ordenamento Jurídico", cuja sinopse está exposta abaixo:

'Com nova e primorosa tradução de Ari Marcelo Solon, professor de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Universidade de São Paulo, “Teoria do Ordenamento Jurídico” é considerada uma das mais relevantes obras do debate jurídico nacional e internacional. O livro conta com refinado prefácio do ex-ministro Celso Lafer e apresentação de Tercio Sampaio Ferraz Junior, ambos professores da Faculdade de Direito da USP. Chamado de "Mestre do Pensamento" pelo jornal francês Le Monde, Norberto Bobbio é considerado um dos maiores jusfilósofos de todos os tempos. Por ser um importante legado de Bobbio, a obra é indicada como leitura obrigatória para os que militam nas áreas do direito, filosofia, ciências humanas e sociais e demais estudiosos. Para o professor Celso Lafer, "A filosofia do Direito de Bobbio, como uma filosofia do Direito sub specie juris é uma admirável expressão da razão jurídica, voltada para esclarecer as operações intelectuais e práticas na criação do Direito e na aplicação do Direito. É nesse campo que Bobbio se move e é desse modo que se pode situar Teoria do Ordenamento e realçar sua importância." Segundo o Professor Tercio Sampaio Ferraz Junior "Desde a década de 50, os escritos de Bobbio marcam um nítido programa de reformulação dos estudos do Direito, apertados que estavam numa polêmica tornada tediosa e infecunda entre jusnaturalismo e positivismo. Bobbio é um dos primeiros a voltar-se para a metodologia da Ciência do Direito em termos de uma análise linguística." Um retrato do autor pode ser visualizado nas palavras proferidas por Miguel Reale, quando da visita de Norberto Bobbio ao Brasil, em 1983, a convite da Universidade de Brasília, ocasião em que teve a honra de saudá-lo: "Fiquei cada vez mais convencido de que Bobbio nunca se preocupou com a qualificação de sua própria posição filosófica, preferindo o papel de maior esclarecedor e mentor das ideias jurídicas e políticas fundamentais, visando sempre ao aprimoramento da democracia".'

Fonte: https://www.travessa.com.br/teoria-do-ordenamento-juridico/artigo/e3b22d7b-5132-4aa3-8647-725836c5840f. Acesso 26 fev. 2019.

Essa pergunta já foi respondida!