A maior rede de estudos do Brasil

Como descrever a farmacoterapia da Hanseníase e Tuberculose ?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A farmacoterapia para a tuberculose pode afetar na eficácia dos anticoncepcionais, por meio da Rifampicina.

A utilização concomitantemente dos anticoncepcionais com a rifampicina faz com que seja necessária uma mudança na dosagem do primeiro, porém o efeito final sobre a supressão da ovulação não foi esclarecido por falta de estudos.

A rifampicina possui um grande número de interações medicamentosas tornando-a um potente indutor do sistema citocromo P450 (CYP450).

Portanto, pode acarretar no crescimento do metabolismo de vários fármacos que são metabolizados de forma parcial ou total pelo CYP450, quando administrados de maneira concomitante.

A farmacoterapia para a tuberculose pode afetar na eficácia dos anticoncepcionais, por meio da Rifampicina.

A utilização concomitantemente dos anticoncepcionais com a rifampicina faz com que seja necessária uma mudança na dosagem do primeiro, porém o efeito final sobre a supressão da ovulação não foi esclarecido por falta de estudos.

A rifampicina possui um grande número de interações medicamentosas tornando-a um potente indutor do sistema citocromo P450 (CYP450).

Portanto, pode acarretar no crescimento do metabolismo de vários fármacos que são metabolizados de forma parcial ou total pelo CYP450, quando administrados de maneira concomitante.

User badge image

betão Pollo

Há mais de um mês

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e/ou sistemas. A doença é causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch.

No Brasil, a doença é um sério problema da saúde pública, com profundas raízes sociais.  A epidemia do HIV e a presença de bacilos resistentes tornam o cenário ainda mais complexo. A cada ano, são notificados aproximadamente 70 mil casos novos e ocorrem cerca de 4,5 mil mortes em decorrência da tuberculose.

A hanseníase, conhecida antigamente como Lepra, é uma doença crônica, transmissível, de notificação compulsória e investigação obrigatória em todo território nacional. Possui como agente etiológico o Micobacterium leprae, bacilo que tem a capacidade de infectar grande número de indivíduos, e atinge principalmente a pele e os nervos periféricos, com capacidade de ocasionar lesões neurais, conferindo à doença um alto poder incapacitante, principal responsável pelo estigma e discriminação às pessoas acometidas pela doença.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas